Acusado de matar líderes da facção criminosa PCC é preso em São Paulo

INVESTIGAÇÃO

Acusado de matar líderes da facção criminosa PCC é preso em São Paulo

Em setembro, “Andrezinho da Baixada” e os outros oito foragidos tiveram os nomes inseridos na lista de procurados pela Interpol. O crime aconteceu no início do ano na Grande Fortaleza

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

25 de outubro de 2018 às 19:03

Há 3 semanas
André Luis da Costa acusado aqui no Ceará de participação direta no assassinato de dois líderes da facção (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

André Luis da Costa é acusado de participação direta no assassinato de dois líderes da facção (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Foi preso na tarde desta quinta-feira (25) um homem acusado no Ceará de participação direta no assassinato de dois líderes da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital). A informação foi dada com exclusividade pelo Sistema Jangadeiro.

André Luís da Costa Lopes, o “Andrezinho da Baixada, chegou a uma unidade da Polícia Civil em São Paulo de forma espontânea.

A TV Jangadeiro/SBT apurou que ele estava acompanhado de um advogado e se apresentou em uma Delegacia do Município de Guarujá. Ele tinha mandado de prisão em aberto acusado de envolvimento direto no assassinato de dois líderes da cúpula nacional do PCC, Rogério Geremias de Simone, o Gegê do Mangue, e Fabiano Alves de Souza, o Paca.

Em setembro, Andrezinho da Baixada e os outros oito foragidos tiveram os nomes inseridos na lista de procurados pela Interpol. O crime aconteceu no início do ano na Grande Fortaleza. Gegê do Mangue e Paca foram levados de helicóptero até uma reserva indígena em Aquiraz, onde foram mortos a tiros. O fato provocou à época uma crise na cúpula do PCC, e um dos mentores do crime Wagner Ferreira da Silva acabou sendo fuzilado em São Paulo.

Somente o piloto do helicóptero já havia sido preso. Felipe Ramos Morais havia sido preso em maio, no estado de Goiás. As investigações apontam que o crime teria sido ordenado por outro líder do PCC, Gilberto Aparecido dos Santos, o “Fuminho”, principal liderança do PCC que hoje está fora do sistema prisional.

Veja mais detalhes vídeo do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT:

Veja outros vídeos do Jornal Jangadeiro.

Publicidade

Dê sua opinião

INVESTIGAÇÃO

Acusado de matar líderes da facção criminosa PCC é preso em São Paulo

Em setembro, “Andrezinho da Baixada” e os outros oito foragidos tiveram os nomes inseridos na lista de procurados pela Interpol. O crime aconteceu no início do ano na Grande Fortaleza

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

25 de outubro de 2018 às 19:03

Há 3 semanas
André Luis da Costa acusado aqui no Ceará de participação direta no assassinato de dois líderes da facção (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

André Luis da Costa é acusado de participação direta no assassinato de dois líderes da facção (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Foi preso na tarde desta quinta-feira (25) um homem acusado no Ceará de participação direta no assassinato de dois líderes da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital). A informação foi dada com exclusividade pelo Sistema Jangadeiro.

André Luís da Costa Lopes, o “Andrezinho da Baixada, chegou a uma unidade da Polícia Civil em São Paulo de forma espontânea.

A TV Jangadeiro/SBT apurou que ele estava acompanhado de um advogado e se apresentou em uma Delegacia do Município de Guarujá. Ele tinha mandado de prisão em aberto acusado de envolvimento direto no assassinato de dois líderes da cúpula nacional do PCC, Rogério Geremias de Simone, o Gegê do Mangue, e Fabiano Alves de Souza, o Paca.

Em setembro, Andrezinho da Baixada e os outros oito foragidos tiveram os nomes inseridos na lista de procurados pela Interpol. O crime aconteceu no início do ano na Grande Fortaleza. Gegê do Mangue e Paca foram levados de helicóptero até uma reserva indígena em Aquiraz, onde foram mortos a tiros. O fato provocou à época uma crise na cúpula do PCC, e um dos mentores do crime Wagner Ferreira da Silva acabou sendo fuzilado em São Paulo.

Somente o piloto do helicóptero já havia sido preso. Felipe Ramos Morais havia sido preso em maio, no estado de Goiás. As investigações apontam que o crime teria sido ordenado por outro líder do PCC, Gilberto Aparecido dos Santos, o “Fuminho”, principal liderança do PCC que hoje está fora do sistema prisional.

Veja mais detalhes vídeo do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT:

Veja outros vídeos do Jornal Jangadeiro.