Donos de paleteria negam sociedade com assassino confesso de bailarina


Donos de paleteria negam sociedade com assassino confesso de bailarina

O ex-namorado da bailarina cearense encontrada morta, usava o nome da El Mustache Paleteria indicando que era sócio da mesma

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

6 de novembro de 2015 às 11:00

Há 2 anos
Nota foi publicada na rede social da paleteria. (IMAGEM: Reprodução)

Nota foi publicada na rede social da paleteria. (IMAGEM: Reprodução)

Anderson Rodrigues Leitão, ex-namorado da bailarina cearense encontrada morta nesta quarta-feira (4), intitulava-se sócio da El Mustache Paleteria. Porém, a rede publicou uma nota informando que ele não tinha sociedade com a empresa e apenas participou de uma seleção, visitando alguns clientes. A nota diz que Anderson “não possuía autorização para apresentar-se como sócio em nenhuma mídia ou relação comercial”.

No Facebook, o rapaz informava o nome da empresa como local de trabalho, com o cargo de “sócio”. Na nota, a El Mustache Paleteria diz que solicitou formalmente ao Facebook a retirada do cargo de seu perfil pessoal. Na rede social, o perfil de Anderson não se encontra mais disponível. No fim, a empresa demonstra solidariedade e tristeza “com a angústia e tristeza de todos diante do ocorrido” e finaliza dizendo que acredita “no poder da Justiça para a solução desse caso”.

O crime

Ana Carolina foi encontrada morta na manhã de quarta (4), no apartamento em que morava, mas teria sido morta na última segunda-feira (2). A Polícia Civil paulista prendeu o ex-namorado suspeito do crime, que acabou confessando.

Os zeladores do prédio sentiram um cheiro forte vindo do 5º andar e foram até o apartamento verificar o que estava acontecendo. Ao chegar, tocaram a campainha, mas ninguém atendeu. Eles perceberam que a porta estava destravada, entraram e encontraram o corpo na cama do quarto.

Anderson, em entrevista ao SBT, confessou que assassinou a dançarina porque ela seria garota de programa. Ele disse que “perdeu a cabeça” quando viu mensagens no celular da ex-namorada que sugeriam conversas com supostos clientes. “Eu mexi no celular dela e ela se irritou. Porque eu tinha visto uma conversa dela com cliente”.

Mãe de Ana Carolina acusa ex-namorado de crime premeditado (FOTO: Reprodução Facebook)

Mãe de Ana Carolina acusa ex-namorado de crime premeditado (FOTO: Reprodução Facebook)

Ciúmes

Em entrevista à TV Bandeirantes, Antônia Holanda, mãe da bailarina falou sobre os ciúmes de Anderson e ressaltou ter certeza de que o crime foi premeditado.“Ele era muito pegajoso. Ela reclamava e decidiu terminar. Mas ele ligava 150 vezes no dia para ela. Ele tirou o sossego dela totalmente. E a gente não percebeu o quanto ele estava sufocando”.

A mãe desabafou não acreditar que Anderson cometeria tal crime, por ele ter frequentado sua casa e ter se passado por amigo. “Quando ele terminou com minha filha, dei apoio psicológico, levei ele para a missa para que ele deixasse minha filha seguir a vida”.

Corpo

A família passou a tarde no Instituto Médico Legal (IML), onde o corpo está. Como ainda passa por investigações, ele ainda não foi liberado. Parentes ainda não decidiram se o corpo será cremado ou enterrado no Ceará.

A vítima era formada em administração e representou Fortaleza em um concurso para ser a nova bailarina do programa de Faustão, na TV Globo. A paixão pela dança veio cedo, desde a infância. Na escola, ela fez jazz e balé.

Relembre as matérias do caso:

5 de novembro – Mãe de dançarina morta revela que ex-namorado ficou muito ciumento após concurso de TV

5 de novembro – Ex-namorado de dançarina morta já destruiu elevador de prédio onde ela morava

5 de novembro – Dançarina cearense gravou áudio dias antes da morte por assédio do ex-namorado

5 de novembro – Ex-namorado de bailarina disse que a matou porque ela era garota de programa

4 de novembro – Dançarina cearense é encontrada morta em seu apartamento em São Paulo

 

Publicidade

Dê sua opinião

Donos de paleteria negam sociedade com assassino confesso de bailarina

O ex-namorado da bailarina cearense encontrada morta, usava o nome da El Mustache Paleteria indicando que era sócio da mesma

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

6 de novembro de 2015 às 11:00

Há 2 anos
Nota foi publicada na rede social da paleteria. (IMAGEM: Reprodução)

Nota foi publicada na rede social da paleteria. (IMAGEM: Reprodução)

Anderson Rodrigues Leitão, ex-namorado da bailarina cearense encontrada morta nesta quarta-feira (4), intitulava-se sócio da El Mustache Paleteria. Porém, a rede publicou uma nota informando que ele não tinha sociedade com a empresa e apenas participou de uma seleção, visitando alguns clientes. A nota diz que Anderson “não possuía autorização para apresentar-se como sócio em nenhuma mídia ou relação comercial”.

No Facebook, o rapaz informava o nome da empresa como local de trabalho, com o cargo de “sócio”. Na nota, a El Mustache Paleteria diz que solicitou formalmente ao Facebook a retirada do cargo de seu perfil pessoal. Na rede social, o perfil de Anderson não se encontra mais disponível. No fim, a empresa demonstra solidariedade e tristeza “com a angústia e tristeza de todos diante do ocorrido” e finaliza dizendo que acredita “no poder da Justiça para a solução desse caso”.

O crime

Ana Carolina foi encontrada morta na manhã de quarta (4), no apartamento em que morava, mas teria sido morta na última segunda-feira (2). A Polícia Civil paulista prendeu o ex-namorado suspeito do crime, que acabou confessando.

Os zeladores do prédio sentiram um cheiro forte vindo do 5º andar e foram até o apartamento verificar o que estava acontecendo. Ao chegar, tocaram a campainha, mas ninguém atendeu. Eles perceberam que a porta estava destravada, entraram e encontraram o corpo na cama do quarto.

Anderson, em entrevista ao SBT, confessou que assassinou a dançarina porque ela seria garota de programa. Ele disse que “perdeu a cabeça” quando viu mensagens no celular da ex-namorada que sugeriam conversas com supostos clientes. “Eu mexi no celular dela e ela se irritou. Porque eu tinha visto uma conversa dela com cliente”.

Mãe de Ana Carolina acusa ex-namorado de crime premeditado (FOTO: Reprodução Facebook)

Mãe de Ana Carolina acusa ex-namorado de crime premeditado (FOTO: Reprodução Facebook)

Ciúmes

Em entrevista à TV Bandeirantes, Antônia Holanda, mãe da bailarina falou sobre os ciúmes de Anderson e ressaltou ter certeza de que o crime foi premeditado.“Ele era muito pegajoso. Ela reclamava e decidiu terminar. Mas ele ligava 150 vezes no dia para ela. Ele tirou o sossego dela totalmente. E a gente não percebeu o quanto ele estava sufocando”.

A mãe desabafou não acreditar que Anderson cometeria tal crime, por ele ter frequentado sua casa e ter se passado por amigo. “Quando ele terminou com minha filha, dei apoio psicológico, levei ele para a missa para que ele deixasse minha filha seguir a vida”.

Corpo

A família passou a tarde no Instituto Médico Legal (IML), onde o corpo está. Como ainda passa por investigações, ele ainda não foi liberado. Parentes ainda não decidiram se o corpo será cremado ou enterrado no Ceará.

A vítima era formada em administração e representou Fortaleza em um concurso para ser a nova bailarina do programa de Faustão, na TV Globo. A paixão pela dança veio cedo, desde a infância. Na escola, ela fez jazz e balé.

Relembre as matérias do caso:

5 de novembro – Mãe de dançarina morta revela que ex-namorado ficou muito ciumento após concurso de TV

5 de novembro – Ex-namorado de dançarina morta já destruiu elevador de prédio onde ela morava

5 de novembro – Dançarina cearense gravou áudio dias antes da morte por assédio do ex-namorado

5 de novembro – Ex-namorado de bailarina disse que a matou porque ela era garota de programa

4 de novembro – Dançarina cearense é encontrada morta em seu apartamento em São Paulo