Rosier Alexandre: Não espere a crise passar

QUAL O SEU EVEREST?

Rosier Alexandre: “Não espere a crise passar”

Diante da crise, o povo devia estar mais organizado, atento, vigilante e cobrando mais responsabilidades e transparência dos gestores públicos

Por Tribuna do Ceará em Rosier Alexandre

5 de Março de 2018 às 13:46

Há 7 meses

Todos sabemos que o Brasil está passando por algumas turbulências na administração pública. O terremoto acontece em Brasília, mas a terra treme do Rio Grande do Sul a Roraima, passando pelo Ceará. Nenhum estado está imune. Lamentavelmente, isso tem prejudicado o Brasil inteiro através dos desvios de recursos, do protecionismo aos amigos dos políticos e abandono ou perseguição aos não amigos. Isso é fato indiscutível.

Diante deste cenário, o povo devia estar mais organizado, atento, vigilante e cobrando mais responsabilidades e transparência dos gestores públicos, incluindo justiça com todos os corruptos, independentemente de partido ou justificativa para os desvios. Porém sabemos que a maior parte da sociedade está muito insatisfeita, mas totalmente passiva esperando por mudanças, alguns acreditam que a redenção será a próxima eleição.

O que sabemos é que não haverá mudanças enquanto a grande massa não mudar de postura e começar a construir o futuro desejado. Um fato preocupante que vejo é uma multidão de pessoas que simplesmente esperam as mudanças, mas o expectador é totalmente passivo, não faz nada, não atua. A mudança não é uma pessoa ou entidade que está em movimento, ela é ou será fruto de ações que a sociedade toma, logo o ato de esperar não traz esperança. Para mudar algo é necessária uma ação que inicialmente terá influência na sua família e no seu trabalho e depois o reflexo chegará na sociedade, que nada mais é que a somatória das nossas posturas.

Apesar dos pesares da nossa política, acredito que os juízes e promotores estão ajudando a trazer o Brasil de volta para os trilhos, mas, enquanto isso, nós não devemos perder tempo olhando para aquilo que não temos poder de mudar, então devemos focar nossas melhores energias para aquilo que podemos transformar.

As crises são grandes oportunidade de aprendizados e crescimento. As adversidades são as mães de todos os grandes avanços da humanidade. A zona de conforto não é tão confortável como seu nome indica, pelo contrário, é bem perigosa porque gera acomodação. Enquanto alguns se deliciam falando da crise e justificando seus insucessos, outros correm rápido em busca de soluções e estão produzindo os resultados que desejam.

Amigos, o cenário é o mesmo para todos, a diferença entre as pessoas não é a sorte ou o dinheiro que dispõem, mas como as pessoas veem as adversidades e a velocidade de ação e reação independente das condições.

Não espere a mudança, seja a mudança que deseja. Construa hoje o futuro que tanto sonha, porque o amanhã é apenas uma possibilidade e o hoje é uma realidade, onde a sua e a minha vida está acontecendo. Suba hoje a sua montanha!

Te desejo um excelente dia com o meu abraço do tamanho do Everest.

*Rosier Alexandre é graduado em marketing, palestrante, consultor organizacional e alpinista profissional.

A coluna “Qual o seu Everest?” é publicada no Tribuna do Ceará todas as segundas-feiras e também vai ao ar na Tribuna BandNews (FM 101.7), às 9h10.

Publicidade

Dê sua opinião

QUAL O SEU EVEREST?

Rosier Alexandre: “Não espere a crise passar”

Diante da crise, o povo devia estar mais organizado, atento, vigilante e cobrando mais responsabilidades e transparência dos gestores públicos

Por Tribuna do Ceará em Rosier Alexandre

5 de Março de 2018 às 13:46

Há 7 meses

Todos sabemos que o Brasil está passando por algumas turbulências na administração pública. O terremoto acontece em Brasília, mas a terra treme do Rio Grande do Sul a Roraima, passando pelo Ceará. Nenhum estado está imune. Lamentavelmente, isso tem prejudicado o Brasil inteiro através dos desvios de recursos, do protecionismo aos amigos dos políticos e abandono ou perseguição aos não amigos. Isso é fato indiscutível.

Diante deste cenário, o povo devia estar mais organizado, atento, vigilante e cobrando mais responsabilidades e transparência dos gestores públicos, incluindo justiça com todos os corruptos, independentemente de partido ou justificativa para os desvios. Porém sabemos que a maior parte da sociedade está muito insatisfeita, mas totalmente passiva esperando por mudanças, alguns acreditam que a redenção será a próxima eleição.

O que sabemos é que não haverá mudanças enquanto a grande massa não mudar de postura e começar a construir o futuro desejado. Um fato preocupante que vejo é uma multidão de pessoas que simplesmente esperam as mudanças, mas o expectador é totalmente passivo, não faz nada, não atua. A mudança não é uma pessoa ou entidade que está em movimento, ela é ou será fruto de ações que a sociedade toma, logo o ato de esperar não traz esperança. Para mudar algo é necessária uma ação que inicialmente terá influência na sua família e no seu trabalho e depois o reflexo chegará na sociedade, que nada mais é que a somatória das nossas posturas.

Apesar dos pesares da nossa política, acredito que os juízes e promotores estão ajudando a trazer o Brasil de volta para os trilhos, mas, enquanto isso, nós não devemos perder tempo olhando para aquilo que não temos poder de mudar, então devemos focar nossas melhores energias para aquilo que podemos transformar.

As crises são grandes oportunidade de aprendizados e crescimento. As adversidades são as mães de todos os grandes avanços da humanidade. A zona de conforto não é tão confortável como seu nome indica, pelo contrário, é bem perigosa porque gera acomodação. Enquanto alguns se deliciam falando da crise e justificando seus insucessos, outros correm rápido em busca de soluções e estão produzindo os resultados que desejam.

Amigos, o cenário é o mesmo para todos, a diferença entre as pessoas não é a sorte ou o dinheiro que dispõem, mas como as pessoas veem as adversidades e a velocidade de ação e reação independente das condições.

Não espere a mudança, seja a mudança que deseja. Construa hoje o futuro que tanto sonha, porque o amanhã é apenas uma possibilidade e o hoje é uma realidade, onde a sua e a minha vida está acontecendo. Suba hoje a sua montanha!

Te desejo um excelente dia com o meu abraço do tamanho do Everest.

*Rosier Alexandre é graduado em marketing, palestrante, consultor organizacional e alpinista profissional.

A coluna “Qual o seu Everest?” é publicada no Tribuna do Ceará todas as segundas-feiras e também vai ao ar na Tribuna BandNews (FM 101.7), às 9h10.