Policiais de funções burocráticas vão às ruas para tentar conter caos na segurança

OPERAÇÃO ESPECIAL

Policiais de funções burocráticas vão às ruas para tentar conter caos na segurança

André Costa revela que até policiais de folga se apresentaram para combater a onda de ataques a ônibus e delegacias

Por Tribuna Bandnews FM em Segurança Pública

20 de Abril de 2017 às 11:59

Há 8 meses

André Costa pediu a confiança da população nas ações adotadas contra os atentados (FOTO: Reprodução/Facebook)

O secretário de Segurança, André Costa, descartou momentaneamente o reforço de tropas federais para conter a série de ataques a ônibus, delegacias e bancos, iniciada na tarde dessa quarta-feira (19). Em entrevista à Rádio Tribuna Band News FM, o titular da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) disse que policiais lotados no serviço administrativo da Polícia Militar foram convocados para reforçar o patrulhamento nas ruas.

Policias de folga também se voluntariaram para o reforço, revelou André Costa. Além disso, ele garantiu haver reforço no serviço de inteligência da pasta e na Polícia Civil.

Também há duas aeronaves da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) destacadas para o monitoramento de ações criminosas, afirmou o secretário. 

Na manhã desta quinta-feira (20), foi realizada nova reunião entre os chefes das polícias Civil e Militar, além do Corpo de Bombeiros, Perícia Forense, Guarda Municipal e Polícia Rodoviária Federal (PRF). São traçadas novas estratégias contra as ações para além das já adotadas desde quarta-feira, disse André Costa. Ele lembrou que ônibus receberam escolta policial no horário do “corujão”, nesta madrugada.

André Costa disse que a Polícia investiga duas linhas de investigação para os atentados. “Não é possível bater o martelos sobre as causas”, disse.

Há a possibilidade, ele afirmou, de que as alegações que constavam em cartas encontradas em ônibus atacados sejam verídicas e as ações sejam, de fato, retaliações de presidiários, mas “nenhuma linha será descartada”. “Suspeitos já foram identificados e estamos em busca”, disse o secretário.

Sobre os ataques a delegacias registrados na madrugada, André Costa disse serem ações isoladas. “Uma pessoa passou e efetuou o disparo. São situações difíceis de serem evitadas”. No entanto, garantiu reforços na Polícia Civil para coibir os ataques.

Ele finalizou pedindo o apoio da população às ações da Polícia. “É importante o apoio da população à Segurança Pública”.

Acompanhe a cobertura dos ataques:

20/04 – Motorista atingido por chamas em ataque ficou preso ao cinto de segurança

20/04 – Fortaleza tem novos ataques a ônibus nesta quinta; Já são 19 em menos de 24h

Publicidade

Dê sua opinião

OPERAÇÃO ESPECIAL

Policiais de funções burocráticas vão às ruas para tentar conter caos na segurança

André Costa revela que até policiais de folga se apresentaram para combater a onda de ataques a ônibus e delegacias

Por Tribuna Bandnews FM em Segurança Pública

20 de Abril de 2017 às 11:59

Há 8 meses

André Costa pediu a confiança da população nas ações adotadas contra os atentados (FOTO: Reprodução/Facebook)

O secretário de Segurança, André Costa, descartou momentaneamente o reforço de tropas federais para conter a série de ataques a ônibus, delegacias e bancos, iniciada na tarde dessa quarta-feira (19). Em entrevista à Rádio Tribuna Band News FM, o titular da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) disse que policiais lotados no serviço administrativo da Polícia Militar foram convocados para reforçar o patrulhamento nas ruas.

Policias de folga também se voluntariaram para o reforço, revelou André Costa. Além disso, ele garantiu haver reforço no serviço de inteligência da pasta e na Polícia Civil.

Também há duas aeronaves da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) destacadas para o monitoramento de ações criminosas, afirmou o secretário. 

Na manhã desta quinta-feira (20), foi realizada nova reunião entre os chefes das polícias Civil e Militar, além do Corpo de Bombeiros, Perícia Forense, Guarda Municipal e Polícia Rodoviária Federal (PRF). São traçadas novas estratégias contra as ações para além das já adotadas desde quarta-feira, disse André Costa. Ele lembrou que ônibus receberam escolta policial no horário do “corujão”, nesta madrugada.

André Costa disse que a Polícia investiga duas linhas de investigação para os atentados. “Não é possível bater o martelos sobre as causas”, disse.

Há a possibilidade, ele afirmou, de que as alegações que constavam em cartas encontradas em ônibus atacados sejam verídicas e as ações sejam, de fato, retaliações de presidiários, mas “nenhuma linha será descartada”. “Suspeitos já foram identificados e estamos em busca”, disse o secretário.

Sobre os ataques a delegacias registrados na madrugada, André Costa disse serem ações isoladas. “Uma pessoa passou e efetuou o disparo. São situações difíceis de serem evitadas”. No entanto, garantiu reforços na Polícia Civil para coibir os ataques.

Ele finalizou pedindo o apoio da população às ações da Polícia. “É importante o apoio da população à Segurança Pública”.

Acompanhe a cobertura dos ataques:

20/04 – Motorista atingido por chamas em ataque ficou preso ao cinto de segurança

20/04 – Fortaleza tem novos ataques a ônibus nesta quinta; Já são 19 em menos de 24h