Após sobreviver a grave acidente em pesca de lagosta, cearense descobre dom da arte

SUPERAÇÃO

Após sobreviver a grave acidente em pesca de lagosta, cearense descobre dom da arte

Inácio teve uma complicação durante mergulho: resultando em três embolias

Por Tribuna do Ceará em Gente na TV

19 de Fevereiro de 2018 às 17:17

Há 4 meses
Cearense sofre acidente em pesca de lagosta(FOTO: Reprodução TV Jangadeiro) 

Cearense sofre acidente em pesca de lagosta(FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

É na praia das Barreiras, da cidade de Icapuí, que mora o Inácio, de 49 anos, mais conhecido como “Bruto”.

Apesar do apelido, ele tem sensibilidade e mostra tudo nas suas artes em escultura em madeiras.

O dom de Inácio surgiu na infância, mas a verdadeira arte apareceu depois de um grave acidente. Inácio estava mergulhando em busca de lagosta. Após complicações no mergulho – que durou 2 horas – ele teve três embolias (no pulmão, na medula e no cérebro) e ficou sem ar por 4 minutos.

O acidente já foi há 23 anos e, até hoje, o cearense tem sequelas. Mas, mesmo com suas dificuldades, a palavra desistir não existe no seu dicionário. Afinal, para ser feliz é preciso só estar vivo. “O que vale é você ser feliz”.

Veja mais detalhes no vídeo do programa Gente na TV, da TV Jangadeiro/SBT: 

Veja outros vídeos do Gente na TV.

Publicidade

Dê sua opinião

SUPERAÇÃO

Após sobreviver a grave acidente em pesca de lagosta, cearense descobre dom da arte

Inácio teve uma complicação durante mergulho: resultando em três embolias

Por Tribuna do Ceará em Gente na TV

19 de Fevereiro de 2018 às 17:17

Há 4 meses
Cearense sofre acidente em pesca de lagosta(FOTO: Reprodução TV Jangadeiro) 

Cearense sofre acidente em pesca de lagosta(FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

É na praia das Barreiras, da cidade de Icapuí, que mora o Inácio, de 49 anos, mais conhecido como “Bruto”.

Apesar do apelido, ele tem sensibilidade e mostra tudo nas suas artes em escultura em madeiras.

O dom de Inácio surgiu na infância, mas a verdadeira arte apareceu depois de um grave acidente. Inácio estava mergulhando em busca de lagosta. Após complicações no mergulho – que durou 2 horas – ele teve três embolias (no pulmão, na medula e no cérebro) e ficou sem ar por 4 minutos.

O acidente já foi há 23 anos e, até hoje, o cearense tem sequelas. Mas, mesmo com suas dificuldades, a palavra desistir não existe no seu dicionário. Afinal, para ser feliz é preciso só estar vivo. “O que vale é você ser feliz”.

Veja mais detalhes no vídeo do programa Gente na TV, da TV Jangadeiro/SBT: 

Veja outros vídeos do Gente na TV.