Homem é morto na frente de casa um dia depois de tentar enforcar a mãe com lençol

VIOLÊNCIA

Homem é morto na frente de casa um dia depois de tentar enforcar a mãe com lençol

A Polícia suspeita que traficantes mataram o homem de 25 anos, incomodados com a presença constante de PMs por causa das brigas familiares

Por TV Jangadeiro em Segurança Pública

12 de novembro de 2018 às 11:59

Há 1 mês
perícia-forense

Homem é morto na frente de casa. Ele havia tentado matar a mãe no dia anterior. (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Um homem suspeito de maltratar os pais idosos foi assassinado em frente a sua casa, no bairro Papicu, em Fortaleza. Segundo informou a Polícia, no dia anterior, David Sales de Paula, de 25 anos, havia tentado enforcar a própria mãe enforcada com um lençol.

A polícia trabalha com duas suspeitas de motivação: dívida de droga ou criminosos que não gostavam da presença da polícia, que sempre ia ao local atender ocorrências de agressão envolvendo a família.

O crime ocorreu no último sábado (10), mostrou o programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT.

David estava sentado estava em frente à casa dele, quando um homem armado chegou para matá-lo. O rapaz ainda tentou fugir, mas foi alcançado e executado. O crime ocorreu na travessa Dr. Zamenhof, nas proximidades da Avenida Santos Dumont.

Os pais, cada um com 66 anos, sofriam constantes agressões do rapaz, que era usuário de drogas. Francisco de Assis Sales conta que o filho torturava os dois e, no dia anterior, havia tentado matar a própria mãe enforcada com um lençol.

“Não faltou oportunidade, não faltou. O histórico (de agressão) era grande. É tipo tortura. Sabe o tempo da ditadura? Era tortura. Não é só pegar e dar peia. Psicologicamente, era uma tortura. Eu estou tranquilo. Ontem, era para a mãe dele estar no lugar dele aí. Ele pegou um lençol, enrolou, arrodeou no pescoço da mãe e foi puxando, querendo enforcar ela. E eu tomei”, contou o pai da vítima.

O pai conta ainda que não quer saber quem tirou a vida do filho, mas lamenta a morte dele.

“Quem quer ver um pai e uma mulher ser maltratada pelo filho? Não quero saber quem foi, não vou atrás. O que eu quero é enterrar e viver a minha vida, como cidadão. É lamentável eu dizer isso como pai, tô sentindo assim. Ele não foi um bom filho. Foi a droga”, desabafa o pai.

A Polícia Militar e a Perícia Forense estiveram no local. A vítima, que tinha histórico de agressão, já vinha sofrendo ameaças.

“Ele já tinha histórico de agressão aos pais. Inclusive, numa ocorrência que atendemos, ele tinha mencionado que estava sendo ameaçado por certos indivíduos. Talvez esses indivíduos já tenham vindo com intenção de fazer isso com ele. Ou pode ser dívida de droga, ou exatamente por isso. Certas facções não querem polícia no local. E vinha muita polícia atender as ocorrências dele aqui”, disse o Sargento da PM.

Confira reportagem no programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, às 12h10 desta segunda-feira (12).

Publicidade

Dê sua opinião

VIOLÊNCIA

Homem é morto na frente de casa um dia depois de tentar enforcar a mãe com lençol

A Polícia suspeita que traficantes mataram o homem de 25 anos, incomodados com a presença constante de PMs por causa das brigas familiares

Por TV Jangadeiro em Segurança Pública

12 de novembro de 2018 às 11:59

Há 1 mês
perícia-forense

Homem é morto na frente de casa. Ele havia tentado matar a mãe no dia anterior. (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Um homem suspeito de maltratar os pais idosos foi assassinado em frente a sua casa, no bairro Papicu, em Fortaleza. Segundo informou a Polícia, no dia anterior, David Sales de Paula, de 25 anos, havia tentado enforcar a própria mãe enforcada com um lençol.

A polícia trabalha com duas suspeitas de motivação: dívida de droga ou criminosos que não gostavam da presença da polícia, que sempre ia ao local atender ocorrências de agressão envolvendo a família.

O crime ocorreu no último sábado (10), mostrou o programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT.

David estava sentado estava em frente à casa dele, quando um homem armado chegou para matá-lo. O rapaz ainda tentou fugir, mas foi alcançado e executado. O crime ocorreu na travessa Dr. Zamenhof, nas proximidades da Avenida Santos Dumont.

Os pais, cada um com 66 anos, sofriam constantes agressões do rapaz, que era usuário de drogas. Francisco de Assis Sales conta que o filho torturava os dois e, no dia anterior, havia tentado matar a própria mãe enforcada com um lençol.

“Não faltou oportunidade, não faltou. O histórico (de agressão) era grande. É tipo tortura. Sabe o tempo da ditadura? Era tortura. Não é só pegar e dar peia. Psicologicamente, era uma tortura. Eu estou tranquilo. Ontem, era para a mãe dele estar no lugar dele aí. Ele pegou um lençol, enrolou, arrodeou no pescoço da mãe e foi puxando, querendo enforcar ela. E eu tomei”, contou o pai da vítima.

O pai conta ainda que não quer saber quem tirou a vida do filho, mas lamenta a morte dele.

“Quem quer ver um pai e uma mulher ser maltratada pelo filho? Não quero saber quem foi, não vou atrás. O que eu quero é enterrar e viver a minha vida, como cidadão. É lamentável eu dizer isso como pai, tô sentindo assim. Ele não foi um bom filho. Foi a droga”, desabafa o pai.

A Polícia Militar e a Perícia Forense estiveram no local. A vítima, que tinha histórico de agressão, já vinha sofrendo ameaças.

“Ele já tinha histórico de agressão aos pais. Inclusive, numa ocorrência que atendemos, ele tinha mencionado que estava sendo ameaçado por certos indivíduos. Talvez esses indivíduos já tenham vindo com intenção de fazer isso com ele. Ou pode ser dívida de droga, ou exatamente por isso. Certas facções não querem polícia no local. E vinha muita polícia atender as ocorrências dele aqui”, disse o Sargento da PM.

Confira reportagem no programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, às 12h10 desta segunda-feira (12).