Namorado de universitária morta faz discurso emocionado: "Tudo que queria era abraçá-la"

LUTO

Namorado de universitária morta faz discurso emocionado: “Tudo que queria era abraçá-la”

Isaac Anderson, namorado da universitária, aproveitou o ato para declarar o seu amor por Cecília e deixou um recado para alunos e professores

Por Gabriel Borges em Segurança Pública

13 de Abril de 2018 às 16:11

Há 2 semanas
namorado Cecilia

Ato reuniu estudantes da Unifor (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

O namorado da universitária morta em suposta tentativa de assalto, Isaac Anderson, fez discurso emocionado durante manifestação de estudantes na Universidade de Fortaleza (Unifor) em homenagem à jovem, nesta sexta-feira (13). Cecília Moura, de 23 anos, morreu na quinta-feira (12) após levar um tiro na cabeça quando ia para estágio.

“A dor e o sentimento de vazio são horríveis, eu queria que ela tivesse vendo o tanto que era querida. Se existia um lugar que a gente gostava, esse lugar era a Unifor. A última vez que estive com ela foi aqui”, relata emocionado.

Isaac também aproveitou o momento para declarar o amor que sentia por Cecília. “Digam que amam, a última vez que eu disse isso pra minha namorada ela estava em uma maca de hospital, não me olhava. Não deixem a oportunidade passar. Amem muito, digam que amam. Tudo que queria era abraçá-la”, falou o rapaz.

O jovem também revelou as últimas palavras trocadas entre o casal. “Ela acordou uma 7:30 e falou que tava sem condições de ir pra academia. Eu disse que tava tudo bem, que ela tava precisando descansar. Foi a última coisa que eu disse pra ela”.

Isaac finalizou deixando uma mensagem para estudantes e professores que estavam presentes no ato. “Eu queria muito poder dizer nos olhos dela o quanto eu a amo, o quanto ela me faz falta… Só amem, amem muito”, concluiu emocionado.

A Unifor se manifestou sobre o caso por meio de nota:

É com muito pesar que a Universidade de Fortaleza dedica a familiares, amigos e colegas as condolências pelo falecimento da aluna Cecília Moura. Membro da família Unifor, aluna de Direito, o brilhantismo, alegria e força de Cecília permanecerão em nossos corações. Mais uma vez, lamentamos profundamente. Convidamos a todos da comunidade acadêmica para homenagem à nossa querida aluna, às 9h, no Hall do Bloco K“.

Diretório Central dos Estudantes declarou luto institucional de uma semana:

O Diretório Central dos Estudantes Gábio de Oliveira, por meio desta nota, manifesta profundo pesar e solidariedade com os familiares e amigos da estudante Cecília Raquel Moura, 23 anos de idade, que é mais uma vítima da terrível violência que assola a cidade de Fortaleza.

Cecília era estudante do curso de Direito de nossa Universidade, monitora, uma mulher jovem, inteligente, com uma vida inteira pela frente. Infelizmente, não é a primeira, nem será a última vida preciosa a ser ceifada em nossa situação presente.

O Ceará é um dos lugares mais perigosos do mundo para se viver, e isso é provado diariamente pelas estatísticas da violência, que são expressivas mesmo em um país violento como o nosso.

Até quando iremos tolerar essa situação? Não é mais possível andar em segurança nas ruas de nossa capital, mesmo sob a luz do dia, graças ao sempre presente risco do assalto, que hoje vitimou uma colega de nossa universidade.

Perdemos o controle da situação faz muito tempo.

Nos solidarizamos e convidamos a todos para o ato de homenagem que será realizado amanhã, às 9 horas, no hall do bloco K.

Declaramos luto institucional de uma semana“.

Confira o depoimento:

Publicidade

Dê sua opinião

LUTO

Namorado de universitária morta faz discurso emocionado: “Tudo que queria era abraçá-la”

Isaac Anderson, namorado da universitária, aproveitou o ato para declarar o seu amor por Cecília e deixou um recado para alunos e professores

Por Gabriel Borges em Segurança Pública

13 de Abril de 2018 às 16:11

Há 2 semanas
namorado Cecilia

Ato reuniu estudantes da Unifor (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

O namorado da universitária morta em suposta tentativa de assalto, Isaac Anderson, fez discurso emocionado durante manifestação de estudantes na Universidade de Fortaleza (Unifor) em homenagem à jovem, nesta sexta-feira (13). Cecília Moura, de 23 anos, morreu na quinta-feira (12) após levar um tiro na cabeça quando ia para estágio.

“A dor e o sentimento de vazio são horríveis, eu queria que ela tivesse vendo o tanto que era querida. Se existia um lugar que a gente gostava, esse lugar era a Unifor. A última vez que estive com ela foi aqui”, relata emocionado.

Isaac também aproveitou o momento para declarar o amor que sentia por Cecília. “Digam que amam, a última vez que eu disse isso pra minha namorada ela estava em uma maca de hospital, não me olhava. Não deixem a oportunidade passar. Amem muito, digam que amam. Tudo que queria era abraçá-la”, falou o rapaz.

O jovem também revelou as últimas palavras trocadas entre o casal. “Ela acordou uma 7:30 e falou que tava sem condições de ir pra academia. Eu disse que tava tudo bem, que ela tava precisando descansar. Foi a última coisa que eu disse pra ela”.

Isaac finalizou deixando uma mensagem para estudantes e professores que estavam presentes no ato. “Eu queria muito poder dizer nos olhos dela o quanto eu a amo, o quanto ela me faz falta… Só amem, amem muito”, concluiu emocionado.

A Unifor se manifestou sobre o caso por meio de nota:

É com muito pesar que a Universidade de Fortaleza dedica a familiares, amigos e colegas as condolências pelo falecimento da aluna Cecília Moura. Membro da família Unifor, aluna de Direito, o brilhantismo, alegria e força de Cecília permanecerão em nossos corações. Mais uma vez, lamentamos profundamente. Convidamos a todos da comunidade acadêmica para homenagem à nossa querida aluna, às 9h, no Hall do Bloco K“.

Diretório Central dos Estudantes declarou luto institucional de uma semana:

O Diretório Central dos Estudantes Gábio de Oliveira, por meio desta nota, manifesta profundo pesar e solidariedade com os familiares e amigos da estudante Cecília Raquel Moura, 23 anos de idade, que é mais uma vítima da terrível violência que assola a cidade de Fortaleza.

Cecília era estudante do curso de Direito de nossa Universidade, monitora, uma mulher jovem, inteligente, com uma vida inteira pela frente. Infelizmente, não é a primeira, nem será a última vida preciosa a ser ceifada em nossa situação presente.

O Ceará é um dos lugares mais perigosos do mundo para se viver, e isso é provado diariamente pelas estatísticas da violência, que são expressivas mesmo em um país violento como o nosso.

Até quando iremos tolerar essa situação? Não é mais possível andar em segurança nas ruas de nossa capital, mesmo sob a luz do dia, graças ao sempre presente risco do assalto, que hoje vitimou uma colega de nossa universidade.

Perdemos o controle da situação faz muito tempo.

Nos solidarizamos e convidamos a todos para o ato de homenagem que será realizado amanhã, às 9 horas, no hall do bloco K.

Declaramos luto institucional de uma semana“.

Confira o depoimento: