Rosier Alexandre: "Jamais desista dos seus sonhos"

QUAL O SEU EVEREST?

Rosier Alexandre: “Jamais desista dos seus sonhos”

Eu trato os meus sonhos com muita seriedade e não desisto de nada que é importante para mim. E você como trata os seus sonhos?

Por Tribuna do Ceará em Rosier Alexandre

19 de novembro de 2018 às 16:07

Há 4 semanas

Eu escalei a maior montanha de cada continente. Foi um projeto no qual eu investi 14 anos da minha vida. Para conclui-lo, eu passei por muitas dificuldades. Confesso que algumas vezes a situação era tão complicada que eu não conseguia visualizar uma alternativa, não sabia como eu ia encontrar uma solução, mas nunca me passou pela cabeça desistir.

Quando fiz a primeira expedição do projeto, eu tentei escalar o Aconcágua, a maior montanha da América do Sul, e precisei voltar quando faltavam apenas 262 metros para chegar ao cume. Depois, tive que passar mais um ano me preparando e retornar para montanha no ano seguinte e finalmente cheguei ao lá.

Depois eu escalei o maior vulcão da terra, o Ojos de Salado no Chile. Na minha primeira tentativa, eu também tive que retornar quando faltavam 193 metros para o cume e passei mais um ano me preparando para retornar a montanha e na segunda tentativa atingi meu objetivo.

Quando escalei o McKinley, a maior montanha da América do Norte, que é também a montanha mais fria da terra, eu voltei quando faltavam apenas 63 metros do cume. É muito pouco, mas para preservar minha vida, eu tive que retornar e foram mais dois anos de preparação para retornar a montanha, porém atingi meu objetivo.

Quando escalei o Everest, a maior montanha da terra, foram três expedições para chegar ao cume. Em 2014, por conta de um avalanche que matou 16 pessoas, todas as expedições foram canceladas. Em 2015, um terremoto matou mais de 9.500 pessoas e deixou 19 mortes no Everest e novamente todas as expedições foram canceladas. Retornei em 2016 para finalmente chegar ao cume e concluir o projeto.

Eu trato os meus sonhos com muita seriedade e não desisto de nada que é importante para mim. E você como trata os seus sonhos? Quem desiste dos próprios sonhos, está desistindo da vida, então siga em frente bote o pé na trilha e se tiver muito difícil, busque novas fontes de energia e siga em frente. O mundo é de quem ousa sonhar e não desiste.

Te desejo uma excelente semana com o meu abraço do tamanho do Everest.

Publicidade

Dê sua opinião

QUAL O SEU EVEREST?

Rosier Alexandre: “Jamais desista dos seus sonhos”

Eu trato os meus sonhos com muita seriedade e não desisto de nada que é importante para mim. E você como trata os seus sonhos?

Por Tribuna do Ceará em Rosier Alexandre

19 de novembro de 2018 às 16:07

Há 4 semanas

Eu escalei a maior montanha de cada continente. Foi um projeto no qual eu investi 14 anos da minha vida. Para conclui-lo, eu passei por muitas dificuldades. Confesso que algumas vezes a situação era tão complicada que eu não conseguia visualizar uma alternativa, não sabia como eu ia encontrar uma solução, mas nunca me passou pela cabeça desistir.

Quando fiz a primeira expedição do projeto, eu tentei escalar o Aconcágua, a maior montanha da América do Sul, e precisei voltar quando faltavam apenas 262 metros para chegar ao cume. Depois, tive que passar mais um ano me preparando e retornar para montanha no ano seguinte e finalmente cheguei ao lá.

Depois eu escalei o maior vulcão da terra, o Ojos de Salado no Chile. Na minha primeira tentativa, eu também tive que retornar quando faltavam 193 metros para o cume e passei mais um ano me preparando para retornar a montanha e na segunda tentativa atingi meu objetivo.

Quando escalei o McKinley, a maior montanha da América do Norte, que é também a montanha mais fria da terra, eu voltei quando faltavam apenas 63 metros do cume. É muito pouco, mas para preservar minha vida, eu tive que retornar e foram mais dois anos de preparação para retornar a montanha, porém atingi meu objetivo.

Quando escalei o Everest, a maior montanha da terra, foram três expedições para chegar ao cume. Em 2014, por conta de um avalanche que matou 16 pessoas, todas as expedições foram canceladas. Em 2015, um terremoto matou mais de 9.500 pessoas e deixou 19 mortes no Everest e novamente todas as expedições foram canceladas. Retornei em 2016 para finalmente chegar ao cume e concluir o projeto.

Eu trato os meus sonhos com muita seriedade e não desisto de nada que é importante para mim. E você como trata os seus sonhos? Quem desiste dos próprios sonhos, está desistindo da vida, então siga em frente bote o pé na trilha e se tiver muito difícil, busque novas fontes de energia e siga em frente. O mundo é de quem ousa sonhar e não desiste.

Te desejo uma excelente semana com o meu abraço do tamanho do Everest.