Sobe para 7 o número de vítimas de professor suspeito de estupro

ESCOLINHA DE FUTEBOL

Sobe para 7 o número de vítimas de professor suspeito de estupro

A polícia ainda não confirmou se as outras crianças contraíram alguma doença. O acusado está preso preventivamente desde o dia 19 de novembro e deve continuar detido por mais 15 dias

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

4 de dezembro de 2018 às 19:43

Há 1 semana
Todas as crianças já prestaram depoimento (FOTO: Reprodução/ Google Maps)

Todas as crianças já prestaram depoimento (FOTO: Reprodução/ Google Maps)

Atualizado às 13h26 desta quarta-feira (5)

O número de vítimas do professor de futebol que foi preso na cidade de Cedro, no Ceará, acusado de abusar sexualmente de crianças subiu para sete.

O suspeito, que dava aula particular na escolinha de futebol do Cedro Tênis Clube, continua preso. As investigações continuam.

O homem teria estuprado pelo menos sete crianças com idades entre 8 e 11 anos, há cerca de quatro meses no local onde ocorriam as aulas.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Caio Tomásine, é necessário ouvir todos para a conclusão do inquérito. “Até agora há sete relatos. A gente está esperando para ver se aparecem mais vítimas. As crianças narram o comportamento dele, porque esse tipo de crime ocorre na esfera de duas pessoas, então temos que analisar todo o contexto probatório”, afirmou.

Todas as crianças já prestaram depoimento na delegacia, e os responsáveis estão ajudando na solução do caso. Relato de assédios constantes e comportamentos indevidos por parte do acusado são comum entre as testemunhas. “Situações que fogem dos padrões de normalidade de um tratamento com criança, como colocar no colo”, explica.

No Facebook do acusado há várias fotos com garotos que seriam alunos na escolinha Astros do Futsal do Cedro. Sua última publicação foi no dia 2 de agosto. O homem foi preso preventivamente no dia 19 de novembro e deve permanecer detido por mais 15 dias, mas a prisão pode ser prorrogada por mais 30 dias ou por um período indeterminado.

Publicidade

Dê sua opinião

ESCOLINHA DE FUTEBOL

Sobe para 7 o número de vítimas de professor suspeito de estupro

A polícia ainda não confirmou se as outras crianças contraíram alguma doença. O acusado está preso preventivamente desde o dia 19 de novembro e deve continuar detido por mais 15 dias

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

4 de dezembro de 2018 às 19:43

Há 1 semana
Todas as crianças já prestaram depoimento (FOTO: Reprodução/ Google Maps)

Todas as crianças já prestaram depoimento (FOTO: Reprodução/ Google Maps)

Atualizado às 13h26 desta quarta-feira (5)

O número de vítimas do professor de futebol que foi preso na cidade de Cedro, no Ceará, acusado de abusar sexualmente de crianças subiu para sete.

O suspeito, que dava aula particular na escolinha de futebol do Cedro Tênis Clube, continua preso. As investigações continuam.

O homem teria estuprado pelo menos sete crianças com idades entre 8 e 11 anos, há cerca de quatro meses no local onde ocorriam as aulas.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Caio Tomásine, é necessário ouvir todos para a conclusão do inquérito. “Até agora há sete relatos. A gente está esperando para ver se aparecem mais vítimas. As crianças narram o comportamento dele, porque esse tipo de crime ocorre na esfera de duas pessoas, então temos que analisar todo o contexto probatório”, afirmou.

Todas as crianças já prestaram depoimento na delegacia, e os responsáveis estão ajudando na solução do caso. Relato de assédios constantes e comportamentos indevidos por parte do acusado são comum entre as testemunhas. “Situações que fogem dos padrões de normalidade de um tratamento com criança, como colocar no colo”, explica.

No Facebook do acusado há várias fotos com garotos que seriam alunos na escolinha Astros do Futsal do Cedro. Sua última publicação foi no dia 2 de agosto. O homem foi preso preventivamente no dia 19 de novembro e deve permanecer detido por mais 15 dias, mas a prisão pode ser prorrogada por mais 30 dias ou por um período indeterminado.