Homem é suspeito de matar esposa e enterrar o corpo em terreiro de umbanda
CASO BÁRBARO

Homem é suspeito de matar esposa e enterrar o corpo em terreiro de umbanda

Rosiane Dantas foi achada morta no terreiro que funcionava no quintal de casa, em Pacatuba. O marido está foragido

Por Lyvia Rocha em Segurança Pública

9 de agosto de 2017 às 11:21

Há 1 semana
No quintal funcionava um terreiro de umbanda (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

No quintal de casa funcionava um terreiro de umbanda (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Um caso bárbaro aconteceu Rua Manoel Costa e Silva, no Bairro Provisória, na comunidade indígena Pitaguary, em Pacatuba, na Região Metropolitana de Fortaleza, no último domingo (6).

Rosiane Dantas da Silva, conhecida como “Diana”, foi assassinada e o principal suspeito pelo crime é o próprio marido. Ela foi enterrada dentro do quintal da casa onde moravam, num terreiro de umbanda que funciona no endereço, ao lado do altar.

O crime aconteceu no domingo, porém o corpo da vítima enterrado foi encontrado apenas na noite da última terça-feira (8), quando o pai suspeitou da “bagunça” no quintal de casa, onde funcionava o centro de umbanda.

“Eu vi umas garrafas de bebida, uma mesa, em um local diferente, uma coisa estranha, resolvi verificar e infelizmente quando fomos no local já vimos esse absurdo”, afirma José Lourenço, pai da vítima.

Diana como era conhecida foi morta no domingo (FOTO: Arquivo pessoal)

Diana como era conhecida foi morta no domingo (FOTO: Arquivo pessoal)

O pai de Diana conta que eles tinham um relacionamento de quase 12 anos, e que Lucas Matias sentia muito ciúmes da filha.

“Ela arrumava o cabelo e ele achava ruim, não gostava. Sempre brigavam e infelizmente acabou assim”, lamenta.

A madrasta da vítima, Antonio Maria, inconformada disse que no domingo os dois estavam bebendo juntos, quando começaram uma discussão, mas que nunca imaginou que o fim seria trágico.

“Eles entraram em casa e um rapaz escutou uma pancada e um grito. Depois tudo ficou silencioso, no outro dia ele já disse que ela tinha ido embora e perguntamos para onde e ele não soube responder”, explica.

Segundo os familiares da jovem morta, ele agiu de forma “fria e calculista”. “Ele ficou conversando com a gente, como se nada tivesse acontecido e ainda viu nós procurando por ela e nada. É muito triste e revoltante o que aconteceu, mas a justiça de Deus tarda, mas não falha”, desabafa os parentes da vítima.

Rosiane Dantas deixou dois filhos pequenos que tinha com o marido. Lucas Matias, como assim é conhecido, está foragido.

Acompanhe o caso no programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, às 12h10.

Publicidade

Dê sua opinião

CASO BÁRBARO

Homem é suspeito de matar esposa e enterrar o corpo em terreiro de umbanda

Rosiane Dantas foi achada morta no terreiro que funcionava no quintal de casa, em Pacatuba. O marido está foragido

Por Lyvia Rocha em Segurança Pública

9 de agosto de 2017 às 11:21

Há 1 semana
No quintal funcionava um terreiro de umbanda (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

No quintal de casa funcionava um terreiro de umbanda (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Um caso bárbaro aconteceu Rua Manoel Costa e Silva, no Bairro Provisória, na comunidade indígena Pitaguary, em Pacatuba, na Região Metropolitana de Fortaleza, no último domingo (6).

Rosiane Dantas da Silva, conhecida como “Diana”, foi assassinada e o principal suspeito pelo crime é o próprio marido. Ela foi enterrada dentro do quintal da casa onde moravam, num terreiro de umbanda que funciona no endereço, ao lado do altar.

O crime aconteceu no domingo, porém o corpo da vítima enterrado foi encontrado apenas na noite da última terça-feira (8), quando o pai suspeitou da “bagunça” no quintal de casa, onde funcionava o centro de umbanda.

“Eu vi umas garrafas de bebida, uma mesa, em um local diferente, uma coisa estranha, resolvi verificar e infelizmente quando fomos no local já vimos esse absurdo”, afirma José Lourenço, pai da vítima.

Diana como era conhecida foi morta no domingo (FOTO: Arquivo pessoal)

Diana como era conhecida foi morta no domingo (FOTO: Arquivo pessoal)

O pai de Diana conta que eles tinham um relacionamento de quase 12 anos, e que Lucas Matias sentia muito ciúmes da filha.

“Ela arrumava o cabelo e ele achava ruim, não gostava. Sempre brigavam e infelizmente acabou assim”, lamenta.

A madrasta da vítima, Antonio Maria, inconformada disse que no domingo os dois estavam bebendo juntos, quando começaram uma discussão, mas que nunca imaginou que o fim seria trágico.

“Eles entraram em casa e um rapaz escutou uma pancada e um grito. Depois tudo ficou silencioso, no outro dia ele já disse que ela tinha ido embora e perguntamos para onde e ele não soube responder”, explica.

Segundo os familiares da jovem morta, ele agiu de forma “fria e calculista”. “Ele ficou conversando com a gente, como se nada tivesse acontecido e ainda viu nós procurando por ela e nada. É muito triste e revoltante o que aconteceu, mas a justiça de Deus tarda, mas não falha”, desabafa os parentes da vítima.

Rosiane Dantas deixou dois filhos pequenos que tinha com o marido. Lucas Matias, como assim é conhecido, está foragido.

Acompanhe o caso no programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, às 12h10.