Danielle Lodetti: "Como manter a dieta nas festas de fim de ano e férias"
COMER BEM, VIVER MELHOR

Danielle Lodetti: “Como manter a dieta nas festas de fim de ano e férias”

Nutricionista indica que não é preciso neurose. O que determina quão saudáveis seremos é nossa rotina

Por Tribuna do Ceará em Danielle Lodetti

30 de dezembro de 2016 às 08:50

Há 4 meses

Por Danielle Lodetti

Todo ano esse assunto se repete: as festas de fim de ano chegando, muita comida, bebida, exageros e redução do ritmo nas atividades físicas. O resultado não poderia ser outro: muita gente começa o ano novo com alguns quilinhos a mais e com promessas de dieta e novo estilo de vida no ano que, em breve, irá iniciar. Mas enfim: o que devemos fazer para não cairmos novamente nesta armadilha?

Eu tenho uma opinião muito bem definida sobre isso: nada de neuroses. O que determina quão saudáveis vamos ser é nossa rotina, e não as escapulidas que damos de vez em quando. Um conselho: moderação e bom senso. Se você se cuida o ano todo, mantém o peso e a saúde em dia, tudo bem comer aquela sobremesa na festa da família, tudo bem beber umas tacinhas de champagne com as amigas.

Se for ao um restaurante, veja o que o cardápio oferece e tente escolher uma opção menos comprometedora caloricamente falando. E não precisa levar a sua marmita para a festa, gente (a não ser que seu trabalho exija que você esteja magérrima e saradíssima durante 365 dias no ano). Apenas tentar ser o mais sensato possível e tentar não comer toda a comida da festa.

É preciso tentar ser o mais sensato possível (FOTO: Divulgação)

É preciso tentar ser o mais sensato possível (FOTO: Divulgação)

E na viagem de férias? Outro conselho: programação. Ao chegar à cidade de destino, vá ao supermercado e compre lanchinhos saudáveis para comer no meio da manhã e da tarde: frutas, cereais, castanhas, cookies integrais, snacks saudáveis, sanduíches integrais e caseiros, sucos naturais e água de coco, por exemplo. Isso evita que você coma exageradamente no almoço e jantar, além de evitar que você coma besteiras em lanchonetes e locais em que você não encontra comida saudável (e higiênica) por perto. Em sua lancheira de férias, inclua também garrafas de água, principalmente se estiver com crianças.

Se estiver hospedada na casa de alguém, é legal comprar ingredientes no supermercado e fazer as refeições em casa. Além de tudo, você economiza $$$$$$$. Comer em restaurantes não é uma das opções mais baratas da viagem, com certeza. E, se você tiver intolerâncias ou alergias alimentares, levar seus próprios lanches é fundamental e indispensável. Muita gente passa mal durante as viagens porque não respeita as características do organismo. 

E não deixe a neura com a dieta atrapalhar sua viagem. Tome esses cuidados, organize-se e aproveite bastante. E quando voltar, foco na dieta e no treino para repetir tudo isso no ano que vem!

*Danielle Lodetti é nutricionista, especialista em fisiologia do exercício, nutrição estética, bioquímica aplicada à patologia, nutrição molecular e fitoterapia integrativa. Ela é sócia-proprietária da clínica Reviva Nutrição e proprietária da Reviva Sabor & Saúde.

A coluna “Comer bem, Viver melhor” é publicada no Tribuna do Ceará, às sextas-feiras, e vai ao ar na Rádio Tribuna BandNews (FM 101.7) nas segundas e quartas, às 8h45.

Publicidade

Dê sua opinião

COMER BEM, VIVER MELHOR

Danielle Lodetti: “Como manter a dieta nas festas de fim de ano e férias”

Nutricionista indica que não é preciso neurose. O que determina quão saudáveis seremos é nossa rotina

Por Tribuna do Ceará em Danielle Lodetti

30 de dezembro de 2016 às 08:50

Há 4 meses

Por Danielle Lodetti

Todo ano esse assunto se repete: as festas de fim de ano chegando, muita comida, bebida, exageros e redução do ritmo nas atividades físicas. O resultado não poderia ser outro: muita gente começa o ano novo com alguns quilinhos a mais e com promessas de dieta e novo estilo de vida no ano que, em breve, irá iniciar. Mas enfim: o que devemos fazer para não cairmos novamente nesta armadilha?

Eu tenho uma opinião muito bem definida sobre isso: nada de neuroses. O que determina quão saudáveis vamos ser é nossa rotina, e não as escapulidas que damos de vez em quando. Um conselho: moderação e bom senso. Se você se cuida o ano todo, mantém o peso e a saúde em dia, tudo bem comer aquela sobremesa na festa da família, tudo bem beber umas tacinhas de champagne com as amigas.

Se for ao um restaurante, veja o que o cardápio oferece e tente escolher uma opção menos comprometedora caloricamente falando. E não precisa levar a sua marmita para a festa, gente (a não ser que seu trabalho exija que você esteja magérrima e saradíssima durante 365 dias no ano). Apenas tentar ser o mais sensato possível e tentar não comer toda a comida da festa.

É preciso tentar ser o mais sensato possível (FOTO: Divulgação)

É preciso tentar ser o mais sensato possível (FOTO: Divulgação)

E na viagem de férias? Outro conselho: programação. Ao chegar à cidade de destino, vá ao supermercado e compre lanchinhos saudáveis para comer no meio da manhã e da tarde: frutas, cereais, castanhas, cookies integrais, snacks saudáveis, sanduíches integrais e caseiros, sucos naturais e água de coco, por exemplo. Isso evita que você coma exageradamente no almoço e jantar, além de evitar que você coma besteiras em lanchonetes e locais em que você não encontra comida saudável (e higiênica) por perto. Em sua lancheira de férias, inclua também garrafas de água, principalmente se estiver com crianças.

Se estiver hospedada na casa de alguém, é legal comprar ingredientes no supermercado e fazer as refeições em casa. Além de tudo, você economiza $$$$$$$. Comer em restaurantes não é uma das opções mais baratas da viagem, com certeza. E, se você tiver intolerâncias ou alergias alimentares, levar seus próprios lanches é fundamental e indispensável. Muita gente passa mal durante as viagens porque não respeita as características do organismo. 

E não deixe a neura com a dieta atrapalhar sua viagem. Tome esses cuidados, organize-se e aproveite bastante. E quando voltar, foco na dieta e no treino para repetir tudo isso no ano que vem!

*Danielle Lodetti é nutricionista, especialista em fisiologia do exercício, nutrição estética, bioquímica aplicada à patologia, nutrição molecular e fitoterapia integrativa. Ela é sócia-proprietária da clínica Reviva Nutrição e proprietária da Reviva Sabor & Saúde.

A coluna “Comer bem, Viver melhor” é publicada no Tribuna do Ceará, às sextas-feiras, e vai ao ar na Rádio Tribuna BandNews (FM 101.7) nas segundas e quartas, às 8h45.