Família Acolhedora capacita selecionados que oferecerão lar temporário a jovens

ACOLHIMENTO

Família Acolhedora capacita selecionados que oferecerão lar temporário a jovens

O acolhimento é provisório. A família participante recebe uma ajuda de custo no valor de um salário-mínimo

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

7 de dezembro de 2018 às 07:00

Há 1 semana
Família Acolhedora capacita selecionados para oferecer lar temporário (FOTO: Reprodução Nordestv)

Família Acolhedora capacita selecionados para oferecer lar temporário (FOTO: Reprodução Nordestv)

A Prefeitura de Fortaleza realiza a capacitação das pessoas selecionadas para o serviço Família Acolhedora. Elas vão oferecer um lar temporário para menores de idade que vivem em abrigos da cidade.

Sete famílias que já passaram pelos processos de inscrição, avaliação judicial e psicológica e visita domiciliar estão em treinamento. Elas precisam estar preparadas para receber, em casa, crianças e adolescentes que vivem nos abrigos de Fortaleza. Essa é a última fase da seleção antes do acolhimento, que deve começar em janeiro de 2019.

Francineide Marinho, por exemplo, está concluindo a capacitação. Os filhos dela já estão adultos, e a aposentada ansiosa para ter uma criança em casa novamente. Ela promete oferecer muito amor e cuidado.

O acolhimento é provisório. O período é determinado pela Justiça de acordo com cada caso, mas pode chegar até 18 meses. A família participante recebe uma ajuda de custo no valor de um salário-mínimo por criança ou adolescente, que pode ter acréscimo de mais meio salário caso o jovem tenha alguma deficiência.

Quem quiser oferecer um lar para esses jovens ainda pode se inscrever. Os interessados precisam ter moradia fixa em Fortaleza há mais de um ano; idade entre 21 e 65 anos, desde que seja 16 anos mais velho que o acolhido; ter disponibilidade de tempo para proteger e apoiar a criança ou o adolescente. Não há restrição quanto ao sexo ou estado civil.

As inscrições devem ser feitas na Secretaria dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, que fica na Rua Padre Pedro de Alencar, 2230, em Messejana. O horário é das 8h às 17h.

Veja todos os detalhes no vídeo do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT:

Veja outros vídeos do Jornal Jangadeiro.

Publicidade

Dê sua opinião

ACOLHIMENTO

Família Acolhedora capacita selecionados que oferecerão lar temporário a jovens

O acolhimento é provisório. A família participante recebe uma ajuda de custo no valor de um salário-mínimo

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

7 de dezembro de 2018 às 07:00

Há 1 semana
Família Acolhedora capacita selecionados para oferecer lar temporário (FOTO: Reprodução Nordestv)

Família Acolhedora capacita selecionados para oferecer lar temporário (FOTO: Reprodução Nordestv)

A Prefeitura de Fortaleza realiza a capacitação das pessoas selecionadas para o serviço Família Acolhedora. Elas vão oferecer um lar temporário para menores de idade que vivem em abrigos da cidade.

Sete famílias que já passaram pelos processos de inscrição, avaliação judicial e psicológica e visita domiciliar estão em treinamento. Elas precisam estar preparadas para receber, em casa, crianças e adolescentes que vivem nos abrigos de Fortaleza. Essa é a última fase da seleção antes do acolhimento, que deve começar em janeiro de 2019.

Francineide Marinho, por exemplo, está concluindo a capacitação. Os filhos dela já estão adultos, e a aposentada ansiosa para ter uma criança em casa novamente. Ela promete oferecer muito amor e cuidado.

O acolhimento é provisório. O período é determinado pela Justiça de acordo com cada caso, mas pode chegar até 18 meses. A família participante recebe uma ajuda de custo no valor de um salário-mínimo por criança ou adolescente, que pode ter acréscimo de mais meio salário caso o jovem tenha alguma deficiência.

Quem quiser oferecer um lar para esses jovens ainda pode se inscrever. Os interessados precisam ter moradia fixa em Fortaleza há mais de um ano; idade entre 21 e 65 anos, desde que seja 16 anos mais velho que o acolhido; ter disponibilidade de tempo para proteger e apoiar a criança ou o adolescente. Não há restrição quanto ao sexo ou estado civil.

As inscrições devem ser feitas na Secretaria dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, que fica na Rua Padre Pedro de Alencar, 2230, em Messejana. O horário é das 8h às 17h.

Veja todos os detalhes no vídeo do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT:

Veja outros vídeos do Jornal Jangadeiro.