Jovens são baleados durante jogo do Brasil por homens vestidos de policiais

TIROTEIO

Jovem morre após ser baleado enquanto assistia ao jogo do Brasil por homens vestidos de policiais

O crime aconteceu por volta das 10h, durante a transmissão do jogo do Brasil. O grupo estava vestido com coletes da Polícia Civil do Ceará e tinha a intenção de executar jovens de uma facção rival

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

22 de junho de 2018 às 15:05

Há 3 meses
Arma em referência a Tiroteio durante o jogo do Brasil deixa duas pessoas feridas no bairro Lagamar

O caso aconteceu durante o jogo do Brasil, no bairro Lagamar (FOTO: Pexels)

Atualizado às 18h37 

Um jovem de 25 anos morreu e um ficou ferido à bala após quatro homens efetuarem disparos contra 10 pessoas que assistiam ao jogo do Brasil. Os suspeitos estavam vestidos com coletes e balaclavas da Polícia Civil do Ceará. A vítima foi identificada como Lucas Vieira Venuto, de 25 anos.

O crime aconteceu na Avenida Sabino Monte, no Lagamar, por volta das 10h sexta-feira (22). Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), os feridos foram socorridos por meios próprios e encaminhados para unidade hospitalar. Lucas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital.

Os homens usavam balaclavas e coletes balísticos e fugiram do local. De acordo com o comandante da 3ª Companhia do 22º Batalhão da Polícia Militar do Ceará, major Bellini, os criminosos, que já foram identificados, tinham a intenção de executar dois integrantes de uma facção criminosa rival. A SSPDS informa que a Polícia Civil investiga se outras pessoas ficaram feridas durante o tiroteio. A investigação sobre o crime está sob a responsabilidade da 10ª Delegacia da Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP).

“A Polícia Civil reforça que a população pode contribuir com as investigações repassando informações que possam ajudar na elucidação do caso. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), para o‪ (85) 3257-8807, da DHPP, ou ainda para o número ‪(85) 99111-7498, que é o Whatsapp da Divisão, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem. O sigilo é garantido”, ressalta o órgão.

Publicidade

Dê sua opinião

TIROTEIO

Jovem morre após ser baleado enquanto assistia ao jogo do Brasil por homens vestidos de policiais

O crime aconteceu por volta das 10h, durante a transmissão do jogo do Brasil. O grupo estava vestido com coletes da Polícia Civil do Ceará e tinha a intenção de executar jovens de uma facção rival

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

22 de junho de 2018 às 15:05

Há 3 meses
Arma em referência a Tiroteio durante o jogo do Brasil deixa duas pessoas feridas no bairro Lagamar

O caso aconteceu durante o jogo do Brasil, no bairro Lagamar (FOTO: Pexels)

Atualizado às 18h37 

Um jovem de 25 anos morreu e um ficou ferido à bala após quatro homens efetuarem disparos contra 10 pessoas que assistiam ao jogo do Brasil. Os suspeitos estavam vestidos com coletes e balaclavas da Polícia Civil do Ceará. A vítima foi identificada como Lucas Vieira Venuto, de 25 anos.

O crime aconteceu na Avenida Sabino Monte, no Lagamar, por volta das 10h sexta-feira (22). Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), os feridos foram socorridos por meios próprios e encaminhados para unidade hospitalar. Lucas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital.

Os homens usavam balaclavas e coletes balísticos e fugiram do local. De acordo com o comandante da 3ª Companhia do 22º Batalhão da Polícia Militar do Ceará, major Bellini, os criminosos, que já foram identificados, tinham a intenção de executar dois integrantes de uma facção criminosa rival. A SSPDS informa que a Polícia Civil investiga se outras pessoas ficaram feridas durante o tiroteio. A investigação sobre o crime está sob a responsabilidade da 10ª Delegacia da Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP).

“A Polícia Civil reforça que a população pode contribuir com as investigações repassando informações que possam ajudar na elucidação do caso. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), para o‪ (85) 3257-8807, da DHPP, ou ainda para o número ‪(85) 99111-7498, que é o Whatsapp da Divisão, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem. O sigilo é garantido”, ressalta o órgão.