Polícia prende cearense que matou esposa com 33 facadas na frente dos filhos
MARANGUAPE

Polícia prende cearense que matou esposa com 33 facadas na frente dos filhos

O caso chocou a população de Maranguape. Francisco Leonardo agredia a mulher e já havia tentado matá-la

Por Matheus Ribeiro em Segurança Pública

2 de janeiro de 2017 às 12:32

Há 9 meses
Caso ganhou grande repercussão na região de Maranguape (FOTO: TV Jangadeiro/SBT)

Caso ganhou grande repercussão na região de Maranguape (FOTO: TV Jangadeiro/SBT)

Um homem, identificado como Francisco Leonardo Matos de Araújo, de 24 anos, foi preso pela Polícia Civil na última sexta-feira (30) por ser suspeito de assassinar sua esposa, Aurilene Lourenço de Sousa, de 22 anos, com 33 facadas. Conforme a polícia, o crime foi presenciado pelos dois filhos do casal, uma criança de sete e outra de dois anos de idade, no município de Maranguape, Região Metropolitana de Fortaleza.

Segundo a polícia, Francisco Leonardo cometeu o crime na quarta-feira (28) e por volta das 10h da sexta foi encontrado na localidade de Jubaia, distrito situado a 20 quilômetros de Maranguape.

Em entrevista ao programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, o Tenente Hugo, da Polícia Militar, relatou que o crime chocou a população do município. “Nós presenciamos uma cena muito triste que causou grande clamor público devido a enorme violência do crime. O comandante do batalhão, o Coronel Alves, determinou que todas as viaturas fossem a campo atrás do suspeito no mesmo instante. O crime chocou toda a população”, explicou. 

Segundo o inspetor da Polícia Civil, identificado apenas como Wellington, a mulher já vinha sofrendo agressões, ameaças e tentativas de homicídio do companheiro. “Infelizmente esse tipo de situação acontece muito. As pessoas, às vezes por receio ou por medo, deixam de denunciar o companheiro. Ela deixou de denunciar que estava passando por agressões e ameaças e infelizmente aconteceu o crime”, confirma o policial.

O inspetor ainda enfatizou que o suspeito já havia tentado matar Aurilene era usuário de drogas. “As informações que nós colhemos foi que ela já vinha sofrendo agressões do marido há algum tempo. Ele já tinha tentado matar ela várias vezes, mas não tinha conseguido por interferência de outras pessoas. Ele não aceitava o fim do relacionamento”, concluiu.

Publicidade

Dê sua opinião

MARANGUAPE

Polícia prende cearense que matou esposa com 33 facadas na frente dos filhos

O caso chocou a população de Maranguape. Francisco Leonardo agredia a mulher e já havia tentado matá-la

Por Matheus Ribeiro em Segurança Pública

2 de janeiro de 2017 às 12:32

Há 9 meses
Caso ganhou grande repercussão na região de Maranguape (FOTO: TV Jangadeiro/SBT)

Caso ganhou grande repercussão na região de Maranguape (FOTO: TV Jangadeiro/SBT)

Um homem, identificado como Francisco Leonardo Matos de Araújo, de 24 anos, foi preso pela Polícia Civil na última sexta-feira (30) por ser suspeito de assassinar sua esposa, Aurilene Lourenço de Sousa, de 22 anos, com 33 facadas. Conforme a polícia, o crime foi presenciado pelos dois filhos do casal, uma criança de sete e outra de dois anos de idade, no município de Maranguape, Região Metropolitana de Fortaleza.

Segundo a polícia, Francisco Leonardo cometeu o crime na quarta-feira (28) e por volta das 10h da sexta foi encontrado na localidade de Jubaia, distrito situado a 20 quilômetros de Maranguape.

Em entrevista ao programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, o Tenente Hugo, da Polícia Militar, relatou que o crime chocou a população do município. “Nós presenciamos uma cena muito triste que causou grande clamor público devido a enorme violência do crime. O comandante do batalhão, o Coronel Alves, determinou que todas as viaturas fossem a campo atrás do suspeito no mesmo instante. O crime chocou toda a população”, explicou. 

Segundo o inspetor da Polícia Civil, identificado apenas como Wellington, a mulher já vinha sofrendo agressões, ameaças e tentativas de homicídio do companheiro. “Infelizmente esse tipo de situação acontece muito. As pessoas, às vezes por receio ou por medo, deixam de denunciar o companheiro. Ela deixou de denunciar que estava passando por agressões e ameaças e infelizmente aconteceu o crime”, confirma o policial.

O inspetor ainda enfatizou que o suspeito já havia tentado matar Aurilene era usuário de drogas. “As informações que nós colhemos foi que ela já vinha sofrendo agressões do marido há algum tempo. Ele já tinha tentado matar ela várias vezes, mas não tinha conseguido por interferência de outras pessoas. Ele não aceitava o fim do relacionamento”, concluiu.