Com os preços altos de frutas e verduras, consumidores buscam alternativas

DICAS

Com os preços elevados de frutas e verduras, consumidores buscam alternativas para economizar

Reportagem conversou com professora de Nutrição da Uece, que indica opções de frutas e verduras para substituir as que estão com preços altos

Por TV Jangadeiro em Barra Pesada

12 de junho de 2018 às 17:55

Há 2 meses
Preço dos alimentos chegar às alturas(FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Preço dos alimentos chegar às alturas(FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Depois do preço dos alimentos chegar às alturas, só agora eles começam a normalizar. Mas quem quer economizar pode substituir o que ainda está caro por outros produtos também saudáveis, mas bem mais baratos.

A greve dos caminhoneiros fez os valores dos alimentos, principalmente os perecíveis – como frutas, verduras e legumes – subir bastante. E, só agora, os consumidores começam a perceber os preços voltando ao normal.

Em um estabelecimento, a batata inglesa, que chegou a quase R$ 10 nas últimas semanas, baixou para R$ 2,58. O tomate caiu de R$ 9 para R$ 4,89. Já o alho continua em alta: R$ 22 o quilo, R$ 3 a mais do que o cobrado antes da paralisação. A banana também ainda não diminuiu, custa R$ 4,99, o dobro do preço comum.

“O que está interferindo é a alteração do preço do frete estipulado pelo Governo Federal. Existe uma insegurança muito grande, porque foi colocada uma tabela, foi revogada a tabela, houve uma pressão novamente, a gente não sabe como vai ficar”, explica Engel Rocha, diretor de patrimônio da Associação Cearense de Supermercado.

Se o preço ainda não agrada, que tal substituir o que está caro por outros produtos mais em conta? A batata inglesa, por exemplo, pode ser trocada pela batata doce, que custa apenas R$ 1,49 kg. “Pode usar macaxeira, cenoura, chuchu, tomate, coentro, cebola…”, cita a professora do curso de Nutrição da Uece, Carla Soraya.

Na hora de escolher as frutas, a dica é dar preferência às da estação, que costumam ser encontradas com mais facilidade e têm um preço melhor. “A gente está iniciando uma estação de tangerina, ainda tem bastante abacaxi, abacate”

Confira todos os detalhes na reportagem do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT:

Publicidade

Dê sua opinião

DICAS

Com os preços elevados de frutas e verduras, consumidores buscam alternativas para economizar

Reportagem conversou com professora de Nutrição da Uece, que indica opções de frutas e verduras para substituir as que estão com preços altos

Por TV Jangadeiro em Barra Pesada

12 de junho de 2018 às 17:55

Há 2 meses
Preço dos alimentos chegar às alturas(FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Preço dos alimentos chegar às alturas(FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Depois do preço dos alimentos chegar às alturas, só agora eles começam a normalizar. Mas quem quer economizar pode substituir o que ainda está caro por outros produtos também saudáveis, mas bem mais baratos.

A greve dos caminhoneiros fez os valores dos alimentos, principalmente os perecíveis – como frutas, verduras e legumes – subir bastante. E, só agora, os consumidores começam a perceber os preços voltando ao normal.

Em um estabelecimento, a batata inglesa, que chegou a quase R$ 10 nas últimas semanas, baixou para R$ 2,58. O tomate caiu de R$ 9 para R$ 4,89. Já o alho continua em alta: R$ 22 o quilo, R$ 3 a mais do que o cobrado antes da paralisação. A banana também ainda não diminuiu, custa R$ 4,99, o dobro do preço comum.

“O que está interferindo é a alteração do preço do frete estipulado pelo Governo Federal. Existe uma insegurança muito grande, porque foi colocada uma tabela, foi revogada a tabela, houve uma pressão novamente, a gente não sabe como vai ficar”, explica Engel Rocha, diretor de patrimônio da Associação Cearense de Supermercado.

Se o preço ainda não agrada, que tal substituir o que está caro por outros produtos mais em conta? A batata inglesa, por exemplo, pode ser trocada pela batata doce, que custa apenas R$ 1,49 kg. “Pode usar macaxeira, cenoura, chuchu, tomate, coentro, cebola…”, cita a professora do curso de Nutrição da Uece, Carla Soraya.

Na hora de escolher as frutas, a dica é dar preferência às da estação, que costumam ser encontradas com mais facilidade e têm um preço melhor. “A gente está iniciando uma estação de tangerina, ainda tem bastante abacaxi, abacate”

Confira todos os detalhes na reportagem do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT: