Passageiros pulam de ônibus em movimento para fugir de assalto em Fortaleza
DESESPERO

Passageiros pulam de ônibus em movimento para fugir de assalto em Fortaleza

Segundo os passageiros, os criminosos ordenaram ao motorista mudar a rota e ameaçaram matar todas as pessoas

Por Matheus Ribeiro em Segurança Pública

26 de dezembro de 2016 às 09:15

Há 10 meses
Socorristas do Samu foram acionados ao local (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro/SBT)

Socorristas do Samu foram acionados ao local (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro/SBT)

Pelo menos dez pessoas arrombaram a porta de um ônibus, que faz a linha Oliveira Paiva/Parangaba (041), e pularam do veículo em movimento para fugir de um assalto na noite do último sábado (24), em Fortaleza.

Quatro homens embarcaram armados no coletivo e renderam o motorista. Após a ação, os criminosos afirmaram que iriam matar todos os passageiros do ônibus que, imediatamente, pularam do veículo.

De acordo com um dos passageiros, identificado apenas como Cosmo, as pessoas ficaram desesperadas e a única opção que tiveram foi a de pular do coletivo para fugir.

“Ficou todo mundo apavorado, e todo mundo começou a pular do ônibus em movimento. Foram mais de 10 pessoas pulando do coletivo. Acho que hoje não era o meu dia de morrer. Os próprios passageiros conseguiram arrombar a porta de trás e pular do ônibus”, contou em entrevista à TV Jangadeiro/SBT. 

Segundo policiais militares que atenderam a ocorrência, quatro criminosos entraram armados no coletivo e ordenaram que o motorista mudasse a rota, que seguia viagem normalmente. Os homens colocaram arma na cabeça do motorista e afirmaram que matariam todos os passageiros após chegar ao local de destino.

Após quase meia hora do fato, três ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionadas ao local para atender as vítimas. Conforme um dos atendentes do Samu, todas as vítimas sofreram ferimentos leves e apenas uma, que apresentou caso mais grave, foi encaminhada ao Instituto Doutor José Frota (IJF) com suspeita de traumatismo cranioencefálico.

Nenhum criminoso envolvido na ação foi identificado ou preso.

Publicidade

Dê sua opinião

DESESPERO

Passageiros pulam de ônibus em movimento para fugir de assalto em Fortaleza

Segundo os passageiros, os criminosos ordenaram ao motorista mudar a rota e ameaçaram matar todas as pessoas

Por Matheus Ribeiro em Segurança Pública

26 de dezembro de 2016 às 09:15

Há 10 meses
Socorristas do Samu foram acionados ao local (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro/SBT)

Socorristas do Samu foram acionados ao local (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro/SBT)

Pelo menos dez pessoas arrombaram a porta de um ônibus, que faz a linha Oliveira Paiva/Parangaba (041), e pularam do veículo em movimento para fugir de um assalto na noite do último sábado (24), em Fortaleza.

Quatro homens embarcaram armados no coletivo e renderam o motorista. Após a ação, os criminosos afirmaram que iriam matar todos os passageiros do ônibus que, imediatamente, pularam do veículo.

De acordo com um dos passageiros, identificado apenas como Cosmo, as pessoas ficaram desesperadas e a única opção que tiveram foi a de pular do coletivo para fugir.

“Ficou todo mundo apavorado, e todo mundo começou a pular do ônibus em movimento. Foram mais de 10 pessoas pulando do coletivo. Acho que hoje não era o meu dia de morrer. Os próprios passageiros conseguiram arrombar a porta de trás e pular do ônibus”, contou em entrevista à TV Jangadeiro/SBT. 

Segundo policiais militares que atenderam a ocorrência, quatro criminosos entraram armados no coletivo e ordenaram que o motorista mudasse a rota, que seguia viagem normalmente. Os homens colocaram arma na cabeça do motorista e afirmaram que matariam todos os passageiros após chegar ao local de destino.

Após quase meia hora do fato, três ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionadas ao local para atender as vítimas. Conforme um dos atendentes do Samu, todas as vítimas sofreram ferimentos leves e apenas uma, que apresentou caso mais grave, foi encaminhada ao Instituto Doutor José Frota (IJF) com suspeita de traumatismo cranioencefálico.

Nenhum criminoso envolvido na ação foi identificado ou preso.