Policiais são premiados com mais de R$ 41 mil por apreensão de armas

EM SOBRAL

Policiais são premiados com mais de R$ 41 mil por apreensão de armas e munições

Os valores pagos aos policiais e demais agentes de segurança variam de acordo com o calibre da arma apreendida

Por jangadeiro em Segurança Pública

20 de Maio de 2018 às 07:00

Há 5 meses
Apreensões foram feitas em Sobral (FOTO: Arquivo/Tribuna do Ceará)

Apreensões foram feitas em Sobral (FOTO: Arquivo/Tribuna do Ceará)

A cidade de Sobral, na Região Norte, premiou com mais de R$ 41 mil, 56 policiais militares e civis por terem tirado de circulação das ruas armas e munição.

O número de homicídios em Sobral diminuiu 57% em abril deste ano, se comparado ao mesmo período do ano passado.

A diminuição pode ser atribuída também ao número de armas de fogo apreendidas no mês passado. Foram 12 no total. Em março foram nove, primeiro mês que entrou em vigor a lei municipal de apreensões de armas.

A premiação paga pelo município aos 24 policiais civis e 32 militares ultrapassou os R$ 41 mil, também superando o valor pago no mês março aos agentes, que foi de R$ 17.600. 

As premiações, que são pagas mensalmente aos agentes da segurança pública com recursos do tesouro do município, foram estabelecidas por uma lei municipal que entrou em vigor em fevereiro deste ano, garantindo a gratificação para guardas municipais, policiais civis e militares, policiais rodoviários federais, agentes de trânsito e agentes penitenciários.

Os valores pagos aos policiais e demais agentes de segurança variam de acordo com o calibre da arma apreendida. Cada revólver custa R$ 1.000. Já o valor pago por armas longas, como fuzis, é de R$ 3.200. Para cada inquérito policial solucionado, o agente também pode ganhar de prêmio entre R$ 1.000 e R$ 2.000.

Em abril, além das armas retiradas de circulação em Sobral, também foram apreendidas 57 munições e 25 inquéritos de homicídios finalizados.

Confira todos os detalhes na reportagem de Wagner Teles, da Rede Jangadeiro FM:

Publicidade

Dê sua opinião

EM SOBRAL

Policiais são premiados com mais de R$ 41 mil por apreensão de armas e munições

Os valores pagos aos policiais e demais agentes de segurança variam de acordo com o calibre da arma apreendida

Por jangadeiro em Segurança Pública

20 de Maio de 2018 às 07:00

Há 5 meses
Apreensões foram feitas em Sobral (FOTO: Arquivo/Tribuna do Ceará)

Apreensões foram feitas em Sobral (FOTO: Arquivo/Tribuna do Ceará)

A cidade de Sobral, na Região Norte, premiou com mais de R$ 41 mil, 56 policiais militares e civis por terem tirado de circulação das ruas armas e munição.

O número de homicídios em Sobral diminuiu 57% em abril deste ano, se comparado ao mesmo período do ano passado.

A diminuição pode ser atribuída também ao número de armas de fogo apreendidas no mês passado. Foram 12 no total. Em março foram nove, primeiro mês que entrou em vigor a lei municipal de apreensões de armas.

A premiação paga pelo município aos 24 policiais civis e 32 militares ultrapassou os R$ 41 mil, também superando o valor pago no mês março aos agentes, que foi de R$ 17.600. 

As premiações, que são pagas mensalmente aos agentes da segurança pública com recursos do tesouro do município, foram estabelecidas por uma lei municipal que entrou em vigor em fevereiro deste ano, garantindo a gratificação para guardas municipais, policiais civis e militares, policiais rodoviários federais, agentes de trânsito e agentes penitenciários.

Os valores pagos aos policiais e demais agentes de segurança variam de acordo com o calibre da arma apreendida. Cada revólver custa R$ 1.000. Já o valor pago por armas longas, como fuzis, é de R$ 3.200. Para cada inquérito policial solucionado, o agente também pode ganhar de prêmio entre R$ 1.000 e R$ 2.000.

Em abril, além das armas retiradas de circulação em Sobral, também foram apreendidas 57 munições e 25 inquéritos de homicídios finalizados.

Confira todos os detalhes na reportagem de Wagner Teles, da Rede Jangadeiro FM: