Dançarina cearense gravou áudio dias antes da morte por desespero com assédio do ex-namorado


Dançarina cearense gravou áudio dias antes da morte por assédio do ex-namorado

Na gravação, Ana Carolina de Souza Vieira revelava não saber mais o que fazer, e reclamava que o ex seria uma “tortura” em sua vida

Por Hayanne Narlla em Segurança Pública

5 de novembro de 2015 às 16:00

Há 3 anos
Ana Carolina foi encontrada morta e ex confessou crime (FOTO: Reprodução Vídeo Gshow)

Ana Carolina foi encontrada morta e ex confessou crime (FOTO: Reprodução Vídeo Gshow)

A dançarina cearense que foi assassinada em São Paulo gravou um áudio em que denunciava o assédio sofrido pelo ex-namorado. Na gravação, Ana Carolina de Souza Vieira, que tinha 30 anos, revelava não saber mais o que fazer. E que Anderson Rodrigues Leitão, de 27 anos, seria uma “tortura” em sua vida.

“Eu não aguento mais o Anderson me ligando, cara. Ah, meu Deus. É uma tortura! Eu não sei mais o que fazer, não sei mais a quem pedir! Ah, meu Deus do céu, o que eu faço?”. O áudio gravado foi enviado por meio do Whatsapp para parentes próximos.

Ana Carolina teria, inclusive, pedido ao porteiro para que não deixasse o ex subir em seu apartamento, localizado em São Paulo.

Nesta quarta-feira (10), a família de Ana Carolina saiu de Fortaleza e desembarcou no Aeroporto de Cumbica, em São Paulo. Emocionado, o padrasto da dançarina falou rapidamente. “A gente sabe por Whatsapp o ocorrido. A gente não esperava isso. O sentimento agora é de tentar levar o corpo para Fortaleza”, disse. Questionando sobre o comportamento da enteada, o parente disse apenas que ela era uma pessoa tranquila.

Ana Carolina participou do concurso para ser bailarina do Faustão em junho de 2015 (FOTO: Reprodução Facebook)

Ana Carolina participou do concurso para ser bailarina do Faustão em junho de 2015 (FOTO: Reprodução Facebook)

Confissão do crime

Ana Carolina foi encontrada morta na manhã de quarta, no apartamento em que morava, mas teria sido morta na última segunda-feira (2). A Polícia Civil paulista prendeu o ex-namorado suspeito do crime, que acabou confessando.

Os zeladores do prédio sentiram um cheiro forte vindo do 5º andar e foram até o apartamento verificar o que estava acontecendo. Ao chegar, tocaram a campainha, mas ninguém atendeu. Eles perceberam que a porta estava destravada, entraram e encontraram o corpo na cama do quarto.

Anderson, em entrevista ao SBT, confessou que assassinou a dançarina porque ela seria garota de programa. Ele disse que “perdeu a cabeça” quando viu mensagens no celular da ex-namorada que sugeriam conversas com supostos clientes. “Eu mexi no celular dela e ela se irritou. Porque eu tinha visto uma conversa dela com cliente”.

Concurso global

Ana Carolina Vieira era formada em administração e representou Fortaleza em um concurso para ser a nova bailarina do programa de Faustão, na TV Globo. A paixão pela dança veio cedo, desde a infância. Na escola, ela fez jazz e balé.

Publicidade

Dê sua opinião

Dançarina cearense gravou áudio dias antes da morte por assédio do ex-namorado

Na gravação, Ana Carolina de Souza Vieira revelava não saber mais o que fazer, e reclamava que o ex seria uma “tortura” em sua vida

Por Hayanne Narlla em Segurança Pública

5 de novembro de 2015 às 16:00

Há 3 anos
Ana Carolina foi encontrada morta e ex confessou crime (FOTO: Reprodução Vídeo Gshow)

Ana Carolina foi encontrada morta e ex confessou crime (FOTO: Reprodução Vídeo Gshow)

A dançarina cearense que foi assassinada em São Paulo gravou um áudio em que denunciava o assédio sofrido pelo ex-namorado. Na gravação, Ana Carolina de Souza Vieira, que tinha 30 anos, revelava não saber mais o que fazer. E que Anderson Rodrigues Leitão, de 27 anos, seria uma “tortura” em sua vida.

“Eu não aguento mais o Anderson me ligando, cara. Ah, meu Deus. É uma tortura! Eu não sei mais o que fazer, não sei mais a quem pedir! Ah, meu Deus do céu, o que eu faço?”. O áudio gravado foi enviado por meio do Whatsapp para parentes próximos.

Ana Carolina teria, inclusive, pedido ao porteiro para que não deixasse o ex subir em seu apartamento, localizado em São Paulo.

Nesta quarta-feira (10), a família de Ana Carolina saiu de Fortaleza e desembarcou no Aeroporto de Cumbica, em São Paulo. Emocionado, o padrasto da dançarina falou rapidamente. “A gente sabe por Whatsapp o ocorrido. A gente não esperava isso. O sentimento agora é de tentar levar o corpo para Fortaleza”, disse. Questionando sobre o comportamento da enteada, o parente disse apenas que ela era uma pessoa tranquila.

Ana Carolina participou do concurso para ser bailarina do Faustão em junho de 2015 (FOTO: Reprodução Facebook)

Ana Carolina participou do concurso para ser bailarina do Faustão em junho de 2015 (FOTO: Reprodução Facebook)

Confissão do crime

Ana Carolina foi encontrada morta na manhã de quarta, no apartamento em que morava, mas teria sido morta na última segunda-feira (2). A Polícia Civil paulista prendeu o ex-namorado suspeito do crime, que acabou confessando.

Os zeladores do prédio sentiram um cheiro forte vindo do 5º andar e foram até o apartamento verificar o que estava acontecendo. Ao chegar, tocaram a campainha, mas ninguém atendeu. Eles perceberam que a porta estava destravada, entraram e encontraram o corpo na cama do quarto.

Anderson, em entrevista ao SBT, confessou que assassinou a dançarina porque ela seria garota de programa. Ele disse que “perdeu a cabeça” quando viu mensagens no celular da ex-namorada que sugeriam conversas com supostos clientes. “Eu mexi no celular dela e ela se irritou. Porque eu tinha visto uma conversa dela com cliente”.

Concurso global

Ana Carolina Vieira era formada em administração e representou Fortaleza em um concurso para ser a nova bailarina do programa de Faustão, na TV Globo. A paixão pela dança veio cedo, desde a infância. Na escola, ela fez jazz e balé.