Sete duplos homicídios são registrados na Grande Fortaleza em 48 horas
VIOLÊNCIA URBANA

Sete duplos homicídios são registrados na Grande Fortaleza em 48 horas

Crimes ocorreram nos bairros Passaré, Barra do Ceará e Pici, em Fortaleza; e Carrapicho e Itambé, em Caucaia. Outros dois duplos homicídios foram registrados nesta manhã na capital

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

18 de setembro de 2017 às 18:26

Há 1 mês
O homem foi morto próximo a um bloco de apartamentos (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Pelo menos 24 homicídios foram registrados nas cidades que compõem a Grande Fortaleza durante o fim de semana (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Dez pessoas foram assassinadas na Região Metropolitana de Fortaleza em cinco ações criminosos somente nesse fim de semana.

Ao todo, pelo menos, 24 homicídios foram registrados nas cidades que compõem a Grande Fortaleza nesse sábado (16) e domingo (17), segundo os relatórios de ocorrências da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

O registrado é quase três vezes mais que a média diária de assassinatos registrada na Grande Fortaleza entre janeiro e agosto deste ano.

A violência se estendeu para a segunda-feira (18). Na Avenida Zezé Diogo, na comunidade do Serviluz, dois homens foram mortos a tiros por criminosos que chegaram ao local em um carro de cor prata. As vítimas foram identificadas como Eduardo Silva de Oliveira, de 20 anos; e Samuel Marques Rebouças, de 28.

Este último estava em uma moto, sendo assassinado a cerca de 50 metros de Eduardo. Samuel respondia a crimes como tráfico de drogas, homicídio e assalto, conforme a Polícia Militar. Já Eduardo não tinha passagens pela Polícia.

No bairro Siqueira, por sua vez, um casal de namorados foi morto por dois homens. As vítimas estavam em um grupo de quatro pessoas que iam à praia. Os criminosos já chegaram atirando. Uma mulher, não identificada, foi atingida no cruzamento das ruas Tebas com Luiz Montenegro. O namorado foi baleado a cerca de 100 metros. Carlos Alberto da Silva, de 22 anos, havia saído da prisão recentemente, mas não deixou a criminalidade, segundo um familiar dele que conversou com a equipe do Barra Pesada.

Fim de semana

O primeiro duplo homicídio foi registrado, ainda no sábado no bairro Passaré. Na rua Cristais Paulista, dois adolescentes foram mortos à bala: Evilásio Ferreira da Silva, de 16 anos; e João Gabriel Carvalho de Lima, de 14. O local do crime fica a poucos metros da casa de um deles, conforme apuração da equipe do programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT. Os disparos partiram de homens que estavam em um carro. Eles não foram identificados.

O restante dos crimes do fim de semana ocorreu no domingo (17). No bairro Pici, dois homens, não identificados, foram mortos e tiveram, em seguida, os corpos incendiados. Um deles ainda teve uma estaca de madeira enfiada na cabeça. Os assassinos seriam quatro homens, também não identificados.

Requintes de crueldade também foram registrados no assassinato de duas mulheres no bairro Barra do Ceará. Os corpos foram encontrados na rua Manuel Gadelha, no Morro de Santiago, com cabelos cortados e pichações em seus corpos. As mulheres também não foram identificadas.

Já em Caucaia, dois duplos assassinatos foram registrados nos bairros Carrapicho e Itambé. Às margens da BR-020, foram assassinados Alexsandro Nascimento Moura, de 16 anos; e um adolescente identificado apenas como Paulo Vítor.

Conforme apuração do programa Barra Pesada, os dois eram moradores do bairro Bom Jardim, em Fortaleza, e iam a uma trilha de motocross na localidade de Tucunduba, em Caucaia. Alexsandro foi morto ao lado de sua moto. Paulo Victor, ao perceber que atiravam no amigo, tentou esconder-se em um matagal, mas foi encontrado pelos assassinos. Um familiar de Alexsandro disse desconhecer a motivação do crime.

Já no Itambé, o crime ocorreu em uma casa da rua Santiago do Chile. As vítimas foram dois homens. Uma deles estava na sala e outro, na área de serviço. Conforme informou a Polícia ao Barra Pesada, a residência não possuía um móvel sequer. Apenas um dos homens foi identificado: Regivan das Neves Carneiro dos Santos, 23 anos.

Publicidade

Dê sua opinião

VIOLÊNCIA URBANA

Sete duplos homicídios são registrados na Grande Fortaleza em 48 horas

Crimes ocorreram nos bairros Passaré, Barra do Ceará e Pici, em Fortaleza; e Carrapicho e Itambé, em Caucaia. Outros dois duplos homicídios foram registrados nesta manhã na capital

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

18 de setembro de 2017 às 18:26

Há 1 mês
O homem foi morto próximo a um bloco de apartamentos (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Pelo menos 24 homicídios foram registrados nas cidades que compõem a Grande Fortaleza durante o fim de semana (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Dez pessoas foram assassinadas na Região Metropolitana de Fortaleza em cinco ações criminosos somente nesse fim de semana.

Ao todo, pelo menos, 24 homicídios foram registrados nas cidades que compõem a Grande Fortaleza nesse sábado (16) e domingo (17), segundo os relatórios de ocorrências da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

O registrado é quase três vezes mais que a média diária de assassinatos registrada na Grande Fortaleza entre janeiro e agosto deste ano.

A violência se estendeu para a segunda-feira (18). Na Avenida Zezé Diogo, na comunidade do Serviluz, dois homens foram mortos a tiros por criminosos que chegaram ao local em um carro de cor prata. As vítimas foram identificadas como Eduardo Silva de Oliveira, de 20 anos; e Samuel Marques Rebouças, de 28.

Este último estava em uma moto, sendo assassinado a cerca de 50 metros de Eduardo. Samuel respondia a crimes como tráfico de drogas, homicídio e assalto, conforme a Polícia Militar. Já Eduardo não tinha passagens pela Polícia.

No bairro Siqueira, por sua vez, um casal de namorados foi morto por dois homens. As vítimas estavam em um grupo de quatro pessoas que iam à praia. Os criminosos já chegaram atirando. Uma mulher, não identificada, foi atingida no cruzamento das ruas Tebas com Luiz Montenegro. O namorado foi baleado a cerca de 100 metros. Carlos Alberto da Silva, de 22 anos, havia saído da prisão recentemente, mas não deixou a criminalidade, segundo um familiar dele que conversou com a equipe do Barra Pesada.

Fim de semana

O primeiro duplo homicídio foi registrado, ainda no sábado no bairro Passaré. Na rua Cristais Paulista, dois adolescentes foram mortos à bala: Evilásio Ferreira da Silva, de 16 anos; e João Gabriel Carvalho de Lima, de 14. O local do crime fica a poucos metros da casa de um deles, conforme apuração da equipe do programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT. Os disparos partiram de homens que estavam em um carro. Eles não foram identificados.

O restante dos crimes do fim de semana ocorreu no domingo (17). No bairro Pici, dois homens, não identificados, foram mortos e tiveram, em seguida, os corpos incendiados. Um deles ainda teve uma estaca de madeira enfiada na cabeça. Os assassinos seriam quatro homens, também não identificados.

Requintes de crueldade também foram registrados no assassinato de duas mulheres no bairro Barra do Ceará. Os corpos foram encontrados na rua Manuel Gadelha, no Morro de Santiago, com cabelos cortados e pichações em seus corpos. As mulheres também não foram identificadas.

Já em Caucaia, dois duplos assassinatos foram registrados nos bairros Carrapicho e Itambé. Às margens da BR-020, foram assassinados Alexsandro Nascimento Moura, de 16 anos; e um adolescente identificado apenas como Paulo Vítor.

Conforme apuração do programa Barra Pesada, os dois eram moradores do bairro Bom Jardim, em Fortaleza, e iam a uma trilha de motocross na localidade de Tucunduba, em Caucaia. Alexsandro foi morto ao lado de sua moto. Paulo Victor, ao perceber que atiravam no amigo, tentou esconder-se em um matagal, mas foi encontrado pelos assassinos. Um familiar de Alexsandro disse desconhecer a motivação do crime.

Já no Itambé, o crime ocorreu em uma casa da rua Santiago do Chile. As vítimas foram dois homens. Uma deles estava na sala e outro, na área de serviço. Conforme informou a Polícia ao Barra Pesada, a residência não possuía um móvel sequer. Apenas um dos homens foi identificado: Regivan das Neves Carneiro dos Santos, 23 anos.