Rosier Alexandre: "Hoje sou mais acertos, mas no passado não foi assim"

QUAL O SEU EVEREST?

Rosier Alexandre: “Hoje sou mais acertos, mas no passado não foi assim”

O sofrimento advindo das privações foi a maior motivação que encontrei para me dedicar aos estudos. E assim ter um propósito, estudando com gosto

Por Tribuna do Ceará em Rosier Alexandre

4 de março de 2019 às 09:30

Há 3 semanas

Quem me conhece sabe que eu passei por muitas dificuldades na vida. Confesso que até tentei fugir delas, mas não consegui. Depois descobri que as dificuldades podiam me fortalecer, só que naquele tempo eu não entedia desta forma.

Eu sempre tive sonhos. Mas, para chegar até eles, eu precisava escalar uma montanha de desafios. O primeiro deles era a pobreza material, eu nasci em um lugar sem estradas, sem água, eletricidade e escolas. Eu estava isolado do mundo. Quando eu tinha 3 anos e meio, meus pais mudaram para um sítio perto da cidade para que os filhos frequentassem à escola. Apesar da precariedade da instituição, já era um passo adiante, eu tinha mais informações. Mas as dificuldades continuaram. Eu tinha que dividir meu tempo entre o trabalho na roça e as aulas.

Como qualquer pessoa, as dificuldades me maltrataram muito. Apesar de não saber lidar com elas, desde cedo eu entendi que não podia usá-las como desculpas para deixar de seguir a minha vida e reclamar só ia adiar o meu destino. As dificuldades continuariam a existir e me assombrar enquanto eu continuaria o mesmo fracote. Quando eu assumi uma postura ativa, passei a ver os problemas por outro ângulo, eu estava crescendo e os problemas não.

O sofrimento advindo das privações foi a maior motivação que encontrei para me dedicar aos estudos. E assim ter um propósito, estudando com gosto.

Através de tentativas e erros, descobri que sonhos sem atitudes, só leva à frustração. Por outro lado ter ação sem planejamento traz sofrimento e angústia. Aprendi a duras penas que a minha vontade de vencer estava longe de ser suficiente para chegar onde eu queria. Para manter aceso os meus sonhos eu precisa ter habilidade e um bom planejamento para finalmente ter uma ação eficiente e construir os resultados que eu queria.

Hoje, eu tenho uma vida plena de realizações! Mas até chegar aqui cometi muitos erros, demorei a aprender. Se eu pudesse dar um conselho eu diria: invista menos tempo nas redes sociais e mais tempo lendo, principalmente biografias de grandes líderes para aprender com eles, algo como: Nelson Mandela, Abílio Diniz, José Dias Macedo, Ghandi entre tantos outros, inclusive e quem sabe seus pais. O meu foi um grande exemplo para mim. Quanto mais tempo eu estudo e planejo, mais alinhado ficam os meus sonhos, ações e resultados, e principalmente, me torno mais produtivo sem tanto sofrimento.

Por experiência pessoal te garanto que é infinitamente mais barato aprender com os erros dos outros que com os nossos próprios erros, por isso a grande importância de estudar a vida de grandes líderes.

Te desejo uma excelente semana com o meu abraço do tamanho do Everest!

Publicidade

Dê sua opinião

QUAL O SEU EVEREST?

Rosier Alexandre: “Hoje sou mais acertos, mas no passado não foi assim”

O sofrimento advindo das privações foi a maior motivação que encontrei para me dedicar aos estudos. E assim ter um propósito, estudando com gosto

Por Tribuna do Ceará em Rosier Alexandre

4 de março de 2019 às 09:30

Há 3 semanas

Quem me conhece sabe que eu passei por muitas dificuldades na vida. Confesso que até tentei fugir delas, mas não consegui. Depois descobri que as dificuldades podiam me fortalecer, só que naquele tempo eu não entedia desta forma.

Eu sempre tive sonhos. Mas, para chegar até eles, eu precisava escalar uma montanha de desafios. O primeiro deles era a pobreza material, eu nasci em um lugar sem estradas, sem água, eletricidade e escolas. Eu estava isolado do mundo. Quando eu tinha 3 anos e meio, meus pais mudaram para um sítio perto da cidade para que os filhos frequentassem à escola. Apesar da precariedade da instituição, já era um passo adiante, eu tinha mais informações. Mas as dificuldades continuaram. Eu tinha que dividir meu tempo entre o trabalho na roça e as aulas.

Como qualquer pessoa, as dificuldades me maltrataram muito. Apesar de não saber lidar com elas, desde cedo eu entendi que não podia usá-las como desculpas para deixar de seguir a minha vida e reclamar só ia adiar o meu destino. As dificuldades continuariam a existir e me assombrar enquanto eu continuaria o mesmo fracote. Quando eu assumi uma postura ativa, passei a ver os problemas por outro ângulo, eu estava crescendo e os problemas não.

O sofrimento advindo das privações foi a maior motivação que encontrei para me dedicar aos estudos. E assim ter um propósito, estudando com gosto.

Através de tentativas e erros, descobri que sonhos sem atitudes, só leva à frustração. Por outro lado ter ação sem planejamento traz sofrimento e angústia. Aprendi a duras penas que a minha vontade de vencer estava longe de ser suficiente para chegar onde eu queria. Para manter aceso os meus sonhos eu precisa ter habilidade e um bom planejamento para finalmente ter uma ação eficiente e construir os resultados que eu queria.

Hoje, eu tenho uma vida plena de realizações! Mas até chegar aqui cometi muitos erros, demorei a aprender. Se eu pudesse dar um conselho eu diria: invista menos tempo nas redes sociais e mais tempo lendo, principalmente biografias de grandes líderes para aprender com eles, algo como: Nelson Mandela, Abílio Diniz, José Dias Macedo, Ghandi entre tantos outros, inclusive e quem sabe seus pais. O meu foi um grande exemplo para mim. Quanto mais tempo eu estudo e planejo, mais alinhado ficam os meus sonhos, ações e resultados, e principalmente, me torno mais produtivo sem tanto sofrimento.

Por experiência pessoal te garanto que é infinitamente mais barato aprender com os erros dos outros que com os nossos próprios erros, por isso a grande importância de estudar a vida de grandes líderes.

Te desejo uma excelente semana com o meu abraço do tamanho do Everest!