Dez presos são mortos em Itapajé; Para especialista, ataque foi uma resposta à chacina

NOVA MATANÇA

Dez presos são mortos em Itapajé; Para especialista, ataque foi uma resposta à chacina

Conselho Penitenciário acredita que o ataque foi uma resposta do Comando Vermelho à chacina feita pela GDE nas Cajazeiras

Por Daniel Rocha em Segurança Pública

29 de janeiro de 2018 às 13:05

Há 1 ano

A ocorrência seria uma resposta à chacina de Cajazeiras (Foto: Luizinho da Rádio)

Um conflito entre facções criminosas resultou em mortes na manhã desta segunda-feira (29) na cadeia pública do município de Itapajé, a 130 km de Fortaleza. De acordo com a Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado do Ceará (Sejus), foram contabilizados 10 mortos e seis feridos.

O caso aconteceu por volta das 8h. “Policiais do município e agentes penitenciários do Grupo de Operações Regionais realizaram a intervenção, controlando a cadeia”, disse a Sejus em nota.

Segundo o presidente do Conselho Penitenciário do Estado do Ceará, Cláudio Justa, o ataque é uma resposta do Comando Vermelho (CV) contra a chacina de Cajazeiras realizado pela facção Guardiões do Estado (GDE) na madrugada deste sábado (27). Os detentos foram mortos com armas brancas e armas de fogo. Cláudio alerta que o conflito ocorreu em decorrência das condições das penitenciárias.

“Nos grandes presídios, há a separação radical conforme a organização criminosa. Já no interior do Estado, detentos de facções diferentes se encontram na mesma unidade prisional”, frisa.

Ao ser questionado como os presos conseguiram ter acesso a armas de fogos, Cláudio destaca o alto número de presos, grupos organizados dentro e fora dos presídios e péssimas condições de trabalhos dos agentes como fatores que propiciaram os presos o acesso ao armamento.

“Entram (as armas de fogo) de forma clandestina da mesma forma que entram os celulares. O agente penitenciário fica muito vulnerável em detrimento do nível das organizações dentro e fora dos presídios”, explica.

Acompanhe o caso:

29/1 – 50% dos 5 mil mortos em 2017 faziam parte de facções, aponta secretário de Segurança

29/1 – Grande Fortaleza teve fim de semana mais violento do ano, com pelo menos 47 assassinatos

29/1 – “Governos não pedem apoio federal por questão política”, diz ministro da Justiça após fala de Camilo

29/1 – Garota de 19 anos havia ido comprar lanche quando foi morta em chacina

29/1 – 8 dos 14 mortos em chacina tinham até 25 anos. Veja os nomes das vítimas

28/1 – Cinco suspeitos de chacina já foram identificados, anuncia Camilo Santana

28/1 – “Preto e pobre vira estatística quando morre”, lamenta sobrinha de vendedor morto em chacina

28/1 – “Violência no Ceará não é caso isolado”, afirma sociólogo após maior chacina no estado

27/1 – Mãe da vendedora de lanches morta em chacina decide doar órgãos

27/1 – Motorista de Uber levava passageiro quando foi atingido por tiros na Chacina das Cajazeiras

27/1 – Facção assume autoria de Chacina das Cajazeiras; Facção rival promete revanche

27/1 – Sobrevivente detalha momentos de terror durante maior chacina do Ceará

27/1 – Preso o 1º suspeito de chacina que deixou pelo menos 14 mortos em Fortaleza

27/1 – “Não há motivo para pânico”, declara secretário da Segurança Pública após maior chacina no Ceará

27/1 – Número de homicídios no Ceará saltou 545% nos últimos 20 anos

27/1 – Presidente do Sinpol culpa Governo por chacina: “Governo negou existência de facções por muito tempo”

27/1 – Chacina das Cajazeiras deixa pelo menos 14 mortos durante festa

29/1 – Garota de 19 anos havia ido comprar lanche quando foi morta em chacina

29/1- 8 dos 14 mortos em chacina tinham até 25 anos. Veja os nomes das vítimas

Publicidade

Dê sua opinião

NOVA MATANÇA

Dez presos são mortos em Itapajé; Para especialista, ataque foi uma resposta à chacina

Conselho Penitenciário acredita que o ataque foi uma resposta do Comando Vermelho à chacina feita pela GDE nas Cajazeiras

Por Daniel Rocha em Segurança Pública

29 de janeiro de 2018 às 13:05

Há 1 ano

A ocorrência seria uma resposta à chacina de Cajazeiras (Foto: Luizinho da Rádio)

Um conflito entre facções criminosas resultou em mortes na manhã desta segunda-feira (29) na cadeia pública do município de Itapajé, a 130 km de Fortaleza. De acordo com a Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado do Ceará (Sejus), foram contabilizados 10 mortos e seis feridos.

O caso aconteceu por volta das 8h. “Policiais do município e agentes penitenciários do Grupo de Operações Regionais realizaram a intervenção, controlando a cadeia”, disse a Sejus em nota.

Segundo o presidente do Conselho Penitenciário do Estado do Ceará, Cláudio Justa, o ataque é uma resposta do Comando Vermelho (CV) contra a chacina de Cajazeiras realizado pela facção Guardiões do Estado (GDE) na madrugada deste sábado (27). Os detentos foram mortos com armas brancas e armas de fogo. Cláudio alerta que o conflito ocorreu em decorrência das condições das penitenciárias.

“Nos grandes presídios, há a separação radical conforme a organização criminosa. Já no interior do Estado, detentos de facções diferentes se encontram na mesma unidade prisional”, frisa.

Ao ser questionado como os presos conseguiram ter acesso a armas de fogos, Cláudio destaca o alto número de presos, grupos organizados dentro e fora dos presídios e péssimas condições de trabalhos dos agentes como fatores que propiciaram os presos o acesso ao armamento.

“Entram (as armas de fogo) de forma clandestina da mesma forma que entram os celulares. O agente penitenciário fica muito vulnerável em detrimento do nível das organizações dentro e fora dos presídios”, explica.

Acompanhe o caso:

29/1 – 50% dos 5 mil mortos em 2017 faziam parte de facções, aponta secretário de Segurança

29/1 – Grande Fortaleza teve fim de semana mais violento do ano, com pelo menos 47 assassinatos

29/1 – “Governos não pedem apoio federal por questão política”, diz ministro da Justiça após fala de Camilo

29/1 – Garota de 19 anos havia ido comprar lanche quando foi morta em chacina

29/1 – 8 dos 14 mortos em chacina tinham até 25 anos. Veja os nomes das vítimas

28/1 – Cinco suspeitos de chacina já foram identificados, anuncia Camilo Santana

28/1 – “Preto e pobre vira estatística quando morre”, lamenta sobrinha de vendedor morto em chacina

28/1 – “Violência no Ceará não é caso isolado”, afirma sociólogo após maior chacina no estado

27/1 – Mãe da vendedora de lanches morta em chacina decide doar órgãos

27/1 – Motorista de Uber levava passageiro quando foi atingido por tiros na Chacina das Cajazeiras

27/1 – Facção assume autoria de Chacina das Cajazeiras; Facção rival promete revanche

27/1 – Sobrevivente detalha momentos de terror durante maior chacina do Ceará

27/1 – Preso o 1º suspeito de chacina que deixou pelo menos 14 mortos em Fortaleza

27/1 – “Não há motivo para pânico”, declara secretário da Segurança Pública após maior chacina no Ceará

27/1 – Número de homicídios no Ceará saltou 545% nos últimos 20 anos

27/1 – Presidente do Sinpol culpa Governo por chacina: “Governo negou existência de facções por muito tempo”

27/1 – Chacina das Cajazeiras deixa pelo menos 14 mortos durante festa

29/1 – Garota de 19 anos havia ido comprar lanche quando foi morta em chacina

29/1- 8 dos 14 mortos em chacina tinham até 25 anos. Veja os nomes das vítimas