Rosier Alexandre: Quem sou eu?
QUAL O SEU EVEREST?

Rosier Alexandre: “Quem sou eu?”

O isolamento nas montanhas me ajudou a entender que eu sou uma mistura com vários componentes

Por Tribuna do Ceará em Rosier Alexandre

28 de agosto de 2017 às 14:58

Há 2 meses

Por Rosier Alexandre

Você já parou para se perguntar QUEM SOU EU? Isso até parece coisa de terapia, de psicólogo ou algo que exija conhecimento científico para responder. Mas podemos simplificar. Estamos sempre querendo conhecer e entender os outros, mas a verdade é que não nos conhecemos bem e temos dificuldades para responder a esta perguntinha tão curta e simples. Afinal, QUEM SOU EU?

Aprecio muito a visão dos psicólogos e neurocientistas sobre o assunto, mas acho que nós, mortais comuns, que não temos erudição sobre o funcionamento do cérebro humano, também precisamos saber responder isso, mesmo que seja do nosso jeito.

O isolamento nas montanhas me ajudou a entender que eu sou uma mistura com vários componentes. Eu sou um pouco do que penso, um pouco do que falo, um pouco dos valores que acredito, um pouco do que construo, um pouco do que como, um pouco do que bebo e um pouco do que compartilho. Este conjunto é que forma a minha identidade. Quando tenho qualidades em todos estes aspectos eu sou uma pessoa razoável, quando escorrego em alguns deles me torno uma pessoa mediana tendendo a medíocre.

(FOTO: Flickr/ Creative Commons/ Jorge Fonseca)

(FOTO: Flickr/ Creative Commons/ Jorge Fonseca)

Uma pessoa que tem consciência da sua identidade, sabe que valores guiam a sua vida, ela conhece seus pontos fracos e fortes, sabe o que quer e não sofre influência com facilidade, tem confiança no que faz e controle sobre a própria vida, tem metas claras e trabalha para realizá-las, sabe onde quer chegar e o caminho que deve percorrer e é por isso que produz mais gastando menos. Estas pessoas não esperam as coisas acontecerem, elas constroem o futuro que desejam.

Já as pessoas que não conhecem bem a própria identidade, são confusas, cultivam muitas dúvidas, estão sempre inseguras, são facilmente manipuladas e vivem a reclamar da própria sorte.

E você sabe exatamente quem você é? Sabe qual é o seu papel na sua família, sua empresa e na sociedade?

Siga em frente, talvez algumas vezes você erre, mas se souber exatamente quem você é, acertará a maioria das vezes e é isso que te torna você mesmo, uma pessoa autêntica.

Te desejo uma excelente semana com o meu abraço do tamanho do Everest.

*Rosier Alexandre é graduado em marketing, palestrante, consultor organizacional e alpinista profissional.

A coluna “Qual o seu Everest?” é publicada no Tribuna do Ceará todas as segundas-feiras e também vai ao ar na Tribuna BandNews (FM 101.7), às 9h10.

Publicidade

Dê sua opinião

QUAL O SEU EVEREST?

Rosier Alexandre: “Quem sou eu?”

O isolamento nas montanhas me ajudou a entender que eu sou uma mistura com vários componentes

Por Tribuna do Ceará em Rosier Alexandre

28 de agosto de 2017 às 14:58

Há 2 meses

Por Rosier Alexandre

Você já parou para se perguntar QUEM SOU EU? Isso até parece coisa de terapia, de psicólogo ou algo que exija conhecimento científico para responder. Mas podemos simplificar. Estamos sempre querendo conhecer e entender os outros, mas a verdade é que não nos conhecemos bem e temos dificuldades para responder a esta perguntinha tão curta e simples. Afinal, QUEM SOU EU?

Aprecio muito a visão dos psicólogos e neurocientistas sobre o assunto, mas acho que nós, mortais comuns, que não temos erudição sobre o funcionamento do cérebro humano, também precisamos saber responder isso, mesmo que seja do nosso jeito.

O isolamento nas montanhas me ajudou a entender que eu sou uma mistura com vários componentes. Eu sou um pouco do que penso, um pouco do que falo, um pouco dos valores que acredito, um pouco do que construo, um pouco do que como, um pouco do que bebo e um pouco do que compartilho. Este conjunto é que forma a minha identidade. Quando tenho qualidades em todos estes aspectos eu sou uma pessoa razoável, quando escorrego em alguns deles me torno uma pessoa mediana tendendo a medíocre.

(FOTO: Flickr/ Creative Commons/ Jorge Fonseca)

(FOTO: Flickr/ Creative Commons/ Jorge Fonseca)

Uma pessoa que tem consciência da sua identidade, sabe que valores guiam a sua vida, ela conhece seus pontos fracos e fortes, sabe o que quer e não sofre influência com facilidade, tem confiança no que faz e controle sobre a própria vida, tem metas claras e trabalha para realizá-las, sabe onde quer chegar e o caminho que deve percorrer e é por isso que produz mais gastando menos. Estas pessoas não esperam as coisas acontecerem, elas constroem o futuro que desejam.

Já as pessoas que não conhecem bem a própria identidade, são confusas, cultivam muitas dúvidas, estão sempre inseguras, são facilmente manipuladas e vivem a reclamar da própria sorte.

E você sabe exatamente quem você é? Sabe qual é o seu papel na sua família, sua empresa e na sociedade?

Siga em frente, talvez algumas vezes você erre, mas se souber exatamente quem você é, acertará a maioria das vezes e é isso que te torna você mesmo, uma pessoa autêntica.

Te desejo uma excelente semana com o meu abraço do tamanho do Everest.

*Rosier Alexandre é graduado em marketing, palestrante, consultor organizacional e alpinista profissional.

A coluna “Qual o seu Everest?” é publicada no Tribuna do Ceará todas as segundas-feiras e também vai ao ar na Tribuna BandNews (FM 101.7), às 9h10.