Rosier Alexandre: O poder das escolhas
QUAL O SEU EVEREST?

Rosier Alexandre: “O poder das escolhas”

Escolher algo requer alguma renúncia e nunca teremos antecipadamente a garantia de estar fazendo a escolha correta

Por Tribuna do Ceará em Rosier Alexandre

10 de abril de 2017 às 14:35

Há 2 meses

Por Rosier Alexandre

Até a nossa infância e adolescência temos pouco poder de decisão, quase toda a nossa vida é decidida por nossos pais. Porém, depois de algum tempo, as escolhas passam a ser nossas, eis que os dilemas surgem, estudar engenharia ou medicina? Arrumar um emprego ou abrir um negócio? Morar sozinho ou na casa dos pais? Casar ou não? Morar no Brasil ou lá fora? E por aí vai.

Algumas pessoas, por conveniência, deixam que os pais ou outros tomem decisões importantes por elas, mas no futuro terão altas chances de insatisfação, os resultados pode ser diferentes do que elas esperavam e fatalmente vão cair num mar de frustração e transferência de responsabilidades.

Escolher algo requer alguma renúncia e nunca teremos antecipadamente a garantia de estar fazendo a escolha correta, mas isso não pode ser motivo de fuga. Tomar decisões não é fácil, toda escolha tem seus riscos, mas não escolher é mais perigoso que escalar o Everest. Quem escolhe algo pode cometer erros, quem não faz escolhas já está errado.

Existem pessoas que preferem fugir as suas responsabilidades ou escolhem pelo mais conveniente e depois culpam os outros por seu destino ou dizem que não tiveram escolhas, mas isso não é verdade. Muita gente leva a vida sem pensar no poder das escolhas e sofrem da síndrome do Zeca Pagodinho, sempre dizem “deixa a vida me levar” e vão aceitando uma vida medíocre de forma passiva ou reclamando de tudo e de todos e nada faz para mudar.

Uma escolha consciente te torna dono do teu destino, te dá um nível de consciência elevado, te faz agir consciente do teu papel na família, na sociedade, te torna construtor da vida que deseja. Lembre-se a vida que você tem foi uma escolha sua. Se não está satisfeito, reveja suas escolhas e com responsabilidade, mude tudo que for necessário. Nós não podemos escolher onde nascer, mas todo dia nós podemos escolher onde e como viver.

Tenha uma excelente semana com o meu abraço do tamanho do Everest.

*Rosier Alexandre é graduado em marketing, palestrante, consultor organizacional e alpinista profissional.

A coluna “Qual o seu Everest?” é publicada no Tribuna do Ceará todas as segundas-feiras e também vai ao ar na Tribuna BandNews (FM 101.7), às 9h10.

Publicidade

Dê sua opinião

QUAL O SEU EVEREST?

Rosier Alexandre: “O poder das escolhas”

Escolher algo requer alguma renúncia e nunca teremos antecipadamente a garantia de estar fazendo a escolha correta

Por Tribuna do Ceará em Rosier Alexandre

10 de abril de 2017 às 14:35

Há 2 meses

Por Rosier Alexandre

Até a nossa infância e adolescência temos pouco poder de decisão, quase toda a nossa vida é decidida por nossos pais. Porém, depois de algum tempo, as escolhas passam a ser nossas, eis que os dilemas surgem, estudar engenharia ou medicina? Arrumar um emprego ou abrir um negócio? Morar sozinho ou na casa dos pais? Casar ou não? Morar no Brasil ou lá fora? E por aí vai.

Algumas pessoas, por conveniência, deixam que os pais ou outros tomem decisões importantes por elas, mas no futuro terão altas chances de insatisfação, os resultados pode ser diferentes do que elas esperavam e fatalmente vão cair num mar de frustração e transferência de responsabilidades.

Escolher algo requer alguma renúncia e nunca teremos antecipadamente a garantia de estar fazendo a escolha correta, mas isso não pode ser motivo de fuga. Tomar decisões não é fácil, toda escolha tem seus riscos, mas não escolher é mais perigoso que escalar o Everest. Quem escolhe algo pode cometer erros, quem não faz escolhas já está errado.

Existem pessoas que preferem fugir as suas responsabilidades ou escolhem pelo mais conveniente e depois culpam os outros por seu destino ou dizem que não tiveram escolhas, mas isso não é verdade. Muita gente leva a vida sem pensar no poder das escolhas e sofrem da síndrome do Zeca Pagodinho, sempre dizem “deixa a vida me levar” e vão aceitando uma vida medíocre de forma passiva ou reclamando de tudo e de todos e nada faz para mudar.

Uma escolha consciente te torna dono do teu destino, te dá um nível de consciência elevado, te faz agir consciente do teu papel na família, na sociedade, te torna construtor da vida que deseja. Lembre-se a vida que você tem foi uma escolha sua. Se não está satisfeito, reveja suas escolhas e com responsabilidade, mude tudo que for necessário. Nós não podemos escolher onde nascer, mas todo dia nós podemos escolher onde e como viver.

Tenha uma excelente semana com o meu abraço do tamanho do Everest.

*Rosier Alexandre é graduado em marketing, palestrante, consultor organizacional e alpinista profissional.

A coluna “Qual o seu Everest?” é publicada no Tribuna do Ceará todas as segundas-feiras e também vai ao ar na Tribuna BandNews (FM 101.7), às 9h10.