Jovem que matou juiz e havia fugido pela 3ª vez é recapturado pela polícia
MAIS UM CRIME

Jovem que matou juiz e havia fugido pela 3ª vez é recapturado pela polícia

O jovem já com 18 anos foi preso em flagrante ao praticar roubos a veículos em Fortaleza

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

7 de setembro de 2017 às 09:07

Há 2 semanas
prisao-jovem-matou-juiz

Jovem foi preso após fugir pela 3ª vez (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

A Polícia recapturou o jovem que matou um juiz aposentado e havia fugido pela terceira vez na noite desta quarta-feira (6). Edson Santos da Silva, agora com 18 anos, foi preso em flagrante por roubar carros acompanhado de um adolescente.

A Polícia Militar foi atender uma ocorrência de roubo a veículo perto de um hopital, no São João do Tauape. A dupla de assaltantes, ao se deparar com a polícia, correu para apartamentos da Cidade de Deus, comunidade esquadrinhada no bairro. A PM apreendeu apenas munição junto ao acusado. A arma pode ter sido jogada, na tentativa de fuga.

O juiz aposentado Edvalson Florêncio Marquês Batista foi morto em março de 2016, em uma praça do bairro Cocó. Na época com 16 anos, Edson e mais dois adolescentes Ele abordaram e exigiram o celular da vítima, enquanto o idoso de 77 anos caminhava ao lado da esposa.

Segundo a Polícia Militar, um deles efetuou um disparo de arma de fogo que atingiu a perna e a artéria da coxa. O magistrado aposentado recebeu o atendimento pelo Samu, contudo não resistiu ao ferimento e morreu ainda no local. Edson é réu confesso do crime.

Agora, o acusado já tem 18 anos, tem um vasto histórico criminal com cerca de 22 procedimentos quando ainda era adolescente. Segundo a Polícia, ele comete delitos desde os 10 anos de idade e responde por porte ilegal de armas, tráfico de drogas, homicídio e latrocínio.

Após ser apreendido, Edson fugiu três vezes da reclusão. Na última vez, ele estava no Centro Socioeducativo Cardeal Aluísio Lorscheider, no Planalto Ayrton Senna, em Fortaleza, e foi levado no dia 29 de agosto para uma audiência no Fórum Clóvis Beviláqua. Ele conseguiu fugir quando retornava ao Centro Socieoducativo, ao pula com o carro em movimento, após conseguir retirar as algemas.

Publicidade

Dê sua opinião

MAIS UM CRIME

Jovem que matou juiz e havia fugido pela 3ª vez é recapturado pela polícia

O jovem já com 18 anos foi preso em flagrante ao praticar roubos a veículos em Fortaleza

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

7 de setembro de 2017 às 09:07

Há 2 semanas
prisao-jovem-matou-juiz

Jovem foi preso após fugir pela 3ª vez (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

A Polícia recapturou o jovem que matou um juiz aposentado e havia fugido pela terceira vez na noite desta quarta-feira (6). Edson Santos da Silva, agora com 18 anos, foi preso em flagrante por roubar carros acompanhado de um adolescente.

A Polícia Militar foi atender uma ocorrência de roubo a veículo perto de um hopital, no São João do Tauape. A dupla de assaltantes, ao se deparar com a polícia, correu para apartamentos da Cidade de Deus, comunidade esquadrinhada no bairro. A PM apreendeu apenas munição junto ao acusado. A arma pode ter sido jogada, na tentativa de fuga.

O juiz aposentado Edvalson Florêncio Marquês Batista foi morto em março de 2016, em uma praça do bairro Cocó. Na época com 16 anos, Edson e mais dois adolescentes Ele abordaram e exigiram o celular da vítima, enquanto o idoso de 77 anos caminhava ao lado da esposa.

Segundo a Polícia Militar, um deles efetuou um disparo de arma de fogo que atingiu a perna e a artéria da coxa. O magistrado aposentado recebeu o atendimento pelo Samu, contudo não resistiu ao ferimento e morreu ainda no local. Edson é réu confesso do crime.

Agora, o acusado já tem 18 anos, tem um vasto histórico criminal com cerca de 22 procedimentos quando ainda era adolescente. Segundo a Polícia, ele comete delitos desde os 10 anos de idade e responde por porte ilegal de armas, tráfico de drogas, homicídio e latrocínio.

Após ser apreendido, Edson fugiu três vezes da reclusão. Na última vez, ele estava no Centro Socioeducativo Cardeal Aluísio Lorscheider, no Planalto Ayrton Senna, em Fortaleza, e foi levado no dia 29 de agosto para uma audiência no Fórum Clóvis Beviláqua. Ele conseguiu fugir quando retornava ao Centro Socieoducativo, ao pula com o carro em movimento, após conseguir retirar as algemas.