Estudantes sofrem com falta de estrutura e violência por causa de obras inacabadas em escola de Fortaleza
Pio XII

Estudantes sofrem com falta de estrutura e violência por obras inacabadas em escola de Fortaleza

Segundo os frequentadores da escola, as obras já estão paradas há mais de dois anos

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

28 de setembro de 2017 às 18:52

Há 4 semanas

Escola sofre com problemas estruturais (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Alunos de uma escola pública no bairro Pio XII estão sofrendo com as obras inacabadas do colégio. O local já foi alvo da ação de bandidos duas vezes. Além da falta de estrutura para desenvolver o aprendizado, os estudantes são obrigados a conviver com o medo.

Segundo os frequentadores da escola, as obras já estão paradas há mais de dois anos.”A gente tá lanchando em pé porque não tem lugar pra sentar no refeitório. A gente tá almoçando na quadra quente, lugar em que o alimento pode pegar poeira e areia”, conta o estudante Mário do Nascimento.

“Invadiram a escola e arrombaram os armários dos professores de educação física. Levaram bolas e ainda arrombaram o laboratório de ciência, onde funciona a cozinha, e levaram as merendas das crianças”, relata Liduina Do Nascimento, mãe de um dos alunos.

Confira mais detalhes na matéria do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT:

Publicidade

Dê sua opinião

Pio XII

Estudantes sofrem com falta de estrutura e violência por obras inacabadas em escola de Fortaleza

Segundo os frequentadores da escola, as obras já estão paradas há mais de dois anos

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

28 de setembro de 2017 às 18:52

Há 4 semanas

Escola sofre com problemas estruturais (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Alunos de uma escola pública no bairro Pio XII estão sofrendo com as obras inacabadas do colégio. O local já foi alvo da ação de bandidos duas vezes. Além da falta de estrutura para desenvolver o aprendizado, os estudantes são obrigados a conviver com o medo.

Segundo os frequentadores da escola, as obras já estão paradas há mais de dois anos.”A gente tá lanchando em pé porque não tem lugar pra sentar no refeitório. A gente tá almoçando na quadra quente, lugar em que o alimento pode pegar poeira e areia”, conta o estudante Mário do Nascimento.

“Invadiram a escola e arrombaram os armários dos professores de educação física. Levaram bolas e ainda arrombaram o laboratório de ciência, onde funciona a cozinha, e levaram as merendas das crianças”, relata Liduina Do Nascimento, mãe de um dos alunos.

Confira mais detalhes na matéria do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT: