Rosier Alexandre: "Jovens são transformados em máquina de passar no Enem"
QUAL O SEU EVEREST?

Rosier Alexandre: “Jovens são transformados em máquina de passar no Enem”

Colunista comenta sobre a pressão sofrida pela nova geração e a importância da mudança dos métodos de ensino

Por Tribuna do Ceará em Rosier Alexandre

7 de novembro de 2016 às 15:03

Há 12 meses

Por Rosier Alexandre

Essa semana, vou trazer um tema essencial para o desenvolvimento de um país e de uma sociedade: educação! Inicio deixando no ar uma pergunta: “Que geração estamos formando?” Vejo com preocupação os métodos de ensino que trabalham com excesso de conteúdo desde os primeiros anos da infância dos nossos filhos.

Pressionam crianças para aprenderem tudo ao mesmo tempo: geografia, biologia, química, português, inglês e diversas outras disciplinas, só esquecem de trabalhar cidadania, lazer, saúde e qualidade de vida.

Nossos adolescentes estão sendo transformados em máquina de passar no Enem, no vestibular e em concursos. Na mesma proporção em que as escolas pressionam e cobram demasiadamente, o que vemos são jovens infelizes, inseguros, impacientes, deprimidos ou, no mínimo, com síndrome de ansiedade. A pressão excessiva está produzindo efeitos contrários. Imaginem como será esta geração quando se tornarem adultos com as suas devidas responsabilidades.

Os métodos de ensino precisam mudar. As escolas tradicionais despejam conteúdo nos estudantes e depois cobram bons resultados em exames e, na maioria das vezes, visando apenas à promoção do seu negócio sem pensar nos problemas futuros que os jovens vão enfrentar. Garotos de 15 ou 16 anos são forçados a fazer escolhas importantes para o futuro. Isso não é justo, essa situação está antecipando o futuro forçadamente.

Não quero condenar as escolas, mas deixar uma luz amarela para que os pais assumam o controle da educação dos filhos, que possam discutir com as escolas o conteúdo, a quantidade e a forma de transmissão. Essa competição desenfreada que imprimem nos jovens não está fazendo bem, adoece até alguns pais que ficam sofrendo com seus filhos.

*Rosier Alexandre é graduado em marketing, palestrante, consultor organizacional e alpinista profissional.

A coluna “Qual o seu Everest?” é publicada no Tribuna do Ceará todas as segundas-feiras e também vai ao ar na Tribuna BandNews (FM 101.7), às 9h10.

Publicidade

Dê sua opinião

QUAL O SEU EVEREST?

Rosier Alexandre: “Jovens são transformados em máquina de passar no Enem”

Colunista comenta sobre a pressão sofrida pela nova geração e a importância da mudança dos métodos de ensino

Por Tribuna do Ceará em Rosier Alexandre

7 de novembro de 2016 às 15:03

Há 12 meses

Por Rosier Alexandre

Essa semana, vou trazer um tema essencial para o desenvolvimento de um país e de uma sociedade: educação! Inicio deixando no ar uma pergunta: “Que geração estamos formando?” Vejo com preocupação os métodos de ensino que trabalham com excesso de conteúdo desde os primeiros anos da infância dos nossos filhos.

Pressionam crianças para aprenderem tudo ao mesmo tempo: geografia, biologia, química, português, inglês e diversas outras disciplinas, só esquecem de trabalhar cidadania, lazer, saúde e qualidade de vida.

Nossos adolescentes estão sendo transformados em máquina de passar no Enem, no vestibular e em concursos. Na mesma proporção em que as escolas pressionam e cobram demasiadamente, o que vemos são jovens infelizes, inseguros, impacientes, deprimidos ou, no mínimo, com síndrome de ansiedade. A pressão excessiva está produzindo efeitos contrários. Imaginem como será esta geração quando se tornarem adultos com as suas devidas responsabilidades.

Os métodos de ensino precisam mudar. As escolas tradicionais despejam conteúdo nos estudantes e depois cobram bons resultados em exames e, na maioria das vezes, visando apenas à promoção do seu negócio sem pensar nos problemas futuros que os jovens vão enfrentar. Garotos de 15 ou 16 anos são forçados a fazer escolhas importantes para o futuro. Isso não é justo, essa situação está antecipando o futuro forçadamente.

Não quero condenar as escolas, mas deixar uma luz amarela para que os pais assumam o controle da educação dos filhos, que possam discutir com as escolas o conteúdo, a quantidade e a forma de transmissão. Essa competição desenfreada que imprimem nos jovens não está fazendo bem, adoece até alguns pais que ficam sofrendo com seus filhos.

*Rosier Alexandre é graduado em marketing, palestrante, consultor organizacional e alpinista profissional.

A coluna “Qual o seu Everest?” é publicada no Tribuna do Ceará todas as segundas-feiras e também vai ao ar na Tribuna BandNews (FM 101.7), às 9h10.