Garoto picado por cobra em Tauá teve que se tratar em Fortaleza - Vídeos
FALTA DE MEDICAMENTO

Garoto picado por cobra em Tauá teve que se tratar em Fortaleza

Em 2016, mais de 1.600 pessoas foram picadas por animais peçonhentos no Ceará

Por Tribuna do Ceará em Jornal Jangadeiro 2ª edição

21 de junho de 2016 às 19:20

Há 9 meses
Garoto é picado por cobra (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Garoto é picado por cobra (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Mais de 1.600 pessoas foram picadas em 2016 por animais peçonhentos no Ceará. 72% dos casos estão relacionados a serpentes. De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado, são 13 casos toda semana. O último registro foi no domingo (19), com uma criança de 13 anos em Tauá, que teve a mão atacada pela cobra.

Para receber o soro antiofídico, foi preciso que a UTI da Ciopaer se deslocasse de Fortaleza para o município. O garoto foi transferido para capital para continuar o tratamento.

A falta de doses é um reflexo da redução do envio do medicamento para o Ceará. Na última remessa, o Ministério da Saúde enviou apenas 250 doses. Dessas, 150 ficaram em Fortaleza e 100 foram encaminhadas para os polos regionais. Mesmo assim, no Hospital Regional de Iguatu faltam doses e, em Crateús, as unidades contam apenas com soro utilizado para picada de cascavel. Veja mais detalhes no vídeo.

 

Veja outros vídeos do Jornal Jangadeiro 2°edição.

Publicidade

Dê sua opinião

FALTA DE MEDICAMENTO

Garoto picado por cobra em Tauá teve que se tratar em Fortaleza

Em 2016, mais de 1.600 pessoas foram picadas por animais peçonhentos no Ceará

Por Tribuna do Ceará em Jornal Jangadeiro 2ª edição

21 de junho de 2016 às 19:20

Há 9 meses
Garoto é picado por cobra (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Garoto é picado por cobra (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Mais de 1.600 pessoas foram picadas em 2016 por animais peçonhentos no Ceará. 72% dos casos estão relacionados a serpentes. De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado, são 13 casos toda semana. O último registro foi no domingo (19), com uma criança de 13 anos em Tauá, que teve a mão atacada pela cobra.

Para receber o soro antiofídico, foi preciso que a UTI da Ciopaer se deslocasse de Fortaleza para o município. O garoto foi transferido para capital para continuar o tratamento.

A falta de doses é um reflexo da redução do envio do medicamento para o Ceará. Na última remessa, o Ministério da Saúde enviou apenas 250 doses. Dessas, 150 ficaram em Fortaleza e 100 foram encaminhadas para os polos regionais. Mesmo assim, no Hospital Regional de Iguatu faltam doses e, em Crateús, as unidades contam apenas com soro utilizado para picada de cascavel. Veja mais detalhes no vídeo.

 

Veja outros vídeos do Jornal Jangadeiro 2°edição.