Fortaleza duplica número de homicídios e dispara como a capital mais violenta do Brasil

AUMENTO DE 98%

Fortaleza duplica número de homicídios e dispara como a capital mais violenta do Brasil

Segundo dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Fortaleza registrou um aumento de 98,8% no número de homicídios= doloso de 2016 a 2017

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

9 de agosto de 2018 às 14:54

Há 4 meses
Fortaleza é líder no número de homicídios

Fortaleza lidera ranking das cidades com os maiores casos de homicídio doloso (Foto: Reprodução/Barra Pesada)

Os números de homicídio doloso em Fortaleza duplicaram de 2016 para 2017, segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Os dados, divulgados nesta quinta-feira (9), mostraram que 1.931 assassinatos foram registrados no ano passado; enquanto, em 2016, a capital cearense contabilizou 965 casos. O crescimento de 98% colocou a capital cearense em 1º lugar do ranking de homicídio doloso, tornando-se a cidade mais violenta do País.

De acordo com o Fórum, Fortaleza “ganha” com “folga” da cidade do Rio de Janeiro. A capital carioca ocupa o segundo lugar no ranking com 1.492 homicídios, uma diferença de 439 casos. Apesar do alto número, o crescimento registrado no Rio corresponde a 12%, enquanto em Fortaleza a variação foi de 98,8%, a maior de todas as capitais brasileiras. Logo depois vem a cidade de Salvador e Manaus, com 1.325 e 961 casos de homicídio doloso, respectivamente.

Por outro lado, mais da metade das capitais brasileiras apresentaram redução no número de homicídios doloso no mesmo período. Ao todo, foram 16 que registraram um decréscimo, sendo Cuiabá a cidade com o maior índice de redução. Em 2016, a capital do Mato Grosso registrou 196 homicídios, enquanto em 2017 foram contabilizados 142 casos. A diferença corresponde a uma redução de 28%.

Morte Violentas Letais

O aumento expressivo também foi registrado em Fortaleza nos casos de mortes violentas letais (MVI). De acordo com os dados, de 2016 a 2017, o número de MVI cresceu 94%. A capital cearense fica atrás apenas da cidade do Rio de Janeiro na lista. Entretanto, ao contrário dos casos de homicídio doloso, a diferença entre as capitais é de 100 assassinatos.

Já em âmbito estadual, o Ceará lidera com a maior variação no número de casos entre 2016 e 2017 entre os outros estados brasileiros com um aumento de 48,6%. Em 2016, o Estado registrou 3.566 assassinatos, enquanto, no ano posterior, foram 5.332, correspondendo uma diferença de 1.766.

Os casos de morte violentas letais correspondem à soma das vítimas de homicídio doloso, latrocínio, lesão corporal seguida de morte e mortes decorrentes de intervenções policiais.

Publicidade

Dê sua opinião

AUMENTO DE 98%

Fortaleza duplica número de homicídios e dispara como a capital mais violenta do Brasil

Segundo dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Fortaleza registrou um aumento de 98,8% no número de homicídios= doloso de 2016 a 2017

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

9 de agosto de 2018 às 14:54

Há 4 meses
Fortaleza é líder no número de homicídios

Fortaleza lidera ranking das cidades com os maiores casos de homicídio doloso (Foto: Reprodução/Barra Pesada)

Os números de homicídio doloso em Fortaleza duplicaram de 2016 para 2017, segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Os dados, divulgados nesta quinta-feira (9), mostraram que 1.931 assassinatos foram registrados no ano passado; enquanto, em 2016, a capital cearense contabilizou 965 casos. O crescimento de 98% colocou a capital cearense em 1º lugar do ranking de homicídio doloso, tornando-se a cidade mais violenta do País.

De acordo com o Fórum, Fortaleza “ganha” com “folga” da cidade do Rio de Janeiro. A capital carioca ocupa o segundo lugar no ranking com 1.492 homicídios, uma diferença de 439 casos. Apesar do alto número, o crescimento registrado no Rio corresponde a 12%, enquanto em Fortaleza a variação foi de 98,8%, a maior de todas as capitais brasileiras. Logo depois vem a cidade de Salvador e Manaus, com 1.325 e 961 casos de homicídio doloso, respectivamente.

Por outro lado, mais da metade das capitais brasileiras apresentaram redução no número de homicídios doloso no mesmo período. Ao todo, foram 16 que registraram um decréscimo, sendo Cuiabá a cidade com o maior índice de redução. Em 2016, a capital do Mato Grosso registrou 196 homicídios, enquanto em 2017 foram contabilizados 142 casos. A diferença corresponde a uma redução de 28%.

Morte Violentas Letais

O aumento expressivo também foi registrado em Fortaleza nos casos de mortes violentas letais (MVI). De acordo com os dados, de 2016 a 2017, o número de MVI cresceu 94%. A capital cearense fica atrás apenas da cidade do Rio de Janeiro na lista. Entretanto, ao contrário dos casos de homicídio doloso, a diferença entre as capitais é de 100 assassinatos.

Já em âmbito estadual, o Ceará lidera com a maior variação no número de casos entre 2016 e 2017 entre os outros estados brasileiros com um aumento de 48,6%. Em 2016, o Estado registrou 3.566 assassinatos, enquanto, no ano posterior, foram 5.332, correspondendo uma diferença de 1.766.

Os casos de morte violentas letais correspondem à soma das vítimas de homicídio doloso, latrocínio, lesão corporal seguida de morte e mortes decorrentes de intervenções policiais.