Rosier Alexandre: Busque modelos de referência que inspirem mudança de vida
QUAL O SEU EVEREST?

Rosier Alexandre: “Busque modelos de referência que inspirem mudança de vida”

Em quase todos os lugares existem pessoas brilhantes que podem nos servir de modelo

Por Tribuna do Ceará em Rosier Alexandre

20 de fevereiro de 2017 às 09:23

Há 2 meses

Por Rosier Alexandre

Olá amigos, hoje vamos falar de líderes que podem servir de referência para nossas vidas. A propósito, quais são as suas referências de valores? Ídolos dos esportes? da música? das artes? O Brasil é um grande berço para atletas, músicos e muitos outros artistas.

Na empresa que você trabalha, na sua família, no bairro onde mora, quem são as suas melhores referências? Se você não tem visto pessoas dignas de serem seguidas, sugiro você ficar mais atento nos ambientes que frequenta. Em quase todos os lugares existem pessoas brilhantes que podem nos servir de modelo.

Aqui, quero trazer uma experiência pessoal. Os meus pais, nenhum dos dois pôde frequentar escola. Meu pai foi alfabetizado na areia de um riacho por seus primos que tudo que haviam estudado não passava de um ano. Minha mãe aprendeu a ler e escrever em casa com uma prima. Ambos formavam a mais perfeita dupla de educadores. Meu pai era agricultor e minha mãe era dona de casa e fazia costuras para ajudar no orçamento doméstico.

Meu pai, por ele mesmo, jamais sairia da zona rural, ele se sentia confortável naquele lugar sem água, sem luz, sem telefone e sem estradas e fazia bem feito o seu trabalho. Já minha mãe tinha uma feliz inquietação de ir morar mais perto da cidade para levar os filhos para estudar. Meu pai terminou concordando que devia de fato proporcionar aos filhos a oportunidade de frequentar uma escola. Quando já tinham oito filhos, fizeram a mudança e meu pai, apesar de sentir prazer em ser agricultor, fez um sacrifício para que os filhos pudessem estudar e soube respeitar o desejo de cada um em suas escolhas profissionais.

Sempre que vejo pais tentando influenciar os filhos nas escolhas profissionais, vejo o quanto meus pais foram sábios, sempre orientaram os filhos a darem o melhor de si e respeitar a todos, mas deixou cada um livre para fazer suas próprias escolhas. Meus pais, apesar da falta de educação formal, eram excelentes educadores, foram e sempre serão as minhas melhores referências, portanto, olhe ao seu redor e verá boas referências que te ajudarão a guiar suas decisões.

Te desejo uma boa semana com o meu abraço do tamanho do Everest.

*Rosier Alexandre é graduado em marketing, palestrante, consultor organizacional e alpinista profissional.

A coluna “Qual o seu Everest?” é publicada no Tribuna do Ceará todas as segundas-feiras e também vai ao ar na Tribuna BandNews (FM 101.7), às 9h10.

Publicidade

Dê sua opinião

QUAL O SEU EVEREST?

Rosier Alexandre: “Busque modelos de referência que inspirem mudança de vida”

Em quase todos os lugares existem pessoas brilhantes que podem nos servir de modelo

Por Tribuna do Ceará em Rosier Alexandre

20 de fevereiro de 2017 às 09:23

Há 2 meses

Por Rosier Alexandre

Olá amigos, hoje vamos falar de líderes que podem servir de referência para nossas vidas. A propósito, quais são as suas referências de valores? Ídolos dos esportes? da música? das artes? O Brasil é um grande berço para atletas, músicos e muitos outros artistas.

Na empresa que você trabalha, na sua família, no bairro onde mora, quem são as suas melhores referências? Se você não tem visto pessoas dignas de serem seguidas, sugiro você ficar mais atento nos ambientes que frequenta. Em quase todos os lugares existem pessoas brilhantes que podem nos servir de modelo.

Aqui, quero trazer uma experiência pessoal. Os meus pais, nenhum dos dois pôde frequentar escola. Meu pai foi alfabetizado na areia de um riacho por seus primos que tudo que haviam estudado não passava de um ano. Minha mãe aprendeu a ler e escrever em casa com uma prima. Ambos formavam a mais perfeita dupla de educadores. Meu pai era agricultor e minha mãe era dona de casa e fazia costuras para ajudar no orçamento doméstico.

Meu pai, por ele mesmo, jamais sairia da zona rural, ele se sentia confortável naquele lugar sem água, sem luz, sem telefone e sem estradas e fazia bem feito o seu trabalho. Já minha mãe tinha uma feliz inquietação de ir morar mais perto da cidade para levar os filhos para estudar. Meu pai terminou concordando que devia de fato proporcionar aos filhos a oportunidade de frequentar uma escola. Quando já tinham oito filhos, fizeram a mudança e meu pai, apesar de sentir prazer em ser agricultor, fez um sacrifício para que os filhos pudessem estudar e soube respeitar o desejo de cada um em suas escolhas profissionais.

Sempre que vejo pais tentando influenciar os filhos nas escolhas profissionais, vejo o quanto meus pais foram sábios, sempre orientaram os filhos a darem o melhor de si e respeitar a todos, mas deixou cada um livre para fazer suas próprias escolhas. Meus pais, apesar da falta de educação formal, eram excelentes educadores, foram e sempre serão as minhas melhores referências, portanto, olhe ao seu redor e verá boas referências que te ajudarão a guiar suas decisões.

Te desejo uma boa semana com o meu abraço do tamanho do Everest.

*Rosier Alexandre é graduado em marketing, palestrante, consultor organizacional e alpinista profissional.

A coluna “Qual o seu Everest?” é publicada no Tribuna do Ceará todas as segundas-feiras e também vai ao ar na Tribuna BandNews (FM 101.7), às 9h10.