Posts com a tag: Cedeca

 

Fortaleza: aos olhos estrangeiros, a cidade da exploração sexual infantil

Canal estrangeiro veio à capital cearense e flagrou pontos de exploração

Canal estrangeiro flagra ponto de exploração sexual infantil (FOTO: Flickr Creative Commons)

Canal estrangeiro flagra ponto de exploração sexual infantil (FOTO: Flickr Creative Commons)

Fortaleza tem alto índice de exploração sexual infantil. Basta dar uma volta nos entornos da Arena Castelão, palco dos jogos da Copa do Brasil, para encontrar diversas crianças e adolescentes recebendo trocados para se prostituir. Foi o que mostrou a reportagem da CNN, canal a cabo norte-americano.

Além do Castelão, outros locais que são pontos de exploração sexual são: Barra do Ceará, Praia do Futuro e Praia de Iracema. “Na Praia de Iracema é mais velado, mas disfarçado. Mas nos outros cantos é a olho nu. Você passa por ali e vê”, enfatizou Cecília Gois, assessora comunitária do Centro de Defesa de Crianças e Adolescentes (Cedeca).

No Castelão, há uma espécie de acordo entre travestis e adolescentes sobre o horário. Durante a noite, travestis se prostituem nas imediações do estádio, deixando o resto do dia para quem quiser. Dessa forma, crianças e adolescente são alvos em plena luz do dia.

De acordo com a titular da Delegacia do Combate de Exploração de Crianças e Adolescentes (Dececa), Ivana Timbó, houve uma blitz durante a madrugada da última sexta-feira (4) para fechar possíveis prostíbulos e resgatar vítimas. Além disso, as delegacias estão trabalhando juntas nesta ação. “O problema é que há poucas denúncias e as adolescentes ou crianças não se sentem vítimas da situação”, explicou.

>LEIA MAIS:

Reincidência e atendimento

Os motivos que levam meninos e meninas dessa faixa etária para as ruas em troca de dinheiro são, geralmente, relacionados com a renda. Muitas vezes, os pais ou parentes próximos é que incentivam essa prática, chegando a obrigá-los a se prostituir.

“Sabemos que tem meninas que vão para casa a casa [após ficarem nos abrigos] e voltam [para as ruas]. Elas acabam acessando a rede várias vezes. Acaba reincidindo sim, porque há muita pobreza, falta de acesso aos direitos básicos. Isso contribui e estimula essa situação de Fortaleza, que não está fácil”, desabafou Cecília.

Ela ainda apontou que as políticas públicas para o combate da exploração sexual piorou em Fortaleza. “A cada ano que passa, o programa da Rede Aquarela tem o orçamento reduzido. Dessa vez, foi cerca de 20%. E isso é um retrocesso. O orçamento vem de recursos nacionais e municipais”.

Matéria internacional

Repórter da CNN percorreu o perímetro do Castelão e encontrou com diversos personagens em tal situação. Além disso, em seu relato, ressalta que não foi atendimento pelas autoridades municipais, sendo somente recebido por entidades sem fins lucrativos, como o Pequeno Nazareno e congregação católica Irmãs da Redenção, que cuidam das vítimas da exploração dentre outros problemas.

Sobre a situação da Copa, há possibilidade do aumento de crianças e adolescentes nas ruas da capital cearense, tendo em vista o grande número de visitantes. Cerca de 600 mil estrangeiros são esperados. De um lado, explorados criam expectativas em lucrar em cima de cada interessados na prostituição. Do outro, o governo tenta amenizar a imagem negativa e ressaltar as belezas naturais. Somente após a Copa, os fortalezenses saberão as verdadeiras consequências.

Casal de catadores de lixo são baleados enquanto almoçava com os cinco filhos

A mulher morreu na hora e Joilson Gomes foi levado por uma ambulância do Samu para o Instituto Dr. José Frota (IJF)

Joilson Gomes de Oliveira e sua esposa, identificada apenas como Adriana, foram baleados no início da tarde desta sexta-feira (15), enquanto almoçavam com os cinco filhos na Rua Capitão Francisco Pedro, no bairro Rodolfo Teófilo, em Fortaleza. O casal trabalhava com reciclagem.

De acordo com informações da Polícia Militar, o casal estava almoçando quando dois homens em uma moto passaram e realizaram os disparos. A mulher morreu na hora e Joilson Gomes foi levado por uma ambulância do Samu para o Instituto Dr. José Frota (IJF).

Filhos do casal presenciaram o crime

Os cinco filhos do casal presenciaram o crime. O mais novo tem 6 meses e o mais velho, 10 anos. Após o crime, as crianças foram acolhidas em uma igreja evangélica. A polícia informou que eles serão levados à Centro de Defesa da Criança e do Adolescente (Cedeca) e receberão o acompanhamento do Conselho Tutelar. Os moradores do  bairro informaram que a mulher estava grávida de gêmeos.

Fortaleza está fora da lista de municípios que vão ganhar novas creches públicas e quadras

Fortaleza não está entre os municípios brasileiros que vão receber novas creches e quadras. Nesta quarta-feira (29), foi disponibilizado um recurso de R$ 29.228.00,74 para a construção de novas creches e quadras escolares em alguns estados do Brasil e o Ceará foi um dos contemplados

Foto: www.fnde.gov.br/

O número de creches públicas em Fortaleza é insuficiente para atender à demanda da população, segundo o assessor comunitário do Centro de Defesa da Criança e do Adolescente (Cedeca), Laudenir Gomes. Mesmo com a necessidade, a Capital não entrou na lista dos municípios do Ceará que receberão novas escolas de educação infantil. Nesta quarta-feira (29), foi disponibilizado um recurso de R$ 29.228.00,74 para a construção de novas creches e quadras escolares em alguns estados do Brasil e  Estado foi um dos contemplados.

Investimento

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) liberou uma quantia de R$ 20.888.173,63  para a construção de creches em 52 municípios brasileiros, sendo 13 do Ceará. Recebem novas escolas públicas de educação infantil os municípios de Abaiara, Aquiraz, Deputado Irapuan Pinheiro, Forquilha, Horizonte, Mauriti, Mucambo, Pereiro, Quiterianópolis, Quixeramobim, Tarrafas, Varjota e Várzea Alegre.

Também serão construídas creches em municípios dos estados de Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins.

Denúncias

O número de creches é reduzido e as que existem atualmente apresentam problemas no funcionamento. De acordo com Laudenir, o Cedeca recebe constantes denúncias da população à respeito de irregularidades nas instituições de ensino, como o não funcionamento em período integral, a negação de acesso e a falta de cadastro excedente.

Mesmo que as creches estejam cheias, não podem se negar a atender às necessidades dos pais que procuram os locais. Por isso, existe o cadastro de excedentes. O nome das crianças fica registrado e a Secretaria da Educação (Seduc) fica responsável de encaixar a criança em alguma outra escola que esteja disponível ou, então, no momento em que surgir alguma vaga.

Outra denúncia diz respeito à substituição de profissionais por estagiários. De acordo com o Cedeca, tanto professores como auxiliares devem ter formação na área da educação. Os estagiários não devem ser responsáveis pela formação das crianças, pois ainda não estão qualificados e podem prejudicar o trabalho.

Avaliação do processo de matrícula

Na segunda-feira (12), a Seduc vai apresentar, à Cedeca, a avaliação do processo de matrículas, realizada nesta quarta-feira (29). Na reunião, serão expostos dados como número de matrículas, além de número de excedentes e turmas remanejadas. Depois serão avaliados os impactos que as condições podem causar à educação das crianças.

Quadras esportivas

As obras fazem parte da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC II) que incluem também a construção de quadras esportivas escolares. Para a obra, o recurso é de R$ 8.339.827,11, repassados a 49 municípios do país.

Destes, quatro são do Ceará. Recebem novas quadras os municípios de Aracoiaba, Canindé, Cariré e Caucaia. Os estado de Alagoas, Bahia, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Pará, Pernambuco, Piauí, Paraná, Sergipe, São Paulo e Tocantins também recebem o benefício.

Leia mais:
Blitz da Cidadania: situação das creches de Fortaleza é preocupante
Escolas de Ensino Médio serão inauguradas em Ipueiras e Tamboril

Quadrilha é desarticulada antes de cometer homicídio no Barroso

Uma ação integrada da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) desarticulou uma quadrilha nesta segunda-feira (23), no Barroso, em Fortaleza. De acordo com o órgão, seis pessoas foram presas e um adolescente apreendido

Uma ação integrada da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) desarticulou uma quadrilha nesta segunda-feira (23), no Barroso, em Fortaleza. De acordo com o órgão, seis pessoas foram presas e um adolescente apreendido.

Com o grupo, formado por cinco homens e duas mulheres, foram encontradas três armas de fogo ilegais e uma moto roubada.

Segundo a SSPDS, já se trabalha com a hipótese de que o bando planejava um homicídio na região. Os acusados foram encaminhados para a Delegacia de Roubos e Furtos. O menor está na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente.

Leia mais:
Polícia desarticula quadrilha de assalto a bancos no Ceará

Quadrilha tenta explodir caixa eletrônico em Capistrano

Quadrilha sequestra vigilante e arromba Fórum de Beberibe

Redação Jangadeiro Online

Cedeca debate sobre sistema carcerário nesta quinta

O evento é aberto ao público e conta com a presença de Igor Barreto

O Centro de Defesa da Criança e do Adolescente no Ceará (Cedeca-CE) realiza, nesta quinta-feira (11), a partir das 14 horas, um café-debate sobre o sistema carcerário no Ceará e a criminalização da pobreza.

Últimas notícias da editoria Fortaleza:

Reunião com conselheiros do OP Criança e Adolescente ocorre nesta quarta
Renascer 2010 vai fazer campanha de doação de sangue
Terminal da Messejana é inaugurado nesta quarta-feira

O evento conta com a participação de Igor Barreto, coordenador da pastoral carcerária. O evento é aberto ao público.

Com informações do Cedeca-CE

Cedeca inicia jornada pelos direitos das crianças e adolescentes

Na programação está prevista uma série de oficinas, mini-cursos, mostra de vídeos, atividades culturais e conferências

cedecaA partir de amanhã (11) até sexta-feira (13), o Centro de Defesa da Criança e do Adolescente (Cedeca) realiza a “Jornada de Afirmação dos Direitos de Crianças e Adolescentes” para celebrar os 20 anos da Convenção Internacional dos Direitos das Crianças e do Adolescente e os 15 anos do próprio Cedeca estadual. Profissionais da área e estudantes podem se inscrever até amanhã para participar das atividades que acontecem no prédio da faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará e na Vila das Artes, em Fortaleza.

Na programação está prevista uma série de oficinas, mini-cursos, mostra de vídeos, atividades culturais e conferências. Especialistas que trabalham com questões ligadas à infância e à adolescência irão ministrar as atividades e discutir a luta pelos Direitos Humanos no país, direcionando o foco para o estado cearense.

O Cedeca pretende, ainda, articular uma Rede de Amigos e Amigas do Cedeca Ceará com a realização da Jornada.

Com informações do Cedeca-CE

Mais informações: 3252.4202

Jornada de Afirmação dos Direitos de Crianças e Adolescentes abre inscrições

As atividades englobam conferências, mini-cursos, oficinas e mostra de vídeo

O Cedeca-Ceará está com inscrições abertas para a I Jornada de Afirmação dos Direitos de Crianças e Adolescentes, que se realiza de 11 a 13 de novembro, em Fortaleza. O evento comemora os 15 anos do Cedeca Ceará e os 20 anos da Convenção Internacional dos Direitos da Criança e do Adolescente.

As atividades da jornada acontecem na Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará (UFC) e Vila das Artes, englobando conferências, mini-cursos, oficinas e mostra de vídeo.

Podem participar profissionais que lidam com a questão da infância e adolescência e  áreas afins, estudantes e interessados nos temas. A inscrição custa R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia) e pode ser feita na sede do Cedeca (Rua Deputado João Lopes, nº 83, Centro).

A programação completa pode ser acessada aqui.

Cedeca
O Centro de Defesa dos Direitos de Crianças e Adolescentes (Cedeca-Ceará) nasceu em 1994 a partir da mobilização de entidades da sociedade civil cearense, agências de cooperação, profissionais e movimentos sociais de defesa dos direitos da infância e juventude em Fortaleza. Desde sua origem reivindica-se como entidade de defesa de direitos humanos de crianças e adolescentes, conforme preconiza o Estatuto da Criança e do Adolescente, a Constituição Federal e a Convenção Internacional sobre os Direitos da Criança.

Com informações da Assessoria de Imprensa da Jornada

Página 1 de 11