Rosier Alexandre: "Sorte e prosperidade"

QUAL O SEU EVEREST?

Rosier Alexandre: “Sorte e prosperidade”

Eu conheço muita gente que trabalha como formiga e não produz. E conheço outros que trabalham menos e produzem excelente resultados

Por Tribuna do Ceará em Rosier Alexandre

3 de setembro de 2018 às 16:18

Há 2 meses

Desde que escalei o Everest, me deparo com pessoas que dizem que eu tive muita sorte. Mas sinceramente não atribuo resultados à sorte. Eu conheço muita gente que trabalha como formiga e não produz. E conheço outros que trabalham menos e produzem excelente resultados. Os métodos e a disciplina na execução fazem a diferença.

Resultados não são por acaso, eles aparecem como os frutos de uma lavoura que de repente surgem como flores e depois como os frutos. Mas existe uma longa história por trás. Alguém cuidadosamente escolheu um terreno, preparou o solo, arou a terra, adubou, plantou, removeu ervas daninhas, irrigou, expulsou as pragas que tentaram devorar o trabalho do agricultor, para finalmente aparecer os frutos e chegar a época da colheita.

Enquanto isso, o seu vizinho quer ter prosperidade mas lhe falta paciência. Ele quer tudo muito rápido e as coisas não acontecem e ele acha que não tem sorte. E para completar a situação, onde tem um apressado aparece alguém vendendo fórmulas rápidas que prometem resultados fáceis. Como aqueles batidos “ganhe dinheiro sem trabalhar”, “viva de renda”, entre outras. Porém o resultado disso é ansiedade e mais problemas.

Diga não as fórmulas prontas que te oferecem prosperidade com facilidade. Diga não ao esforço excessivo por um cargo ou por dinheiro, não force amizades e nem cultive apegos. A grama não se esforça para crescer, ela cresce. O sol não se esforça para surgir na linha do horizonte todos os dias. Assim como é da natureza humana: nascer, crescer, se multiplicar e ser feliz. Quando ocorre algo diferente disso é um desequilíbrio que está ocorrendo por um apego ou um desvio que está causando desarmonia. Com isso surgem as dificuldades que são oportunidades de aprendizados e crescimento e fazem parte do jogo da vida.

Esqueça os outros, viva a sua vida. Faça o que quiser dela, desde que cultive a leveza e dê profundidade em tudo que fizer. Faça bem feito e verá que a prosperidade será uma consequência. Quando você menos esperar, silenciosamente ela vai se manifestar na sua vida. A prosperidade não pode ser um objetivo, ela é consequência das suas atitudes diante da vida e tudo que ela lhe propõe.

Te desejo uma semana próspera com o meu abraço do tamanho do Everest.

*Rosier Alexandre é graduado em marketing, palestrante, consultor organizacional e alpinista profissional.

A coluna “Qual o seu Everest?” é publicada no Tribuna do Ceará todas as segundas-feiras e também vai ao ar na Tribuna BandNews (FM 101.7), às 9h10.

 

Publicidade

Dê sua opinião

QUAL O SEU EVEREST?

Rosier Alexandre: “Sorte e prosperidade”

Eu conheço muita gente que trabalha como formiga e não produz. E conheço outros que trabalham menos e produzem excelente resultados

Por Tribuna do Ceará em Rosier Alexandre

3 de setembro de 2018 às 16:18

Há 2 meses

Desde que escalei o Everest, me deparo com pessoas que dizem que eu tive muita sorte. Mas sinceramente não atribuo resultados à sorte. Eu conheço muita gente que trabalha como formiga e não produz. E conheço outros que trabalham menos e produzem excelente resultados. Os métodos e a disciplina na execução fazem a diferença.

Resultados não são por acaso, eles aparecem como os frutos de uma lavoura que de repente surgem como flores e depois como os frutos. Mas existe uma longa história por trás. Alguém cuidadosamente escolheu um terreno, preparou o solo, arou a terra, adubou, plantou, removeu ervas daninhas, irrigou, expulsou as pragas que tentaram devorar o trabalho do agricultor, para finalmente aparecer os frutos e chegar a época da colheita.

Enquanto isso, o seu vizinho quer ter prosperidade mas lhe falta paciência. Ele quer tudo muito rápido e as coisas não acontecem e ele acha que não tem sorte. E para completar a situação, onde tem um apressado aparece alguém vendendo fórmulas rápidas que prometem resultados fáceis. Como aqueles batidos “ganhe dinheiro sem trabalhar”, “viva de renda”, entre outras. Porém o resultado disso é ansiedade e mais problemas.

Diga não as fórmulas prontas que te oferecem prosperidade com facilidade. Diga não ao esforço excessivo por um cargo ou por dinheiro, não force amizades e nem cultive apegos. A grama não se esforça para crescer, ela cresce. O sol não se esforça para surgir na linha do horizonte todos os dias. Assim como é da natureza humana: nascer, crescer, se multiplicar e ser feliz. Quando ocorre algo diferente disso é um desequilíbrio que está ocorrendo por um apego ou um desvio que está causando desarmonia. Com isso surgem as dificuldades que são oportunidades de aprendizados e crescimento e fazem parte do jogo da vida.

Esqueça os outros, viva a sua vida. Faça o que quiser dela, desde que cultive a leveza e dê profundidade em tudo que fizer. Faça bem feito e verá que a prosperidade será uma consequência. Quando você menos esperar, silenciosamente ela vai se manifestar na sua vida. A prosperidade não pode ser um objetivo, ela é consequência das suas atitudes diante da vida e tudo que ela lhe propõe.

Te desejo uma semana próspera com o meu abraço do tamanho do Everest.

*Rosier Alexandre é graduado em marketing, palestrante, consultor organizacional e alpinista profissional.

A coluna “Qual o seu Everest?” é publicada no Tribuna do Ceará todas as segundas-feiras e também vai ao ar na Tribuna BandNews (FM 101.7), às 9h10.