Força Nacional deve chegar ao Ceará até este sábado, com 300 agentes e 30 carros

AGRAVAMENTO DA CRISE

Força Nacional deve chegar ao Ceará até este sábado, com 300 agentes e 30 carros

O governador Camilo Santana solicitou ao ministro Sérgio Moro suporte para combater série de ataques; Força Nacional deve ficar por 30 dias no Ceará

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

4 de janeiro de 2019 às 11:21

Há 2 meses
Força Nacional dará suporte às forças de segurança que já estão no Ceará. (Foto: Dorian Girão/TV Jangadeiro/Arquivo)

Força Nacional dará suporte às forças de segurança que já estão no Ceará. (Foto: Dorian Girão/TV Jangadeiro/Arquivo)

Agentes da Força Nacional de Segurança devem chegar ao Ceará até o sábado (5). O apoio foi solicitado pelo governador Camilo Santana (PT), em meio à série de ataques criminosos em Fortaleza e na Região Metropolitana. Segundo apuração do Tribuna do Ceará, devem ser enviados pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) 300 agentes e 30 carros.

Nota divulgada pelo MJSP nesta sexta-feira (4) informa que as tropas já estão a caminho do Ceará e atuarão por 30 dias em ações de segurança e apoio à Polícia Federal (PF), à Polícia Rodoviária Federal (PRF), ao Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e às forças policiais estaduais. Caso necessário, o prazo de atuação da FN poderá ser prorrogado.

O governador enviou ao Ministério da Justiça pedido de envio de homens da Força de Segurança Nacional após incêndios a ônibus e tentativas de explosões, inclusive em viadutos em Fortaleza e na Região Metropolitana.

O ministro Sérgio Moro decidiu enviar a Força Nacional “após os episódios de violência registrados e à dificuldade das forças locais combaterem sozinhas o crime organizado. Também foram consideradas a gravidade dos fatos, a necessidade de manutenção da segurança pública e o dever das forças policiais federais e estaduais de, por ação integrada, proteger a população civil e o patrimônio público e privado de novos incidentes”.

Confira a nota na íntegra:

Brasília, 04/01/2019 – Após determinar, na quinta-feira (3/1), a mobilização da Força Nacional de Segurança Pública (FN), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, autorizou nesta sexta-feira (4/1) o envio da tropa ao estado do Ceará. Cerca de 300 homens e 30 viaturas da Força Nacional seguem ainda hoje para o estado e atuarão por 30 dias em ações de segurança e apoio à Polícia Federal (PF), à Polícia Rodoviária Federal (PRF), ao Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e às forças policiais estaduais. Caso necessário, o prazo de atuação da FN poderá ser prorrogado.

A decisão foi tomada após os episódios de violência registrados e à dificuldade das forças locais combaterem sozinhas o crime organizado. Também foram consideradas a gravidade dos fatos, a necessidade de manutenção da segurança pública e o dever das forças policiais federais e estaduais de, por ação integrada, proteger a população civil e o patrimônio público e privado de novos incidentes.

Ainda foi determinado que as polícias federais intensifiquem as ações de prevenção e repressão ao crime organizado e que o Depen preste todo o apoio necessário para as ações de segurança pública no estado.

A forma de atuação será definida pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) do MJSP.

A decisão do MJSP atende à solicitação do governador do estado.

Confira a cobertura sobre o caso:

4/1 – Ceará atinge 3º dia de onda de terror com ataques a ônibus e prédios públicos e privados

4/1 – “Declaração do secretário sobre mudanças em presídios instigou ataques”, avalia especialista

3/1 – Viaduto que corre risco de desabar após ataque criminoso passa por operação emergencial

3/1 – Casal de idosos e motorista ficam feridos após ataque a ônibus 

3/1 – Camilo Santana pede apoio da Força Nacional e do Exército após ataques no Ceará 

3/1 – “Pensei que era um meteoro”, diz moradora após explosão em viaduto de Caucaia

3/1 – Secretário opta por não comentar ataques registrados um dia após anunciar mudanças em presídios 

3/1 – Polícia prende 9 suspeitos de envolvimento na onda de ataques na Grande Fortaleza

3/1 – Cartas espalhadas em viaduto atacado ameaçam Governo por mudanças no sistema prisional 

3/1 – Ônibus de Fortaleza vão circular normalmente mesmo após ataques, garante Sindionibus

3/1 – General Theophilo oferece intervenção federal após ataques no Ceará: “Está na mão do governador”

3/1 – Grande Fortaleza sofre onda de ataques um dia após secretário anunciar fim da divisão de facções em presídios

2/1 – “Haverá matança, se juntar detentos de facções diferentes no mesmo presídio”, alerta Copen

2/1 – Novo secretário promete fim da divisão de presídios por facções no Ceará

Publicidade

Dê sua opinião

AGRAVAMENTO DA CRISE

Força Nacional deve chegar ao Ceará até este sábado, com 300 agentes e 30 carros

O governador Camilo Santana solicitou ao ministro Sérgio Moro suporte para combater série de ataques; Força Nacional deve ficar por 30 dias no Ceará

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

4 de janeiro de 2019 às 11:21

Há 2 meses
Força Nacional dará suporte às forças de segurança que já estão no Ceará. (Foto: Dorian Girão/TV Jangadeiro/Arquivo)

Força Nacional dará suporte às forças de segurança que já estão no Ceará. (Foto: Dorian Girão/TV Jangadeiro/Arquivo)

Agentes da Força Nacional de Segurança devem chegar ao Ceará até o sábado (5). O apoio foi solicitado pelo governador Camilo Santana (PT), em meio à série de ataques criminosos em Fortaleza e na Região Metropolitana. Segundo apuração do Tribuna do Ceará, devem ser enviados pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) 300 agentes e 30 carros.

Nota divulgada pelo MJSP nesta sexta-feira (4) informa que as tropas já estão a caminho do Ceará e atuarão por 30 dias em ações de segurança e apoio à Polícia Federal (PF), à Polícia Rodoviária Federal (PRF), ao Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e às forças policiais estaduais. Caso necessário, o prazo de atuação da FN poderá ser prorrogado.

O governador enviou ao Ministério da Justiça pedido de envio de homens da Força de Segurança Nacional após incêndios a ônibus e tentativas de explosões, inclusive em viadutos em Fortaleza e na Região Metropolitana.

O ministro Sérgio Moro decidiu enviar a Força Nacional “após os episódios de violência registrados e à dificuldade das forças locais combaterem sozinhas o crime organizado. Também foram consideradas a gravidade dos fatos, a necessidade de manutenção da segurança pública e o dever das forças policiais federais e estaduais de, por ação integrada, proteger a população civil e o patrimônio público e privado de novos incidentes”.

Confira a nota na íntegra:

Brasília, 04/01/2019 – Após determinar, na quinta-feira (3/1), a mobilização da Força Nacional de Segurança Pública (FN), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, autorizou nesta sexta-feira (4/1) o envio da tropa ao estado do Ceará. Cerca de 300 homens e 30 viaturas da Força Nacional seguem ainda hoje para o estado e atuarão por 30 dias em ações de segurança e apoio à Polícia Federal (PF), à Polícia Rodoviária Federal (PRF), ao Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e às forças policiais estaduais. Caso necessário, o prazo de atuação da FN poderá ser prorrogado.

A decisão foi tomada após os episódios de violência registrados e à dificuldade das forças locais combaterem sozinhas o crime organizado. Também foram consideradas a gravidade dos fatos, a necessidade de manutenção da segurança pública e o dever das forças policiais federais e estaduais de, por ação integrada, proteger a população civil e o patrimônio público e privado de novos incidentes.

Ainda foi determinado que as polícias federais intensifiquem as ações de prevenção e repressão ao crime organizado e que o Depen preste todo o apoio necessário para as ações de segurança pública no estado.

A forma de atuação será definida pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) do MJSP.

A decisão do MJSP atende à solicitação do governador do estado.

Confira a cobertura sobre o caso:

4/1 – Ceará atinge 3º dia de onda de terror com ataques a ônibus e prédios públicos e privados

4/1 – “Declaração do secretário sobre mudanças em presídios instigou ataques”, avalia especialista

3/1 – Viaduto que corre risco de desabar após ataque criminoso passa por operação emergencial

3/1 – Casal de idosos e motorista ficam feridos após ataque a ônibus 

3/1 – Camilo Santana pede apoio da Força Nacional e do Exército após ataques no Ceará 

3/1 – “Pensei que era um meteoro”, diz moradora após explosão em viaduto de Caucaia

3/1 – Secretário opta por não comentar ataques registrados um dia após anunciar mudanças em presídios 

3/1 – Polícia prende 9 suspeitos de envolvimento na onda de ataques na Grande Fortaleza

3/1 – Cartas espalhadas em viaduto atacado ameaçam Governo por mudanças no sistema prisional 

3/1 – Ônibus de Fortaleza vão circular normalmente mesmo após ataques, garante Sindionibus

3/1 – General Theophilo oferece intervenção federal após ataques no Ceará: “Está na mão do governador”

3/1 – Grande Fortaleza sofre onda de ataques um dia após secretário anunciar fim da divisão de facções em presídios

2/1 – “Haverá matança, se juntar detentos de facções diferentes no mesmo presídio”, alerta Copen

2/1 – Novo secretário promete fim da divisão de presídios por facções no Ceará