Fortaleza registra sequência de assaltos violentos a ônibus, com mortos e feridos
SEM CONTROLE

Fortaleza registra sequência de assaltos violentos a ônibus e passageiros nesta semana

Em apenas quatro dias, três casos graves foram registrados em ônibus de Fortaleza, que viraram alvo da criminalidade

Por Matheus Ribeiro em Segurança Pública

28 de dezembro de 2016 às 12:21

Há 9 meses
Três assaltos foram registrados em menos de cinco dias em Fortaleza (FOTO: Roberta Tavares/Tribuna do Ceará)

Três assaltos foram registrados em apenas quatro dias em Fortaleza (FOTO: Roberta Tavares/Tribuna do Ceará)

Um adolescente, identificado como Mateus Inácio Braga, de 18 anos, foi esfaqueado durante um arrastão dentro de um ônibus, em Fortaleza, na tarde desta terça-feira (27). De acordo com o programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, o assalto aconteceu quando o veículo, que faz a linha 226 Antônio Bezerra/Messejana, transitava pela BR-116.

Durante a ação, pelo menos 30 passageiros estavam dentro do coletivo. Segundo um deles, que não quis se identificar, dois adolescentes armados de faca subiram no coletivo e pediram todos os pertences das vítimas.

Depois de recolher todo o material, um dos adolescentes desferiu três facadas contra o adolescente, que não reagiu.

Mateus Braga foi socorrido pelo motorista e pelo cobrador do ônibus até um hospital particular, localizado na Avenida Aguanambi. Após passar por exames e atendimentos médicos, o adolescente foi transferido sem correr risco de morte ao Instituto Doutor José Frota (IJF), no Centro. 

Por meio de nota, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que iniciativas para evitar assaltos e furtos em coletivos de Fortaleza têm sido realizadas constantemente. “A SSPDS informa que iniciativas voltadas para a prevenção e combate a ações delituosas nos coletivos da Capital e Região Metropolitana ocorrem por meio de ações como a Operação Coletivo Seguro, que vem sendo realizada desde fevereiro de 2014 e ocorre de forma sistemática nas Áreas Integradas de Segurança (AISs) de Fortaleza, além da Região Metropolitana. Os locais e horas das abordagens mudam conforme mapa estatístico que determina os locais de maior área de incidência”, relata trecho na nota.

A pasta ainda explica que a ação de prevenção envolve a Polícia Militar e a Guarda Municipal de Fortaleza. “Os agentes atuam nos terminais de ônibus de Fortaleza, graças a um termo de cooperação entre o Governo do Estado, a Prefeitura de Fortaleza e o Sindiônibus, assinado em maio de 2015, como parte do Programa Agenda Fortaleza. O trabalho é realizado nos sete terminais de ônibus de Fortaleza e nas praças Coração de Jesus e da Estação, ambas no Centro. O efetivo é composto por dois policiais militares e quatro guardas municipais, divididos em turnos, 24 horas por dia, em cada um dos terminais e praças. Nos locais, existem câmeras de vigilância que também auxiliam o trabalho dos agentes de segurança”.

A SSPDS ressalta ainda que atualmente estão sendo realizadas novas análises das estatísticas relacionadas às operações desenvolvidas no combate a criminalidade em coletivos. Com base nesse diagnóstico, a pasta garante que será possível realizar o planejamento de novas ações de combate ao crime de Crimes Violentos Contra o Patrimônio (CVP) nos transportes públicos. Por meio destes levantamentos, a secretaria ressalta que será possível implementar novas estratégias, visando intensificar e qualificar o trabalho e as abordagens que vem sendo realizadas nos transportes públicos de Fortaleza e Região Metropolitana.

Casos recorrente

Este não é a primeira ação criminosa que termina com vítimas nos últimos dias. No dia 24 de dezembro, pelo menos 10 passageiros tiveram que pular de um coletivo que fazia a linha Oliveira Paiva/Parangaba (041) para tentar fugir de um assalto.

Quatro homens embarcaram armados no coletivo e renderam o motorista. Após a ação, os criminosos afirmaram que iriam matar todos os passageiros do ônibus que, imediatamente, pularam do veículo.

Já nesta segunda-feira (26), uma quadrilha, composta por dois casais, realizou uma tentativa de assalto dentro do coletivo quanto ele estava na BR-222, na entrada do Conjunto Nova Metrópole. Os assaltantes mandaram o motorista mudar a roda para assaltar os passageiros.

Durante a ação, um homem que não foi identificado reagiu e começou um tiroteio. Várias pessoas foram atingidas e dois assaltantes foram mortos. As duas mulheres que participavam do crime foram presas. Segundo a população, os assaltos são constantes na região.

O Tribuna do Ceará tentou entrar em contato com o Sindionibus, mas até a publicação desta matéria as ligações não foram atendidas. A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) pediu que as perguntas fossem enviadas por email, mas não respondeu até a publicação desta matéria.

Publicidade

Dê sua opinião

SEM CONTROLE

Fortaleza registra sequência de assaltos violentos a ônibus e passageiros nesta semana

Em apenas quatro dias, três casos graves foram registrados em ônibus de Fortaleza, que viraram alvo da criminalidade

Por Matheus Ribeiro em Segurança Pública

28 de dezembro de 2016 às 12:21

Há 9 meses
Três assaltos foram registrados em menos de cinco dias em Fortaleza (FOTO: Roberta Tavares/Tribuna do Ceará)

Três assaltos foram registrados em apenas quatro dias em Fortaleza (FOTO: Roberta Tavares/Tribuna do Ceará)

Um adolescente, identificado como Mateus Inácio Braga, de 18 anos, foi esfaqueado durante um arrastão dentro de um ônibus, em Fortaleza, na tarde desta terça-feira (27). De acordo com o programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, o assalto aconteceu quando o veículo, que faz a linha 226 Antônio Bezerra/Messejana, transitava pela BR-116.

Durante a ação, pelo menos 30 passageiros estavam dentro do coletivo. Segundo um deles, que não quis se identificar, dois adolescentes armados de faca subiram no coletivo e pediram todos os pertences das vítimas.

Depois de recolher todo o material, um dos adolescentes desferiu três facadas contra o adolescente, que não reagiu.

Mateus Braga foi socorrido pelo motorista e pelo cobrador do ônibus até um hospital particular, localizado na Avenida Aguanambi. Após passar por exames e atendimentos médicos, o adolescente foi transferido sem correr risco de morte ao Instituto Doutor José Frota (IJF), no Centro. 

Por meio de nota, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que iniciativas para evitar assaltos e furtos em coletivos de Fortaleza têm sido realizadas constantemente. “A SSPDS informa que iniciativas voltadas para a prevenção e combate a ações delituosas nos coletivos da Capital e Região Metropolitana ocorrem por meio de ações como a Operação Coletivo Seguro, que vem sendo realizada desde fevereiro de 2014 e ocorre de forma sistemática nas Áreas Integradas de Segurança (AISs) de Fortaleza, além da Região Metropolitana. Os locais e horas das abordagens mudam conforme mapa estatístico que determina os locais de maior área de incidência”, relata trecho na nota.

A pasta ainda explica que a ação de prevenção envolve a Polícia Militar e a Guarda Municipal de Fortaleza. “Os agentes atuam nos terminais de ônibus de Fortaleza, graças a um termo de cooperação entre o Governo do Estado, a Prefeitura de Fortaleza e o Sindiônibus, assinado em maio de 2015, como parte do Programa Agenda Fortaleza. O trabalho é realizado nos sete terminais de ônibus de Fortaleza e nas praças Coração de Jesus e da Estação, ambas no Centro. O efetivo é composto por dois policiais militares e quatro guardas municipais, divididos em turnos, 24 horas por dia, em cada um dos terminais e praças. Nos locais, existem câmeras de vigilância que também auxiliam o trabalho dos agentes de segurança”.

A SSPDS ressalta ainda que atualmente estão sendo realizadas novas análises das estatísticas relacionadas às operações desenvolvidas no combate a criminalidade em coletivos. Com base nesse diagnóstico, a pasta garante que será possível realizar o planejamento de novas ações de combate ao crime de Crimes Violentos Contra o Patrimônio (CVP) nos transportes públicos. Por meio destes levantamentos, a secretaria ressalta que será possível implementar novas estratégias, visando intensificar e qualificar o trabalho e as abordagens que vem sendo realizadas nos transportes públicos de Fortaleza e Região Metropolitana.

Casos recorrente

Este não é a primeira ação criminosa que termina com vítimas nos últimos dias. No dia 24 de dezembro, pelo menos 10 passageiros tiveram que pular de um coletivo que fazia a linha Oliveira Paiva/Parangaba (041) para tentar fugir de um assalto.

Quatro homens embarcaram armados no coletivo e renderam o motorista. Após a ação, os criminosos afirmaram que iriam matar todos os passageiros do ônibus que, imediatamente, pularam do veículo.

Já nesta segunda-feira (26), uma quadrilha, composta por dois casais, realizou uma tentativa de assalto dentro do coletivo quanto ele estava na BR-222, na entrada do Conjunto Nova Metrópole. Os assaltantes mandaram o motorista mudar a roda para assaltar os passageiros.

Durante a ação, um homem que não foi identificado reagiu e começou um tiroteio. Várias pessoas foram atingidas e dois assaltantes foram mortos. As duas mulheres que participavam do crime foram presas. Segundo a população, os assaltos são constantes na região.

O Tribuna do Ceará tentou entrar em contato com o Sindionibus, mas até a publicação desta matéria as ligações não foram atendidas. A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) pediu que as perguntas fossem enviadas por email, mas não respondeu até a publicação desta matéria.