Após tentativa de assalto e tiroteio, agências lotéricas devem firmar parceria com poder público
INSEGURANÇA

Após tentativa de assalto e tiroteio, agências lotéricas devem firmar parceria com poder público

A ideia, segundo o presidente do sindicato, é reforçar a segurança dos clientes. “Estamos tentando conseguir um link direto com o Ciops, para maior agilidade em qualquer tipo de tentativa ou abordagem no lado de fora da lotérica”

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

14 de julho de 2017 às 14:55

Há 2 meses
Tiroteio na casa lotérica deixou clientes e moradores assustados (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Tiroteio na casa lotérica deixou clientes e moradores assustados (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Moradores do Parque São José, em Fortaleza, ainda estão assustados com a tentativa de assalto a casa lotérica. O sindicato que representa os empresários do setor deve adotar medidas para reforçar a segurança das agências em uma parceria com o poder público. A reportagem é do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT.

A lotérica voltou a funcionar normalmente. Já a rotina dos moradores e comerciantes que foram surpreendidos pelos disparos não é a mesma. Estão todos assustados com o tiroteio da última terça-feira(11).

A troca de tiros entre policiais e bandidos aconteceu na casa lotérica que funciona dentro de um supermercado. A ação assustou todos os moradores do entorno. Um dos disparos atingiu o portão de umas das casas: a bala atravessou e fez um buraco profundo na parede. Qualquer pessoa que estivesse na área poderia ter sido atingida.

As polícias civil e militar capturaram três suspeitos da tentativa de assalto a casa lotérica: Eduardo Alves da Silva Junior, 30 anos, conhecido como sorriso. Francisco Gledson Nogueira de Lucena, 37 anos, de apelido gueguê e Raimundo dos Santos Neto, de 49 anos, o único sem passagem pela polícia. Os três foram autuados por latrocínio, que é roubo seguido de morte.

Segundo o Kleisom Sabino, presidente dos Sindicatos das Empresas Lotéricas e Similares do Ceará, as agências vêm sofrendo com esse tipo de ocorrência, principalmente na área externa. Uma parceria com o poder público deve ser firmada ainda este ano para reforçar a segurança dos clientes, inibindo as ações criminosas. “Estamos tentando parceria para que consigamos um link direto com o Ciops, para mais agilidade em qualquer tipo de tentativa ou abordagem no lado de fora”.

Veja todos os detalhes no vídeo do Jornal Jangadeiro da TV Jangadeiro/SBT:

Veja outros vídeos do Jornal Jangadeiro.

Publicidade

Dê sua opinião

INSEGURANÇA

Após tentativa de assalto e tiroteio, agências lotéricas devem firmar parceria com poder público

A ideia, segundo o presidente do sindicato, é reforçar a segurança dos clientes. “Estamos tentando conseguir um link direto com o Ciops, para maior agilidade em qualquer tipo de tentativa ou abordagem no lado de fora da lotérica”

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

14 de julho de 2017 às 14:55

Há 2 meses
Tiroteio na casa lotérica deixou clientes e moradores assustados (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Tiroteio na casa lotérica deixou clientes e moradores assustados (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Moradores do Parque São José, em Fortaleza, ainda estão assustados com a tentativa de assalto a casa lotérica. O sindicato que representa os empresários do setor deve adotar medidas para reforçar a segurança das agências em uma parceria com o poder público. A reportagem é do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT.

A lotérica voltou a funcionar normalmente. Já a rotina dos moradores e comerciantes que foram surpreendidos pelos disparos não é a mesma. Estão todos assustados com o tiroteio da última terça-feira(11).

A troca de tiros entre policiais e bandidos aconteceu na casa lotérica que funciona dentro de um supermercado. A ação assustou todos os moradores do entorno. Um dos disparos atingiu o portão de umas das casas: a bala atravessou e fez um buraco profundo na parede. Qualquer pessoa que estivesse na área poderia ter sido atingida.

As polícias civil e militar capturaram três suspeitos da tentativa de assalto a casa lotérica: Eduardo Alves da Silva Junior, 30 anos, conhecido como sorriso. Francisco Gledson Nogueira de Lucena, 37 anos, de apelido gueguê e Raimundo dos Santos Neto, de 49 anos, o único sem passagem pela polícia. Os três foram autuados por latrocínio, que é roubo seguido de morte.

Segundo o Kleisom Sabino, presidente dos Sindicatos das Empresas Lotéricas e Similares do Ceará, as agências vêm sofrendo com esse tipo de ocorrência, principalmente na área externa. Uma parceria com o poder público deve ser firmada ainda este ano para reforçar a segurança dos clientes, inibindo as ações criminosas. “Estamos tentando parceria para que consigamos um link direto com o Ciops, para mais agilidade em qualquer tipo de tentativa ou abordagem no lado de fora”.

Veja todos os detalhes no vídeo do Jornal Jangadeiro da TV Jangadeiro/SBT:

Veja outros vídeos do Jornal Jangadeiro.