Preso acusado de matar companheira a golpes de faca após discussão em Fortaleza

FEMINICÍDIO

Preso acusado de matar companheira a golpes de faca após discussão em Fortaleza

Crime ocorreu na última segunda-feira, na casa onde o casal morava com os filhos, no bairro Cristo Redentor

Por TV Jangadeiro em Segurança Pública

29 de novembro de 2018 às 10:41

Há 2 semanas
feminicídio-acusado

Francisco César Menezes foi preso, acusado de feminicídio. (FOTO: Divulgação/SSPDS)

O principal suspeito de matar Maria Francineide Costa da Silva (25) foi preso, nesta terça-feira (27), na sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), e confessou ser o responsável pelos golpes de faca contra a companheira dele. O crime aconteceu, na última segunda-feira (26), na casa onde o casal morava com os filhos, no bairro Cristo Redentor, em Fortaleza.

O casal havia discutido momentos antes do crime ser consumado. O acusado vai responder por feminicídio.

Francisco César Menezes da Silva, de 50 anos, com cinco passagens por furto, revelou na 8ª Delegacia do DHPP toda a dinâmica que resultou na morte da companheira. Ele relatou que teve um desentendimento com a vítima, no sábado (24), e saiu de casa. Ao retornar ao imóvel, na segunda-feira (26), o casal discutiu outra vez e, de acordo com o infrator, houve agressão de ambas as partes.

Nesse momento, César foi até a cozinha, pegou uma faca e agrediu a companheira desferindo-lhe golpes na região do tórax. Após a agressão, ele fugiu sem prestar socorro à vítima. A mulher não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

Equipes da Perícia Forense (Pefoce) e do DHPP foram até o local para fazer os primeiros levantamentos que auxiliaram os trabalhos de investigação. Um inquérito policial foi instaurado na 8° Delegacia do DHPP. A faca utilizada no crime foi apreendida e encaminhada para realização de exames periciais na Pefoce.

Após se apresentar na DHPP e prestar esclarecimentos, a autoridade policial entendeu que ainda havia possibilidade de efetuar o flagrante em desfavor de César, mesmo ele tendo se apresentado espontaneamente.

Ele vai responder por feminicídio, quando o crime de morte está relacionado ao fato de a vítima ser do sexo feminino. O inquérito policial será concluído pelo DHPP e remetido ao Poder Judiciário.

Publicidade

Dê sua opinião

FEMINICÍDIO

Preso acusado de matar companheira a golpes de faca após discussão em Fortaleza

Crime ocorreu na última segunda-feira, na casa onde o casal morava com os filhos, no bairro Cristo Redentor

Por TV Jangadeiro em Segurança Pública

29 de novembro de 2018 às 10:41

Há 2 semanas
feminicídio-acusado

Francisco César Menezes foi preso, acusado de feminicídio. (FOTO: Divulgação/SSPDS)

O principal suspeito de matar Maria Francineide Costa da Silva (25) foi preso, nesta terça-feira (27), na sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), e confessou ser o responsável pelos golpes de faca contra a companheira dele. O crime aconteceu, na última segunda-feira (26), na casa onde o casal morava com os filhos, no bairro Cristo Redentor, em Fortaleza.

O casal havia discutido momentos antes do crime ser consumado. O acusado vai responder por feminicídio.

Francisco César Menezes da Silva, de 50 anos, com cinco passagens por furto, revelou na 8ª Delegacia do DHPP toda a dinâmica que resultou na morte da companheira. Ele relatou que teve um desentendimento com a vítima, no sábado (24), e saiu de casa. Ao retornar ao imóvel, na segunda-feira (26), o casal discutiu outra vez e, de acordo com o infrator, houve agressão de ambas as partes.

Nesse momento, César foi até a cozinha, pegou uma faca e agrediu a companheira desferindo-lhe golpes na região do tórax. Após a agressão, ele fugiu sem prestar socorro à vítima. A mulher não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

Equipes da Perícia Forense (Pefoce) e do DHPP foram até o local para fazer os primeiros levantamentos que auxiliaram os trabalhos de investigação. Um inquérito policial foi instaurado na 8° Delegacia do DHPP. A faca utilizada no crime foi apreendida e encaminhada para realização de exames periciais na Pefoce.

Após se apresentar na DHPP e prestar esclarecimentos, a autoridade policial entendeu que ainda havia possibilidade de efetuar o flagrante em desfavor de César, mesmo ele tendo se apresentado espontaneamente.

Ele vai responder por feminicídio, quando o crime de morte está relacionado ao fato de a vítima ser do sexo feminino. O inquérito policial será concluído pelo DHPP e remetido ao Poder Judiciário.