Motorista de ônibus entra na contramão e colide com viatura da PM para evitar assalto

DESESPERO

Motorista de ônibus entra na contramão e colide com viatura da PM para evitar assalto

Após o acidente, os policiais fizeram a busca de armas, e encontraram quatro facas e um revólver com quatro jovens

Por Matheus Ribeiro em Segurança Pública

3 de Fevereiro de 2017 às 08:55

Há 2 anos

Apesar da colisão ninguém ficou ferido (FOTO; Reprodução TV Jangadeiro/SBT)

A reação inesperada do motorista de um ônibus que faz a linha Siqueira/José Bastos (355), em Fortaleza, fez com que a Polícia Militar evitasse um assalto dentro do coletivo. Na noite desta quinta-feira (2), quando o ônibus passava pela Rua Emílio de Menezes, o motorista entrou na contramão e provocou uma colisão com uma viatura da PM para evitar o assalto.

De acordo com a polícia, o motorista e o trocador do coletivo perceberam ao sair do terminal de ônibus que quatro adolescentes estavam armados dentro do veículo. O motorista observou a viatura, resolveu pegar a contramão e colidiu levemente com o carro da PM.

Após o incidente, a composição da polícia desceu e se dirigiu ao coletivo. Ao serem informados que os adolescentes estavam armados, os policiais entraram no veículo e fizeram busca de arma. Com os quatro jovens, a polícia encontrou quatro facas e uma arma artesanal de calibre 12.

Leia mais:
> Acompanhe o caso no programa Barra Pesada desta sexta-feira (3), a partir das 12h10, na TV Jangadeiro/SBT.

Segundo o cobrador, que preferiu não se identificar, esse tipo de situação é comum nos ônibus de Fortaleza. “É muito complicado a gente sair para trabalhar. Temos que pedir muita proteção divina pra voltar pra casa. Quando chegamos num terminal, já ficamos apreensivo. Trabalho como cobrador há mais de 22 anos e já presenciei vários assaltos em coletivos. Quando entram nos ônibus com arma na mão, eles são altamente valentes”, contou em entrevista ao Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT.

Desespero

Essa não é a primeira atitude de desespero dentro de coletivos de Fortaleza. Há cerca de um mês, pelo menos dez pessoas arrombaram a porta de um ônibus, que faz a linha Oliveira Paiva/Parangaba (041), e pularam do veículo em movimento para fugir de um assalto, na véspera de natal, na capital cearense.

Quatro homens embarcaram armados no coletivo e renderam o motorista. Após a ação, os criminosos afirmaram que iriam matar todos os passageiros do ônibus que, imediatamente, pularam do veículo.

Veja mais detalhes no programa desta sexta-feira (20), a partir das 12h10.

Publicidade

Dê sua opinião

DESESPERO

Motorista de ônibus entra na contramão e colide com viatura da PM para evitar assalto

Após o acidente, os policiais fizeram a busca de armas, e encontraram quatro facas e um revólver com quatro jovens

Por Matheus Ribeiro em Segurança Pública

3 de Fevereiro de 2017 às 08:55

Há 2 anos

Apesar da colisão ninguém ficou ferido (FOTO; Reprodução TV Jangadeiro/SBT)

A reação inesperada do motorista de um ônibus que faz a linha Siqueira/José Bastos (355), em Fortaleza, fez com que a Polícia Militar evitasse um assalto dentro do coletivo. Na noite desta quinta-feira (2), quando o ônibus passava pela Rua Emílio de Menezes, o motorista entrou na contramão e provocou uma colisão com uma viatura da PM para evitar o assalto.

De acordo com a polícia, o motorista e o trocador do coletivo perceberam ao sair do terminal de ônibus que quatro adolescentes estavam armados dentro do veículo. O motorista observou a viatura, resolveu pegar a contramão e colidiu levemente com o carro da PM.

Após o incidente, a composição da polícia desceu e se dirigiu ao coletivo. Ao serem informados que os adolescentes estavam armados, os policiais entraram no veículo e fizeram busca de arma. Com os quatro jovens, a polícia encontrou quatro facas e uma arma artesanal de calibre 12.

Leia mais:
> Acompanhe o caso no programa Barra Pesada desta sexta-feira (3), a partir das 12h10, na TV Jangadeiro/SBT.

Segundo o cobrador, que preferiu não se identificar, esse tipo de situação é comum nos ônibus de Fortaleza. “É muito complicado a gente sair para trabalhar. Temos que pedir muita proteção divina pra voltar pra casa. Quando chegamos num terminal, já ficamos apreensivo. Trabalho como cobrador há mais de 22 anos e já presenciei vários assaltos em coletivos. Quando entram nos ônibus com arma na mão, eles são altamente valentes”, contou em entrevista ao Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT.

Desespero

Essa não é a primeira atitude de desespero dentro de coletivos de Fortaleza. Há cerca de um mês, pelo menos dez pessoas arrombaram a porta de um ônibus, que faz a linha Oliveira Paiva/Parangaba (041), e pularam do veículo em movimento para fugir de um assalto, na véspera de natal, na capital cearense.

Quatro homens embarcaram armados no coletivo e renderam o motorista. Após a ação, os criminosos afirmaram que iriam matar todos os passageiros do ônibus que, imediatamente, pularam do veículo.

Veja mais detalhes no programa desta sexta-feira (20), a partir das 12h10.