Músico denunciado por suposto golpe em noivas será indiciado por estelionato

ENTREVISTA COM DELEGADO

Músico denunciado por suposto golpe em noivas será indiciado por estelionato

Pelo menos 50 noivas denunciaram a banda Roger Melo. Ele teria enviado uma carta a uma delas declarando falência e afirmando estar impedido de honrar o contrato de prestação de serviço

Por TV Jangadeiro em Barra Pesada

6 de julho de 2017 às 19:47

Há 2 anos
Delegado afirma que polícia iniciou as investigações (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Delegado afirma que polícia iniciou as investigações (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

O titular da Delegacia de Defraudações e Falsificações, Jaime de Paula Pessoa, informou ao programa Barra Pesada que os inquéritos policiais referentes ao suposto golpe aplicado a noivas do Ceará já estão registrados, e as investigações iniciaram.

“Começamos a receber as ocorrências e esperamos dar uma resposta imediata para as vítimas. Sem sombra de dúvida, Roger Melo será indiciado. Esperamos que, no final do inquérito, possamos até solicitar a prisão preventiva dele junto à Justiça“, afirmou.

Pelo menos 50 noivas denunciaram a banda Roger Melo. Ele teria enviado uma carta a uma delas declarando falência e afirmando estar impedido de honrar o contrato de prestação de serviço. Segundo os contratantes, Roger Melo não atende ligações, desativou todas as redes sociais e fechou o escritório, indicando um suposto golpe.

“O prejuízo maior não é o prejuízo financeiro, o prejuízo maior é o prejuízo do sonho, que se prepararam 1, 2 anos para o casamento com muito sacrifício. Ele fechou contratos em junho e recebeu o valor já na ciência de que não ia prestar o serviço. Isso caracteriza golpe sim, e será indiciado por estelionato, já temos as sinalizações”, acrescenta Jaime de Paula.

Os casais vítimas da ocorrência lamentam o caso e se dizem desesperados com a situação. Uma das noivas, Jordana Loureiro, pagou R$ 1.300 à vista. “Faltam cinco meses para o casamento e não contávamos com esse cancelamento. Abala o emocional, o psicológico. Vamos ter que correr atrás de outra banda, para não poder ficar com um espaço vazio no dia do casamento. Espero que a Justiça seja feita”.

Confira todos os detalhes na reportagem do Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT:

 

Publicidade

Dê sua opinião

ENTREVISTA COM DELEGADO

Músico denunciado por suposto golpe em noivas será indiciado por estelionato

Pelo menos 50 noivas denunciaram a banda Roger Melo. Ele teria enviado uma carta a uma delas declarando falência e afirmando estar impedido de honrar o contrato de prestação de serviço

Por TV Jangadeiro em Barra Pesada

6 de julho de 2017 às 19:47

Há 2 anos
Delegado afirma que polícia iniciou as investigações (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Delegado afirma que polícia iniciou as investigações (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

O titular da Delegacia de Defraudações e Falsificações, Jaime de Paula Pessoa, informou ao programa Barra Pesada que os inquéritos policiais referentes ao suposto golpe aplicado a noivas do Ceará já estão registrados, e as investigações iniciaram.

“Começamos a receber as ocorrências e esperamos dar uma resposta imediata para as vítimas. Sem sombra de dúvida, Roger Melo será indiciado. Esperamos que, no final do inquérito, possamos até solicitar a prisão preventiva dele junto à Justiça“, afirmou.

Pelo menos 50 noivas denunciaram a banda Roger Melo. Ele teria enviado uma carta a uma delas declarando falência e afirmando estar impedido de honrar o contrato de prestação de serviço. Segundo os contratantes, Roger Melo não atende ligações, desativou todas as redes sociais e fechou o escritório, indicando um suposto golpe.

“O prejuízo maior não é o prejuízo financeiro, o prejuízo maior é o prejuízo do sonho, que se prepararam 1, 2 anos para o casamento com muito sacrifício. Ele fechou contratos em junho e recebeu o valor já na ciência de que não ia prestar o serviço. Isso caracteriza golpe sim, e será indiciado por estelionato, já temos as sinalizações”, acrescenta Jaime de Paula.

Os casais vítimas da ocorrência lamentam o caso e se dizem desesperados com a situação. Uma das noivas, Jordana Loureiro, pagou R$ 1.300 à vista. “Faltam cinco meses para o casamento e não contávamos com esse cancelamento. Abala o emocional, o psicológico. Vamos ter que correr atrás de outra banda, para não poder ficar com um espaço vazio no dia do casamento. Espero que a Justiça seja feita”.

Confira todos os detalhes na reportagem do Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT: