MEC anuncia o aumento do piso nacional dos professores - Vídeos


MEC anuncia o aumento do piso nacional dos professores

O Ministério da Educação vai reajustar em 8%, o piso nacional do magistério. O anúncio foi feito na tarde desta quinta-feira (10) pelo ministro Aloísio Mercadante, mas a medida não causou muito impacto aqui no Ceará. Para a categoria o percentual é uma frustração, no ano passado o reajuste foi de 22, 2%, quase três […]

Por helton em Jornal Jangadeiro 1º edição

11 de janeiro de 2013 às 16:12

Há 6 anos

O Ministério da Educação vai reajustar em 8%, o piso nacional do magistério. O anúncio foi feito na tarde desta quinta-feira (10) pelo ministro Aloísio Mercadante, mas a medida não causou muito impacto aqui no Ceará.

Para a categoria o percentual é uma frustração, no ano passado o reajuste foi de 22, 2%, quase três vezes mais do que o valor do reajuste atual. O calculo é feito através de uma equação que considera o custo médio dos alunos na rede publica e o número de matriculas.

Na rede estadual do Ceará a medida beneficia apenas 121 professores, eles passam a ganhar R$ 1.901,00. Um piso maior do que o mínimo nacional que é de R$ 1.567.00. A maioria dos professores, em torno de 13 mil profissionais, passam a ganhar R$ 2.444.00.

A SEDUC garante que a aplicação de 80% do FUNDEB, como prevê a lei, nos salários serão um ganho para a categoria. Já o Sindicato dos Professores e Servidores da Educação e Cultura no estado do Ceará (APEOC) não comemora e avalia que é preciso rever o calculo do reajuste no salario dos professores.

Para o assessor econômico da APRECE, é nas prefeituras, principalmente no interior do estado, que o problema com o reajuste é maior por conta de atrasos na folha de pagamento: “quase todos os municípios terminaram o ano com problema de folha de pagamento, alguma folha passando para o ano de 2013, e você vai ter um reajuste 8% e a receita estimada pelo FDE, deve crescer em torno de 6%”.

Publicidade

Dê sua opinião

MEC anuncia o aumento do piso nacional dos professores

O Ministério da Educação vai reajustar em 8%, o piso nacional do magistério. O anúncio foi feito na tarde desta quinta-feira (10) pelo ministro Aloísio Mercadante, mas a medida não causou muito impacto aqui no Ceará. Para a categoria o percentual é uma frustração, no ano passado o reajuste foi de 22, 2%, quase três […]

Por helton em Jornal Jangadeiro 1º edição

11 de janeiro de 2013 às 16:12

Há 6 anos

O Ministério da Educação vai reajustar em 8%, o piso nacional do magistério. O anúncio foi feito na tarde desta quinta-feira (10) pelo ministro Aloísio Mercadante, mas a medida não causou muito impacto aqui no Ceará.

Para a categoria o percentual é uma frustração, no ano passado o reajuste foi de 22, 2%, quase três vezes mais do que o valor do reajuste atual. O calculo é feito através de uma equação que considera o custo médio dos alunos na rede publica e o número de matriculas.

Na rede estadual do Ceará a medida beneficia apenas 121 professores, eles passam a ganhar R$ 1.901,00. Um piso maior do que o mínimo nacional que é de R$ 1.567.00. A maioria dos professores, em torno de 13 mil profissionais, passam a ganhar R$ 2.444.00.

A SEDUC garante que a aplicação de 80% do FUNDEB, como prevê a lei, nos salários serão um ganho para a categoria. Já o Sindicato dos Professores e Servidores da Educação e Cultura no estado do Ceará (APEOC) não comemora e avalia que é preciso rever o calculo do reajuste no salario dos professores.

Para o assessor econômico da APRECE, é nas prefeituras, principalmente no interior do estado, que o problema com o reajuste é maior por conta de atrasos na folha de pagamento: “quase todos os municípios terminaram o ano com problema de folha de pagamento, alguma folha passando para o ano de 2013, e você vai ter um reajuste 8% e a receita estimada pelo FDE, deve crescer em torno de 6%”.