Frequentadores da Av. Beira-Mar reclamam da insegurançana região

VIOLÊNCIA CONSTANTE

Frequentadores da Av. Beira-Mar reclamam da insegurança e do policiamento na região

Em vídeo, um comerciante relata assalto a duas turistas, perto de unidade policial. A PM informa que o calçadão possui o maior contingente de policiais

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

16 de Maio de 2018 às 16:00

Há 6 dias
Imagens de pessoas caminhando no Espigão

Constantes assaltos são relatados por comerciantes e frequentadores do Calçadão da Beira-Mar (FOTO: Reprodução/Barra Pesada)

Frequentadores e pessoas que trabalham próximo ao calçadão da Avenida Beira-Mar denunciam aumento da insegurança no entorno. Em um vídeo enviado à TV Jangadeiro/SBT, um comerciante relata o assalto de duas turistas que estavam tomando banho de mar próximo ao espigão da praia do Náutico.

Segundo ele, o assaltante pegou a bolsa de uma das mulheres e correu em direção à avenida, passando ao lado da unidade policial instalada no calçadão.

O autor do vídeo, que optou por não se identificar, trabalha em uma loja próximo ao local da ocorrência. De acordo com ele, outros casos ocorreram no ponto turístico, mesmo com a presença da Polícia Militar.

“A gente fica triste e vê constantemente essas ocorrências. É um ponto turístico. Assaltaram na frente da base policial e eles não fizeram nada. Por três vezes, vi assaltantes passando ao lado da base da Polícia.  Os policiais ficam no ar-condicionado mexendo no celular. É dinheiro que a gente paga pra não ter nada sendo feito. A gente custeia isso”, desabafa.

“Pagamos o salário, custeamos para a polícia andar de Hilux, e os ladrões têm a audácia de roubar na frente da base da polícia. Sem medo nenhum, com toda razão, porque nada é feito. A população aqui no Náutico gritando ‘pega, ladrão’ e os policiais numa inércia, uma vergonha”, relata. Além da falta de agilidade do policiais militares, o homem também critica a ausência de iluminação na faixa de areia.

O coordenador do movimento Amigos da Beira-Mar, Tadashi Enomoto, também se preocupa com a situação do calçadão. Para ele, as ocorrências têm aumentado. “É impressionante. Então, a gente pede que mude o planejamento do sistema de segurança da avenida Beira-Mar”, sugere.

Enomoto critica o traje dos policiais que, para ele, são inadequados para atuar na praia. “Eu acho que os policiais devem estar vestidos adequadamente, porque ele não vai correr na areia de calça e bota”, aponta.

Por meio de nota, a Polícia Militar do Ceará informou que a orla de Fortaleza é atendida pelo Batalhão de Policiamento Turístico (BPTUR), por meio de ação ostensiva e preventiva com viaturas e motocicletas e com o apoio da Força Tática (FT).

Além disso, a PM informou que diariamente são realizadas prisões de suspeitos por crime de roubo e furto, e que a orla do Calçadão da Beira Mar possui o maior número de PMs da cidade.

“Existem postos fixos na extensão do calçadão da Avenida Beira-Mar, como o posto avançado do Náutico, posto de apoio ao turista em frente ao restaurante Coco Bambu Frutos do Mar, base móvel na praça do riacho Maceió e base do vídeo monitoramento do Mercado dos Peixes, postos esses funcionando 24 horas. Além desses postos a orla do calçadão conta com a presença de duplas de policiais militares a cada 100 metros”, acrescentou.

A Polícia Militar informou ainda que o caso citado no vídeo tratou-se de um furto. Segundo o relações públicas da PM, coronel Andrade Mendonça, as turistas teriam pedido que um homem guardasse os objetos pessoais e foram furtadas enquanto tomavam banho.

Publicidade

Dê sua opinião

VIOLÊNCIA CONSTANTE

Frequentadores da Av. Beira-Mar reclamam da insegurança e do policiamento na região

Em vídeo, um comerciante relata assalto a duas turistas, perto de unidade policial. A PM informa que o calçadão possui o maior contingente de policiais

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

16 de Maio de 2018 às 16:00

Há 6 dias
Imagens de pessoas caminhando no Espigão

Constantes assaltos são relatados por comerciantes e frequentadores do Calçadão da Beira-Mar (FOTO: Reprodução/Barra Pesada)

Frequentadores e pessoas que trabalham próximo ao calçadão da Avenida Beira-Mar denunciam aumento da insegurança no entorno. Em um vídeo enviado à TV Jangadeiro/SBT, um comerciante relata o assalto de duas turistas que estavam tomando banho de mar próximo ao espigão da praia do Náutico.

Segundo ele, o assaltante pegou a bolsa de uma das mulheres e correu em direção à avenida, passando ao lado da unidade policial instalada no calçadão.

O autor do vídeo, que optou por não se identificar, trabalha em uma loja próximo ao local da ocorrência. De acordo com ele, outros casos ocorreram no ponto turístico, mesmo com a presença da Polícia Militar.

“A gente fica triste e vê constantemente essas ocorrências. É um ponto turístico. Assaltaram na frente da base policial e eles não fizeram nada. Por três vezes, vi assaltantes passando ao lado da base da Polícia.  Os policiais ficam no ar-condicionado mexendo no celular. É dinheiro que a gente paga pra não ter nada sendo feito. A gente custeia isso”, desabafa.

“Pagamos o salário, custeamos para a polícia andar de Hilux, e os ladrões têm a audácia de roubar na frente da base da polícia. Sem medo nenhum, com toda razão, porque nada é feito. A população aqui no Náutico gritando ‘pega, ladrão’ e os policiais numa inércia, uma vergonha”, relata. Além da falta de agilidade do policiais militares, o homem também critica a ausência de iluminação na faixa de areia.

O coordenador do movimento Amigos da Beira-Mar, Tadashi Enomoto, também se preocupa com a situação do calçadão. Para ele, as ocorrências têm aumentado. “É impressionante. Então, a gente pede que mude o planejamento do sistema de segurança da avenida Beira-Mar”, sugere.

Enomoto critica o traje dos policiais que, para ele, são inadequados para atuar na praia. “Eu acho que os policiais devem estar vestidos adequadamente, porque ele não vai correr na areia de calça e bota”, aponta.

Por meio de nota, a Polícia Militar do Ceará informou que a orla de Fortaleza é atendida pelo Batalhão de Policiamento Turístico (BPTUR), por meio de ação ostensiva e preventiva com viaturas e motocicletas e com o apoio da Força Tática (FT).

Além disso, a PM informou que diariamente são realizadas prisões de suspeitos por crime de roubo e furto, e que a orla do Calçadão da Beira Mar possui o maior número de PMs da cidade.

“Existem postos fixos na extensão do calçadão da Avenida Beira-Mar, como o posto avançado do Náutico, posto de apoio ao turista em frente ao restaurante Coco Bambu Frutos do Mar, base móvel na praça do riacho Maceió e base do vídeo monitoramento do Mercado dos Peixes, postos esses funcionando 24 horas. Além desses postos a orla do calçadão conta com a presença de duplas de policiais militares a cada 100 metros”, acrescentou.

A Polícia Militar informou ainda que o caso citado no vídeo tratou-se de um furto. Segundo o relações públicas da PM, coronel Andrade Mendonça, as turistas teriam pedido que um homem guardasse os objetos pessoais e foram furtadas enquanto tomavam banho.