Rosier Alexandre: Sonhar não custa muito e faz bem
QUAL O SEU EVEREST?

Rosier Alexandre: “Sonhar não custa muito e faz bem”

Hoje, eu quero lhe desafiar a pensar mais profundamente nos seus sonhos

Por Tribuna do Ceará em Rosier Alexandre

19 de junho de 2017 às 08:54

Há 4 dias

Por Rosier Alexandre

Hoje, eu quero lhe desafiar a pensar mais profundamente nos seus sonhos. Até aqueles mais malucos que parecem impossíveis.

Algum tempo atrás, eu estava morando na zona rural num casebre de taipa e trabalhando na roça com agricultura de subsistência, pouco depois engraxando sapatos, vendendo picolés e bananas numa feira livre para sobreviver. Foram trabalhos muito simples, mas com certeza todos muito dignos. A simplicidade do meu passado inibe os sonhos de muita gente, mas isso é um erro. Podemos viver na simplicidade, mas não sem sonhos.

Um dia sonhei escalar o Everest, a maior montanha da terra. Naquele momento, eu não tinha dinheiro, nem experiência e certamente não saberia sequer localizar o Everest em um mapa. Mas o meu sonho era muito vivo e eu já me via realizando. Fazê-lo acontecer era outro desafio, mas o primeiro passo era definir o sonho e eu já tinha isso na minha cabeça com muita clareza.

Talvez você esteja pensando: “O que eu tenho a ver com o Everest?”. Todos nós temos um Everest dentro de nós, basta acreditar e podemos alcançar nossos objetivos. Mas para isso, precisamos ter a coragem de começar e persistência para nunca desistir.

Quando coloquei o meu Everest na cabeça, eu era semelhante a milhares de outros que escondiam os próprios sonhos por medo de não conseguir realizar. Porém quando tonei público meu desejo, comecei a planejar e treinar, e não me permiti desistir no meio da jornada.

O resultado é que não só escalei o Everest como também a maior montanha de cada continente, o maior vulcão da terra e diversas outras montanhas entre a Cordilheira dos Andes e o Himalaia. Estas conquistas não me tornam mais nem menos, mas me deixam muito feliz e realizado, pois um dia era apenas um sonho, hoje é uma realidade. Isso me dá a certeza de que você que está agora lendo este texto, onde quer que esteja, e em qualquer estágio profissional, pode sonhar grande e realizar, basta acreditar profundamente e trabalhar com fé.

Todos nascemos para uma vida de abundância, então bora pro cume, porque lá é o nosso lugar. Tenha uma excelente semana com o meu abraço do tamanho do Everest.

*Rosier Alexandre é graduado em marketing, palestrante, consultor organizacional e alpinista profissional.

A coluna “Qual o seu Everest?” é publicada no Tribuna do Ceará todas as segundas-feiras e também vai ao ar na Tribuna BandNews (FM 101.7), às 9h10.

Publicidade

Dê sua opinião

QUAL O SEU EVEREST?

Rosier Alexandre: “Sonhar não custa muito e faz bem”

Hoje, eu quero lhe desafiar a pensar mais profundamente nos seus sonhos

Por Tribuna do Ceará em Rosier Alexandre

19 de junho de 2017 às 08:54

Há 4 dias

Por Rosier Alexandre

Hoje, eu quero lhe desafiar a pensar mais profundamente nos seus sonhos. Até aqueles mais malucos que parecem impossíveis.

Algum tempo atrás, eu estava morando na zona rural num casebre de taipa e trabalhando na roça com agricultura de subsistência, pouco depois engraxando sapatos, vendendo picolés e bananas numa feira livre para sobreviver. Foram trabalhos muito simples, mas com certeza todos muito dignos. A simplicidade do meu passado inibe os sonhos de muita gente, mas isso é um erro. Podemos viver na simplicidade, mas não sem sonhos.

Um dia sonhei escalar o Everest, a maior montanha da terra. Naquele momento, eu não tinha dinheiro, nem experiência e certamente não saberia sequer localizar o Everest em um mapa. Mas o meu sonho era muito vivo e eu já me via realizando. Fazê-lo acontecer era outro desafio, mas o primeiro passo era definir o sonho e eu já tinha isso na minha cabeça com muita clareza.

Talvez você esteja pensando: “O que eu tenho a ver com o Everest?”. Todos nós temos um Everest dentro de nós, basta acreditar e podemos alcançar nossos objetivos. Mas para isso, precisamos ter a coragem de começar e persistência para nunca desistir.

Quando coloquei o meu Everest na cabeça, eu era semelhante a milhares de outros que escondiam os próprios sonhos por medo de não conseguir realizar. Porém quando tonei público meu desejo, comecei a planejar e treinar, e não me permiti desistir no meio da jornada.

O resultado é que não só escalei o Everest como também a maior montanha de cada continente, o maior vulcão da terra e diversas outras montanhas entre a Cordilheira dos Andes e o Himalaia. Estas conquistas não me tornam mais nem menos, mas me deixam muito feliz e realizado, pois um dia era apenas um sonho, hoje é uma realidade. Isso me dá a certeza de que você que está agora lendo este texto, onde quer que esteja, e em qualquer estágio profissional, pode sonhar grande e realizar, basta acreditar profundamente e trabalhar com fé.

Todos nascemos para uma vida de abundância, então bora pro cume, porque lá é o nosso lugar. Tenha uma excelente semana com o meu abraço do tamanho do Everest.

*Rosier Alexandre é graduado em marketing, palestrante, consultor organizacional e alpinista profissional.

A coluna “Qual o seu Everest?” é publicada no Tribuna do Ceará todas as segundas-feiras e também vai ao ar na Tribuna BandNews (FM 101.7), às 9h10.