Mãe acredita que Dandara foi "escolhida por Deus" para fazer justiça a travestis
CRIME DE ÓDIO

Mãe acredita que Dandara foi “escolhida por Deus” para fazer justiça a travestis

Dandara foi morta no dia 15 de fevereiro, e o vídeo do crime foi divulgado pelos próprios assassinos

Por Lyvia Rocha em Segurança Pública

8 de março de 2017 às 11:12

Há 3 semanas
Dandara foi assassinada no bairro Bom Jardim (FOTO: Reprodução)

Dandara foi assassinada no bairro Bom Jardim (FOTO: Reprodução)

A família de Dandara, travesti que foi assassinada de forma brutal no dia 15 de fevereiro, falou ao programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, sobre a dor de perder a parente e também a esperança que a justiça seja feita. Para a mãe, que não se identificou, Cleilson, seu nome de registro, fica apenas a lembrança do carinho e dedicação do filho.

“Ele tinha um coração humano, carinhoso, e em todo lugar gostavam dele. Era muito querido por todos. Pode fazer uma pesquisa por aí. Era aquela pessoa que aconselhava os outros, quando eu chorava pelo meu outro filho que perdi há 2 anos, ele era o meu conselheiro”, relembra.

No meio de tanta dor, a mãe acredita que a morte de Dandara pode ser um incentivo para que as leis se cumpram e a justiça seja feita. “Se ele foi escolhido de Deus, o mundo inteiro viu isso, isso tem que servir para melhorar alguma coisa. Em primeiro lugar tem a justiça divina e depois a justiça da terra. Meu filho não volta, mas espero que tenho paz com a justiça sendo feita”, disse emocionada.

O sentimento é o mesmo de uma das irmãs de Dandara, que ainda se mostra incrédula com a morte. “Eu ainda estou para acreditar, para mim ele não morreu, ele está viajando. Espero que eles sejam presos, o que a gente teme é que alguns são menores de idades e ficamos medo de fazer alguma contra a gente. Dandara não era uma pessoa ruim, ela era uma pessoa boa”, desabafa.

Mãe de Dandara não quis se identificar (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Mãe de Dandara não quis se identificar (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

O crime

Dandara foi morta no dia 15 de fevereiro por pelo menos cinco homens, mas o crime brutal só ganhou repercussão na sexta-feira (3), depois de as imagens da violência serem compartilhadas na internet. A principal suspeita é de que o crime foi motivado por homofobia.

No vídeo, Dandara está sentada ao chão, sem forças para levantar, e balbucia algumas palavras, dentre elas a sua idade e diz que quase morre. Dandara pede para que não batam mais nela e é novamente agredida com pedrada no ombro.

Veja o vídeo:

Acompanhe o caso:

4 de março – Não iremos tolerar esse tipo de violência, diz governador do Ceará sobre morte de travesti

4 de março – Vídeo mostra travesti Dandara à espera de socorro antes de ser morta

6 de março – Polícia está perto de identificar homens que mataram travesti brutalmente e filmaram crime

6 de março – Polícia intensificou investigações da morte de Dandara só após divulgação de vídeo feito por criminosos

7 de março – Ato contra LGBTfobia será realizado após travesti ser morta brutalmente no Bom Jardim

7 de março – 4 homens são presos suspeitos de participar do assassinato de travesti em Fortaleza

7 de março5º suspeito de participar de assassinato de Dandara é preso na tarde desta terça

Publicidade

Dê sua opinião

CRIME DE ÓDIO

Mãe acredita que Dandara foi “escolhida por Deus” para fazer justiça a travestis

Dandara foi morta no dia 15 de fevereiro, e o vídeo do crime foi divulgado pelos próprios assassinos

Por Lyvia Rocha em Segurança Pública

8 de março de 2017 às 11:12

Há 3 semanas
Dandara foi assassinada no bairro Bom Jardim (FOTO: Reprodução)

Dandara foi assassinada no bairro Bom Jardim (FOTO: Reprodução)

A família de Dandara, travesti que foi assassinada de forma brutal no dia 15 de fevereiro, falou ao programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, sobre a dor de perder a parente e também a esperança que a justiça seja feita. Para a mãe, que não se identificou, Cleilson, seu nome de registro, fica apenas a lembrança do carinho e dedicação do filho.

“Ele tinha um coração humano, carinhoso, e em todo lugar gostavam dele. Era muito querido por todos. Pode fazer uma pesquisa por aí. Era aquela pessoa que aconselhava os outros, quando eu chorava pelo meu outro filho que perdi há 2 anos, ele era o meu conselheiro”, relembra.

No meio de tanta dor, a mãe acredita que a morte de Dandara pode ser um incentivo para que as leis se cumpram e a justiça seja feita. “Se ele foi escolhido de Deus, o mundo inteiro viu isso, isso tem que servir para melhorar alguma coisa. Em primeiro lugar tem a justiça divina e depois a justiça da terra. Meu filho não volta, mas espero que tenho paz com a justiça sendo feita”, disse emocionada.

O sentimento é o mesmo de uma das irmãs de Dandara, que ainda se mostra incrédula com a morte. “Eu ainda estou para acreditar, para mim ele não morreu, ele está viajando. Espero que eles sejam presos, o que a gente teme é que alguns são menores de idades e ficamos medo de fazer alguma contra a gente. Dandara não era uma pessoa ruim, ela era uma pessoa boa”, desabafa.

Mãe de Dandara não quis se identificar (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Mãe de Dandara não quis se identificar (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

O crime

Dandara foi morta no dia 15 de fevereiro por pelo menos cinco homens, mas o crime brutal só ganhou repercussão na sexta-feira (3), depois de as imagens da violência serem compartilhadas na internet. A principal suspeita é de que o crime foi motivado por homofobia.

No vídeo, Dandara está sentada ao chão, sem forças para levantar, e balbucia algumas palavras, dentre elas a sua idade e diz que quase morre. Dandara pede para que não batam mais nela e é novamente agredida com pedrada no ombro.

Veja o vídeo:

Acompanhe o caso:

4 de março – Não iremos tolerar esse tipo de violência, diz governador do Ceará sobre morte de travesti

4 de março – Vídeo mostra travesti Dandara à espera de socorro antes de ser morta

6 de março – Polícia está perto de identificar homens que mataram travesti brutalmente e filmaram crime

6 de março – Polícia intensificou investigações da morte de Dandara só após divulgação de vídeo feito por criminosos

7 de março – Ato contra LGBTfobia será realizado após travesti ser morta brutalmente no Bom Jardim

7 de março – 4 homens são presos suspeitos de participar do assassinato de travesti em Fortaleza

7 de março5º suspeito de participar de assassinato de Dandara é preso na tarde desta terça