Noivos denunciam suposto golpe de decorador com prejuízo de R$ 300 mil
CASAMENTO

Noivos denunciam suposto golpe de decorador com prejuízo de R$ 300 mil

Os clientes relataram que souberam que os serviços foram cancelados por meio de uma mensagem

Por Ana Clara Jovino em Segurança Pública

15 de março de 2017 às 19:08

Há 4 meses

O empresário avisou os clientes por meio de uma mensagem no Whatsapp (FOTO: Reprodução/Whatsapp)

Alguns casais de noivos registraram Boletins de Ocorrência (BO), na Delegacia de Defraudações e Falsificações, na tarde desta quarta-feira (15).

O grupo denuncia um suposto golpe aplicado pela empresa Flávio Decorações, do decorador Flávio Sampaio, contratada para fazer a decoração de algumas festas de casamento em Fortaleza.

Segundo Jaime de Paula Pessoa, titular da Delegacia de Defraudações e Falsificações, cerca de 30 noivos compareceram à delegacia e as investigações vão iniciar. O prejuízo que os noivos tiveram foi de aproximadamente R$ 300 mil, segundo o delegado.

“Vamos investigar e se for constatado que a atitude do empresário foi intencional, ele vai ser processado”, assegura.

Os clientes relataram que souberam que os serviços foram cancelados por meio de uma mensagem que Flávio enviou para um grupo que eles têm no Whatsapp, informando que a empresa estava entrando em processo de falência, por causa da crise econômica, portanto não poderia realizar as decorações das festas de casamento.

“Peço imensas desculpas e informo que em nenhum momento tive a intenção de prejudicar vocês, mas a crise do país e problemas financeiros tornaram o contrato oneroso demais para nós. Aproveito para pedir perdão e me colocar à disposição para maiores esclarecimentos. Estou realmente em uma situação delicada e já estou, em breve, protocolando pedido de falência judicial”, informou Flávio na mensagem.

A advogada Karla de Alcântara Nogueira Borges, que representa a empresa Flávio Decorações, esclarece que, sobre os contratados fechados diretamente com o decorador, será protocolado pedido de insolvência civil, que significa a falência de pessoa física, quando esta tem mais dívidas que rendas.

“A empresa ou a pessoa física do Sr. Flávio Sampaio, repete-se, em nenhum momento, teve o dolo (intenção) de prejudicar ou lesar ninguém, tanto é que comunicou antecipadamente às noivas que não poderia honrar com o contrato, seja através de nota pública em jornal, diversas mensagens e atendimento direto com a assessoria jurídica por telefone. As pessoas que se sentirem lesadas poderão se habilitar no processo de falência para tentar reaver os valores gastos”, enfatiza a advogada do empresário.

Publicidade

Dê sua opinião

CASAMENTO

Noivos denunciam suposto golpe de decorador com prejuízo de R$ 300 mil

Os clientes relataram que souberam que os serviços foram cancelados por meio de uma mensagem

Por Ana Clara Jovino em Segurança Pública

15 de março de 2017 às 19:08

Há 4 meses

O empresário avisou os clientes por meio de uma mensagem no Whatsapp (FOTO: Reprodução/Whatsapp)

Alguns casais de noivos registraram Boletins de Ocorrência (BO), na Delegacia de Defraudações e Falsificações, na tarde desta quarta-feira (15).

O grupo denuncia um suposto golpe aplicado pela empresa Flávio Decorações, do decorador Flávio Sampaio, contratada para fazer a decoração de algumas festas de casamento em Fortaleza.

Segundo Jaime de Paula Pessoa, titular da Delegacia de Defraudações e Falsificações, cerca de 30 noivos compareceram à delegacia e as investigações vão iniciar. O prejuízo que os noivos tiveram foi de aproximadamente R$ 300 mil, segundo o delegado.

“Vamos investigar e se for constatado que a atitude do empresário foi intencional, ele vai ser processado”, assegura.

Os clientes relataram que souberam que os serviços foram cancelados por meio de uma mensagem que Flávio enviou para um grupo que eles têm no Whatsapp, informando que a empresa estava entrando em processo de falência, por causa da crise econômica, portanto não poderia realizar as decorações das festas de casamento.

“Peço imensas desculpas e informo que em nenhum momento tive a intenção de prejudicar vocês, mas a crise do país e problemas financeiros tornaram o contrato oneroso demais para nós. Aproveito para pedir perdão e me colocar à disposição para maiores esclarecimentos. Estou realmente em uma situação delicada e já estou, em breve, protocolando pedido de falência judicial”, informou Flávio na mensagem.

A advogada Karla de Alcântara Nogueira Borges, que representa a empresa Flávio Decorações, esclarece que, sobre os contratados fechados diretamente com o decorador, será protocolado pedido de insolvência civil, que significa a falência de pessoa física, quando esta tem mais dívidas que rendas.

“A empresa ou a pessoa física do Sr. Flávio Sampaio, repete-se, em nenhum momento, teve o dolo (intenção) de prejudicar ou lesar ninguém, tanto é que comunicou antecipadamente às noivas que não poderia honrar com o contrato, seja através de nota pública em jornal, diversas mensagens e atendimento direto com a assessoria jurídica por telefone. As pessoas que se sentirem lesadas poderão se habilitar no processo de falência para tentar reaver os valores gastos”, enfatiza a advogada do empresário.