Diretores de cinema citados por acusado de assédio sexual em teste de atrizes repudiam caso


Diretores de cinema citados por suspeito de assédio sexual em teste de atrizes repudiam caso

Nomes de profissionais foram usados para convencer atrizes a participar de um teste que envolvia cenas de sexo e estupro, realizado no Cuca da Barra do Ceará

Por Wolney Batista em Segurança Pública

14 de Fevereiro de 2015 às 13:00

Há 4 anos
Convite para o teste era feito pelo Facebook (FOTO: Reprodução)

Convite para o teste era feito pelo Facebook (FOTO: Reprodução)

Os diretores e produtores citados como parte da equipe do filme Barra do Ceará, que seria realizado pelo suposto diretor de cinema Raphael Fyah, negaram qualquer tipo de envolvimento com a produção. Os nomes de alguns artistas cearenses foram usados pelo homem para convencer atrizes a participar de um teste que envolvia cenas de sexo e estupro. Cerca de 30 mulheres declararam ter sido enganadas. O caso foi revelado com exclusividade pelo Tribuna do Ceará na última quinta-feira (12).

Em uma conversa com uma das candidatas ao teste, Raphael chegou a mencionar que estaria em negociação com o ator e diretor Cleo Magalhães para integrar a produção do filme, e que a contratação do profissional seria em breve.

Cleo desmentiu a informação. “Eu realmente não tenho nada a ver com esse filme, não conheco este rapaz, troquei uma meia duzia de emails com ele. Já publiquei uma nota no meu mural [do Facebook] para esclarecer e evitar que outras atrizes acreditassem que meu nome estivesse confirmado na equipe técnica da tal produção”. Ele informou também que ofereceu cópias dos emails para uma das denunciantes, caso precise para uma investigação.

CONVERSAS DE MICHELLE E RAPHAEL
CONVERSAS DE MICHELLE E RAPHAEL
CONVERSAS DE MICHELLE E RAPHAEL
CONVERSAS DE MICHELLE E RAPHAEL
CONVERSAS DE MICHELLE E RAPHAEL
CONVERSAS DE MICHELLE E RAPHAEL
CONVERSAS DE MICHELLE E RAPHAEL
CONVERSAS DE MICHELLE E RAPHAEL
CONVERSA ENTRE PRISCYLLA PINHO E RAPHAEL
CONVERSA ENTRE PRISCYLLA PINHO E RAPHAEL
CONVERSA ENTRE PRISCYLLA PINHO E RAPHAEL
CONVERSA ENTRE PRISCYLLA PINHO E RAPHAEL

 Raphael também referiu-se a outro conhecido artista cearense, que pediu para não ser citado, como parte da equipe do filme, de acordo com Michelle Gandolphi, uma das moças que o acusa de assédio. Mas a história também foi refutada. “Não tenho nenhuma relação com a equipe desse filme, nem como ator, nem como produtor. Não trabalho com cinema, minha história é no teatro”, declarou.

O artista disse ainda que situações de assédio são frequentes em relações de poder, mas que não tem conhecimento sobre o comportamento no cenário artístico do estado. “Eu desconheço essa prática e colegas que façam isso. Isso tem que ser apurado, e ele tem que ser punido”, completou.

O camarim do teatro do Cuca Barra foi o local para dos testes (FOTO: Rubêns Venâncio)

O camarim do teatro do Cuca Barra foi o local para dos testes (FOTO: Rubêns Venâncio)

O caso

O suposto diretor de cinema fez contato com atrizes por meio do Facebook para um teste de seleção para o filme Barra do Ceará, em que ele seria o ator, produtor e diretor. Uma das candidatas chegou a realizar a seleção no camarim do Cuca da Barra do Ceará, equipamento de cultura e lazer mantido pela Prefeitura de Fortaleza. Ela relata que teve que tirar a blusa e a calcinha e ficar apenas de saia, enquanto ele, também sem roupa, simulava o ato sexual.

O delegado Sidney Furtado, do 33º Distrito Policial, da Barra do Ceará, que acompanha o caso, informou que o verdadeiro nome do rapaz é Francisco Raphael da Costa Silva, e que é conhecido pela polícia como Dentinho. Ele já responde a cinco acusações por estelionato. Os golpes costumam ser contra empresas de turismo e de eventos. No caso do filme, cinco atrizes já formalizaram denúncia na delegacia.

Relembre as matérias sobre o caso:

12 de fevereiro – Alunas de teatro denunciam assédio sexual em teste para suposto filme em Fortaleza

12 de fevereiro – Diretor de cinema muda versão e admite que realizou teste com atriz para filme

13 de fevereiro – Veja como seriam as cenas de sexo e estupro de teste de atrizes para suposto filme em Fortaleza

13 de fevereiro – Polícia instaura inquérito para investigar suposto diretor de cinema denunciado por atrizes

14 de fevereiro – Aluna de cinema teve nome usado para convencer atrizes a fazer teste de cenas de sexo

Publicidade

Dê sua opinião

Diretores de cinema citados por suspeito de assédio sexual em teste de atrizes repudiam caso

Nomes de profissionais foram usados para convencer atrizes a participar de um teste que envolvia cenas de sexo e estupro, realizado no Cuca da Barra do Ceará

Por Wolney Batista em Segurança Pública

14 de Fevereiro de 2015 às 13:00

Há 4 anos
Convite para o teste era feito pelo Facebook (FOTO: Reprodução)

Convite para o teste era feito pelo Facebook (FOTO: Reprodução)

Os diretores e produtores citados como parte da equipe do filme Barra do Ceará, que seria realizado pelo suposto diretor de cinema Raphael Fyah, negaram qualquer tipo de envolvimento com a produção. Os nomes de alguns artistas cearenses foram usados pelo homem para convencer atrizes a participar de um teste que envolvia cenas de sexo e estupro. Cerca de 30 mulheres declararam ter sido enganadas. O caso foi revelado com exclusividade pelo Tribuna do Ceará na última quinta-feira (12).

Em uma conversa com uma das candidatas ao teste, Raphael chegou a mencionar que estaria em negociação com o ator e diretor Cleo Magalhães para integrar a produção do filme, e que a contratação do profissional seria em breve.

Cleo desmentiu a informação. “Eu realmente não tenho nada a ver com esse filme, não conheco este rapaz, troquei uma meia duzia de emails com ele. Já publiquei uma nota no meu mural [do Facebook] para esclarecer e evitar que outras atrizes acreditassem que meu nome estivesse confirmado na equipe técnica da tal produção”. Ele informou também que ofereceu cópias dos emails para uma das denunciantes, caso precise para uma investigação.

CONVERSAS DE MICHELLE E RAPHAEL
CONVERSAS DE MICHELLE E RAPHAEL
CONVERSAS DE MICHELLE E RAPHAEL
CONVERSAS DE MICHELLE E RAPHAEL
CONVERSAS DE MICHELLE E RAPHAEL
CONVERSAS DE MICHELLE E RAPHAEL
CONVERSAS DE MICHELLE E RAPHAEL
CONVERSAS DE MICHELLE E RAPHAEL
CONVERSA ENTRE PRISCYLLA PINHO E RAPHAEL
CONVERSA ENTRE PRISCYLLA PINHO E RAPHAEL
CONVERSA ENTRE PRISCYLLA PINHO E RAPHAEL
CONVERSA ENTRE PRISCYLLA PINHO E RAPHAEL

 Raphael também referiu-se a outro conhecido artista cearense, que pediu para não ser citado, como parte da equipe do filme, de acordo com Michelle Gandolphi, uma das moças que o acusa de assédio. Mas a história também foi refutada. “Não tenho nenhuma relação com a equipe desse filme, nem como ator, nem como produtor. Não trabalho com cinema, minha história é no teatro”, declarou.

O artista disse ainda que situações de assédio são frequentes em relações de poder, mas que não tem conhecimento sobre o comportamento no cenário artístico do estado. “Eu desconheço essa prática e colegas que façam isso. Isso tem que ser apurado, e ele tem que ser punido”, completou.

O camarim do teatro do Cuca Barra foi o local para dos testes (FOTO: Rubêns Venâncio)

O camarim do teatro do Cuca Barra foi o local para dos testes (FOTO: Rubêns Venâncio)

O caso

O suposto diretor de cinema fez contato com atrizes por meio do Facebook para um teste de seleção para o filme Barra do Ceará, em que ele seria o ator, produtor e diretor. Uma das candidatas chegou a realizar a seleção no camarim do Cuca da Barra do Ceará, equipamento de cultura e lazer mantido pela Prefeitura de Fortaleza. Ela relata que teve que tirar a blusa e a calcinha e ficar apenas de saia, enquanto ele, também sem roupa, simulava o ato sexual.

O delegado Sidney Furtado, do 33º Distrito Policial, da Barra do Ceará, que acompanha o caso, informou que o verdadeiro nome do rapaz é Francisco Raphael da Costa Silva, e que é conhecido pela polícia como Dentinho. Ele já responde a cinco acusações por estelionato. Os golpes costumam ser contra empresas de turismo e de eventos. No caso do filme, cinco atrizes já formalizaram denúncia na delegacia.

Relembre as matérias sobre o caso:

12 de fevereiro – Alunas de teatro denunciam assédio sexual em teste para suposto filme em Fortaleza

12 de fevereiro – Diretor de cinema muda versão e admite que realizou teste com atriz para filme

13 de fevereiro – Veja como seriam as cenas de sexo e estupro de teste de atrizes para suposto filme em Fortaleza

13 de fevereiro – Polícia instaura inquérito para investigar suposto diretor de cinema denunciado por atrizes

14 de fevereiro – Aluna de cinema teve nome usado para convencer atrizes a fazer teste de cenas de sexo