AMC aumenta número de câmeras que flagram uso de celular e falta de cinto de segurança

VIDEOMONITORAMENTO

AMC aumenta número de câmeras que flagram uso de celular e falta de cinto de segurança

Até agora, 25 cruzamentos já receberam as câmeras de monitoramento. A meta é chegar a 41

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

25 de Maio de 2017 às 17:20

Há 1 ano
A nova ferramenta de fiscalização de trânsito tem deixado muitos motoristas insatisfeitos (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

A nova ferramenta de fiscalização de trânsito tem deixado muitos motoristas insatisfeitos (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

A Autarquia Municipal de Trânsito aumentou o número de cruzamentos fiscalizados pelas câmeras de videomonitoramento. Até agora, 25 cruzamentos de grande movimentação na cidade já receberam as câmeras de monitoramento. A meta é chegar a 41, logo que toda a sinalização for instalada.

O cruzamento da Avenida Antônio Sales com Barão de Studart é monitorado por câmeras da AMC. Elas ficam no alto e flagram em tempo real as infrações dos condutores. A nova ferramenta de fiscalização de trânsito tem deixado muitos motoristas insatisfeitos.

Elas flagram quase todo tipo de infração, desde as que atrapalham o trânsito, como fechar cruzamento e parar em fila dupla, às que podem causar acidentes, como trafegar na ciclofaixa e fazer conversão proibida. Até mesmo aquelas cometidas dentro do carro, como uso do fone de ouvido, do celular, e a falta do cinto de segurança, podem ser registradas.

“Ainda percebemos que as infrações mais recorrentes são de transitar na contramão, estacionar em fila dupla e em local indevido”, cita Clébio Lima, chefe do Núcleo de Tecnologia da AMC.

As câmeras são monitoradas 24hs por dia. Quem observa tudo são os agentes da AMC que ficam nessa sala de controle. Eles que registram as multas. A expectativa do órgão é ampliar a fiscalização através do acesso às 171 câmeras da Secretaria de Segurança espalhadas pela capital. Para isso, a prefeitura está elaborando um convênio com o governo estadual.

Confira mais detalhes na reportagem do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT:

Publicidade

Dê sua opinião

VIDEOMONITORAMENTO

AMC aumenta número de câmeras que flagram uso de celular e falta de cinto de segurança

Até agora, 25 cruzamentos já receberam as câmeras de monitoramento. A meta é chegar a 41

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

25 de Maio de 2017 às 17:20

Há 1 ano
A nova ferramenta de fiscalização de trânsito tem deixado muitos motoristas insatisfeitos (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

A nova ferramenta de fiscalização de trânsito tem deixado muitos motoristas insatisfeitos (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

A Autarquia Municipal de Trânsito aumentou o número de cruzamentos fiscalizados pelas câmeras de videomonitoramento. Até agora, 25 cruzamentos de grande movimentação na cidade já receberam as câmeras de monitoramento. A meta é chegar a 41, logo que toda a sinalização for instalada.

O cruzamento da Avenida Antônio Sales com Barão de Studart é monitorado por câmeras da AMC. Elas ficam no alto e flagram em tempo real as infrações dos condutores. A nova ferramenta de fiscalização de trânsito tem deixado muitos motoristas insatisfeitos.

Elas flagram quase todo tipo de infração, desde as que atrapalham o trânsito, como fechar cruzamento e parar em fila dupla, às que podem causar acidentes, como trafegar na ciclofaixa e fazer conversão proibida. Até mesmo aquelas cometidas dentro do carro, como uso do fone de ouvido, do celular, e a falta do cinto de segurança, podem ser registradas.

“Ainda percebemos que as infrações mais recorrentes são de transitar na contramão, estacionar em fila dupla e em local indevido”, cita Clébio Lima, chefe do Núcleo de Tecnologia da AMC.

As câmeras são monitoradas 24hs por dia. Quem observa tudo são os agentes da AMC que ficam nessa sala de controle. Eles que registram as multas. A expectativa do órgão é ampliar a fiscalização através do acesso às 171 câmeras da Secretaria de Segurança espalhadas pela capital. Para isso, a prefeitura está elaborando um convênio com o governo estadual.

Confira mais detalhes na reportagem do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT: