Presos no Ceará usam Facebook e mandam recados de amor: "saudades de tu"

TEVE RECADO PRA SOGRA

Presos no Ceará usam Facebook e mandam recados de amor: “saudades de tu”

Em uma mensagem que partiu de Itaitinga, o preso comenta: “minha sogra nem lembrou de mim, né? Nós já já canta essa liberdade de novo”

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

11 de Janeiro de 2018 às 07:00

Há 9 meses
Presos postam mensagens nas redes sociais (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Presos postam mensagens nas redes sociais (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Os detentos de presídios do Ceará parecem não ter dificuldade para se comunicar com quem está do lado de fora das unidades. O acesso a celular é fácil. Fato que não impede a conversa entre detentos e o restante das quadrilhas. E é dessa forma que ações criminosas são ordenadas de dentro dos presídios. Até postagens se tornaram comuns nas redes sociais.

O Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT, fez uma pesquisa e constatou que as postagens de presos em redes sociais são frequentes. Em uma mensagem que partiu de Itaitinga, o preso comenta: “minha sogra nem lembrou de mim, né? Nós já já canta essa liberdade de novo, vou tá aí fora, aí a senhora vai fazer uma pra mim…”

Em outra, quatro presos posam tranquilamente para uma foto, com sorrisos e gestos. Outro detento faz uma saudação: “boa noite para todos do meu Facebook. E, claro que primeiro pra minha mulher, o amor da minha vida. Te amo, amor. Saudades de tu”. Há ainda espaço para reflexões como essa. “Eles podem prender meu corpo, jamais o meu pensamento…”

Em 2016, o Governo do Estado aprovou uma lei na Assembleia Legislativa que determinava o bloqueio de sinal de telefonia móvel no entorno dos presídios, mas a matéria foi derrubada pelo Supremo Tribunal Federal, que entende que somente a união pode legislar sobre telecomunicações. Desde então, nenhuma outra alternativa para bloquear as ligações dentro dos presídios foi discutida no estado.

O delegado César Wagner, afirma que o acesso fácil de presos a celulares demonstra que o estado prende, mas não tem o controle sobre eles. A cadeia criminosa não é interrompida, porque não há um real afastamento da sociedade, “A coisa chegou a um ponto tal, que se você tiver acesso as redes sociais, você observa imagens, festa dentro de presídio, armamento dentro dos presídios, então realmente a coisa é muito seria” ele fala ainda que enquanto isso, o crime organizado e os chefões do tráfico só se fortalecem.

Veja todos os detalhes no vídeo do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT: 

Veja outros vídeos do Jornal Jangadeiro.

Publicidade

Dê sua opinião

TEVE RECADO PRA SOGRA

Presos no Ceará usam Facebook e mandam recados de amor: “saudades de tu”

Em uma mensagem que partiu de Itaitinga, o preso comenta: “minha sogra nem lembrou de mim, né? Nós já já canta essa liberdade de novo”

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

11 de Janeiro de 2018 às 07:00

Há 9 meses
Presos postam mensagens nas redes sociais (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Presos postam mensagens nas redes sociais (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Os detentos de presídios do Ceará parecem não ter dificuldade para se comunicar com quem está do lado de fora das unidades. O acesso a celular é fácil. Fato que não impede a conversa entre detentos e o restante das quadrilhas. E é dessa forma que ações criminosas são ordenadas de dentro dos presídios. Até postagens se tornaram comuns nas redes sociais.

O Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT, fez uma pesquisa e constatou que as postagens de presos em redes sociais são frequentes. Em uma mensagem que partiu de Itaitinga, o preso comenta: “minha sogra nem lembrou de mim, né? Nós já já canta essa liberdade de novo, vou tá aí fora, aí a senhora vai fazer uma pra mim…”

Em outra, quatro presos posam tranquilamente para uma foto, com sorrisos e gestos. Outro detento faz uma saudação: “boa noite para todos do meu Facebook. E, claro que primeiro pra minha mulher, o amor da minha vida. Te amo, amor. Saudades de tu”. Há ainda espaço para reflexões como essa. “Eles podem prender meu corpo, jamais o meu pensamento…”

Em 2016, o Governo do Estado aprovou uma lei na Assembleia Legislativa que determinava o bloqueio de sinal de telefonia móvel no entorno dos presídios, mas a matéria foi derrubada pelo Supremo Tribunal Federal, que entende que somente a união pode legislar sobre telecomunicações. Desde então, nenhuma outra alternativa para bloquear as ligações dentro dos presídios foi discutida no estado.

O delegado César Wagner, afirma que o acesso fácil de presos a celulares demonstra que o estado prende, mas não tem o controle sobre eles. A cadeia criminosa não é interrompida, porque não há um real afastamento da sociedade, “A coisa chegou a um ponto tal, que se você tiver acesso as redes sociais, você observa imagens, festa dentro de presídio, armamento dentro dos presídios, então realmente a coisa é muito seria” ele fala ainda que enquanto isso, o crime organizado e os chefões do tráfico só se fortalecem.

Veja todos os detalhes no vídeo do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT: 

Veja outros vídeos do Jornal Jangadeiro.