Rosier Alexandre: A mentira nossa de cada dia

QUAL O SEU EVEREST?

Rosier Alexandre: “A mentira nossa de cada dia”

E não estou falando de desvio de caráter, falo de pequenas mentiras que contamos para nós mesmos

Por Tribuna do Ceará em Rosier Alexandre

26 de Fevereiro de 2018 às 17:29

Há 4 meses

Todos nós somos um pouco mentirosos, uns mais e outros menos, mas somos. E não estou falando de desvio de caráter, falo de pequenas mentiras que contamos para nós mesmos e também para os amigos.

Você já parou para pensar em quantas vezes você contou historinhas para não fazer atividade física, para não mudar a alimentação, para não economizar dinheiro, para não fazer um curso importante para sua carreira, para não ir visitar um amigo que está precisando da sua visita, para não ler um livro, para não abrir o negócio que é o seu maior sonho. E por aí vão as mentirinhas inocentes que travam nossas vidas.

E o pior de tudo é que você se acostuma a contar historinhas que você mesmo sabe que não é verdade, mas, de tanto contar, passa a acreditar que elas são verdades. Diz o dito popular que uma mentira contada muitas vezes se transforma em verdade. O problema é que continua a te fazer mal.

Para a falta de tempo, precisamos ter consciência que o tempo é o mesmo para todos, o que ocorre é que criamos coisas demais para nos ocupar, mesmo sendo a maioria inúteis. Mas existe solução. Disciplina e eleição de prioridades. Mas isso exige renúncias, você precisa renunciar a tudo que não é essencial, seja um encontro, um programa de TV e até convívio com algumas pessoas.

A diferença essencial entre as pessoas que constroem uma bela história e aquelas que se acham vítimas de tudo é a quantidade de mentirinhas que contam. Enquanto um foca em procurar desculpas, a outra está focada em buscar um caminho para chegar aos seus objetivos. Pare de contar mentirinhas elas podem parecer inofensivas, mas o resultado é que elas atrapalham a sua vida, te tiram o foco, roubam energias e te fazem perder tempo. Depois quando você percebe que apenas adiou problemas se sente deprimido, angustiado e sufocado com a falta de tempo, mas foi você mesmo quem criou esta situação.

Todas as pessoas que estudam até tarde e acordam cedo para trabalhar passam a ter muita sorte. Porém isso não cai do céu, você precisa botar a mão na massa e a mente para te ajudar e só depende de você e mais ninguém, nem tente contar mais uma mentirinha transferindo responsabilidades. Assuma o controle e decole!

Te desejo uma vida de verdade com o meu abraço do tamanho do Everest.

*Rosier Alexandre é graduado em marketing, palestrante, consultor organizacional e alpinista profissional.

A coluna “Qual o seu Everest?” é publicada no Tribuna do Ceará todas as segundas-feiras e também vai ao ar na Tribuna BandNews (FM 101.7), às 9h10.

Publicidade

Dê sua opinião

QUAL O SEU EVEREST?

Rosier Alexandre: “A mentira nossa de cada dia”

E não estou falando de desvio de caráter, falo de pequenas mentiras que contamos para nós mesmos

Por Tribuna do Ceará em Rosier Alexandre

26 de Fevereiro de 2018 às 17:29

Há 4 meses

Todos nós somos um pouco mentirosos, uns mais e outros menos, mas somos. E não estou falando de desvio de caráter, falo de pequenas mentiras que contamos para nós mesmos e também para os amigos.

Você já parou para pensar em quantas vezes você contou historinhas para não fazer atividade física, para não mudar a alimentação, para não economizar dinheiro, para não fazer um curso importante para sua carreira, para não ir visitar um amigo que está precisando da sua visita, para não ler um livro, para não abrir o negócio que é o seu maior sonho. E por aí vão as mentirinhas inocentes que travam nossas vidas.

E o pior de tudo é que você se acostuma a contar historinhas que você mesmo sabe que não é verdade, mas, de tanto contar, passa a acreditar que elas são verdades. Diz o dito popular que uma mentira contada muitas vezes se transforma em verdade. O problema é que continua a te fazer mal.

Para a falta de tempo, precisamos ter consciência que o tempo é o mesmo para todos, o que ocorre é que criamos coisas demais para nos ocupar, mesmo sendo a maioria inúteis. Mas existe solução. Disciplina e eleição de prioridades. Mas isso exige renúncias, você precisa renunciar a tudo que não é essencial, seja um encontro, um programa de TV e até convívio com algumas pessoas.

A diferença essencial entre as pessoas que constroem uma bela história e aquelas que se acham vítimas de tudo é a quantidade de mentirinhas que contam. Enquanto um foca em procurar desculpas, a outra está focada em buscar um caminho para chegar aos seus objetivos. Pare de contar mentirinhas elas podem parecer inofensivas, mas o resultado é que elas atrapalham a sua vida, te tiram o foco, roubam energias e te fazem perder tempo. Depois quando você percebe que apenas adiou problemas se sente deprimido, angustiado e sufocado com a falta de tempo, mas foi você mesmo quem criou esta situação.

Todas as pessoas que estudam até tarde e acordam cedo para trabalhar passam a ter muita sorte. Porém isso não cai do céu, você precisa botar a mão na massa e a mente para te ajudar e só depende de você e mais ninguém, nem tente contar mais uma mentirinha transferindo responsabilidades. Assuma o controle e decole!

Te desejo uma vida de verdade com o meu abraço do tamanho do Everest.

*Rosier Alexandre é graduado em marketing, palestrante, consultor organizacional e alpinista profissional.

A coluna “Qual o seu Everest?” é publicada no Tribuna do Ceará todas as segundas-feiras e também vai ao ar na Tribuna BandNews (FM 101.7), às 9h10.