Delegacia pedirá medida protetiva à jovem agredida pelo ex-namorado no Ceará
INVESTIGAÇÃO

Delegacia pedirá medida protetiva à jovem agredida pelo ex-namorado no Ceará

O caso repercutiu nas redes sociais depois da divulgação do vídeo que mostrava toda a ação registrada em Canindé

Por Roberta Tavares em Segurança Pública

27 de novembro de 2016 às 14:58

Há 6 meses
O homem tem 23 anos e é ex-namorado da vítima (FOTO: Divulgação)

O homem tem 23 anos e é ex-namorado da vítima (FOTO: Divulgação)

Após uma jovem ser agredida pelo ex-namorado em Canindé, no interior do Ceará, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que será solicitada, junto ao Poder Judiciário, uma medida protetiva para a vítima.

O caso repercutiu nas redes sociais depois da divulgação do vídeo que mostrava toda a ação. Nas imagens era possível ver três mulheres em uma mesa de um restaurante. Em seguida, aparece um homem, que agride uma delas, dá tapas no rosto e puxa os cabelos. Ele a arrasta para fora do estabelecimento, e é seguido pelas amigas da vítima, que tentam intervir.

Segundo a SSPDS, a investigação está à cargo da Delegacia Regional de Canindé. “A polícia está tomando as medidas cabíveis para capturar o agressor e enquadrá-lo criminalmente pela ação”, informou em nota.

Em entrevista ao Tribuna do Ceará, o escrivão Rômulo Viana afirmou que os envolvidos são ex-namorados. “Eles haviam terminado o relacionamento há 2 meses. Ela tinha trocado até o número do celular. Descontrolado, o homem a viu e saiu arrastando a moça pelos cabelos”, explicou o escrivão Rômulo Viana. A causa da agressão e os nomes dos envolvidos não foram divulgados.

Medida protetiva

A medida protetiva é um dos mecanismos criados pela lei para coibir e prevenir a violência doméstica e familiar. As medidas protetivas podem ser o afastamento do agressor do lar ou local de convivência com a vítima, a fixação de limite mínimo de distância de que o agressor fica proibido de ultrapassar em relação à vítima e a suspensão da posse ou restrição do porte de armas, se for o caso.

O agressor também pode ser proibido de entrar em contato com a vítima, seus familiares e testemunhas por qualquer meio ou, ainda, deverá obedecer à restrição ou suspensão de visitas aos dependentes menores, ouvida a equipe de atendimento multidisciplinar ou serviço militar. Outra medida que pode ser aplicada pelo juiz em proteção à mulher vítima de violência é a obrigação de o agressor pagar pensão alimentícia provisional ou alimentos provisórios.

Assista às imagens:

Publicidade

Dê sua opinião

INVESTIGAÇÃO

Delegacia pedirá medida protetiva à jovem agredida pelo ex-namorado no Ceará

O caso repercutiu nas redes sociais depois da divulgação do vídeo que mostrava toda a ação registrada em Canindé

Por Roberta Tavares em Segurança Pública

27 de novembro de 2016 às 14:58

Há 6 meses
O homem tem 23 anos e é ex-namorado da vítima (FOTO: Divulgação)

O homem tem 23 anos e é ex-namorado da vítima (FOTO: Divulgação)

Após uma jovem ser agredida pelo ex-namorado em Canindé, no interior do Ceará, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que será solicitada, junto ao Poder Judiciário, uma medida protetiva para a vítima.

O caso repercutiu nas redes sociais depois da divulgação do vídeo que mostrava toda a ação. Nas imagens era possível ver três mulheres em uma mesa de um restaurante. Em seguida, aparece um homem, que agride uma delas, dá tapas no rosto e puxa os cabelos. Ele a arrasta para fora do estabelecimento, e é seguido pelas amigas da vítima, que tentam intervir.

Segundo a SSPDS, a investigação está à cargo da Delegacia Regional de Canindé. “A polícia está tomando as medidas cabíveis para capturar o agressor e enquadrá-lo criminalmente pela ação”, informou em nota.

Em entrevista ao Tribuna do Ceará, o escrivão Rômulo Viana afirmou que os envolvidos são ex-namorados. “Eles haviam terminado o relacionamento há 2 meses. Ela tinha trocado até o número do celular. Descontrolado, o homem a viu e saiu arrastando a moça pelos cabelos”, explicou o escrivão Rômulo Viana. A causa da agressão e os nomes dos envolvidos não foram divulgados.

Medida protetiva

A medida protetiva é um dos mecanismos criados pela lei para coibir e prevenir a violência doméstica e familiar. As medidas protetivas podem ser o afastamento do agressor do lar ou local de convivência com a vítima, a fixação de limite mínimo de distância de que o agressor fica proibido de ultrapassar em relação à vítima e a suspensão da posse ou restrição do porte de armas, se for o caso.

O agressor também pode ser proibido de entrar em contato com a vítima, seus familiares e testemunhas por qualquer meio ou, ainda, deverá obedecer à restrição ou suspensão de visitas aos dependentes menores, ouvida a equipe de atendimento multidisciplinar ou serviço militar. Outra medida que pode ser aplicada pelo juiz em proteção à mulher vítima de violência é a obrigação de o agressor pagar pensão alimentícia provisional ou alimentos provisórios.

Assista às imagens: