Cuidadora suspeita de agredir adolescente com paralisia cerebral é detida
PRISÃO PREVENTIVA

Cuidadora suspeita de agredir jovem com paralisia cerebral é detida

O vídeo da ação circulou nas redes sociais na semana passada e mostra a mulher agredindo o jovem dentro de casa

Por Matheus Ribeiro em Segurança Pública

25 de agosto de 2016 às 10:10

Há 10 meses
A agressão acontece no início desse mês (FOTO: Reprodução/Ubajara Notícias)

A agressão acontece no início desse mês (FOTO: Reprodução/Ubajara Notícias)

A cuidadora Elenilda Franklin de Sousa, de 22 anos, flagrada agredindo um adolescente de 17 anos que sofre de paralisia cerebral, em Ubajara, distante 300 quilômetros de Fortaleza, teve sua prisão preventiva decretada na tarde desta quarta-feira (24).

O caso ganhou repercussão há uma semana quando um vídeo da ação começou a circular nas redes sociais. O registro foi feito por um sistema de câmera de segurança da casa, no início do mês de agosto, contratado pela tia da vítima, Daniele Monteiro. Após a divulgação do vídeo, um inquérito foi instaurado na Delegacia Regional de Tianguá.

De acordo com o titular da Delegacia Regional de Tianguá, Miguel Sales, o inquérito policial ainda deverá ser concluído. No entanto, a mulher pode responder por crime de tortura. A denúncia do crime foi feita pela mãe do adolescente no início da semana passada.

O vídeo

Na filmagem, é possível ver uma mulher trocando a fralda do menino e, nesse momento, ela age de forma ríspida com o deficiente. Além disso, a criadora também agride o jovem quando ele está se alimentando. Segundo Danielle Monteiro, tia da vítima, a cuidadora ficou responsável pelo garoto por uma semana, pois sua mãe precisou realizar uma viagem para Fortaleza.

“Contratei o serviço durante essa semana que ele ficaria sozinho com ela. Porém, depois de uma queda de energia, [o sistema] só registrou um dia e foi suficiente”, desabafou a tia.

Confira o vídeo:

Publicidade

Dê sua opinião

PRISÃO PREVENTIVA

Cuidadora suspeita de agredir jovem com paralisia cerebral é detida

O vídeo da ação circulou nas redes sociais na semana passada e mostra a mulher agredindo o jovem dentro de casa

Por Matheus Ribeiro em Segurança Pública

25 de agosto de 2016 às 10:10

Há 10 meses
A agressão acontece no início desse mês (FOTO: Reprodução/Ubajara Notícias)

A agressão acontece no início desse mês (FOTO: Reprodução/Ubajara Notícias)

A cuidadora Elenilda Franklin de Sousa, de 22 anos, flagrada agredindo um adolescente de 17 anos que sofre de paralisia cerebral, em Ubajara, distante 300 quilômetros de Fortaleza, teve sua prisão preventiva decretada na tarde desta quarta-feira (24).

O caso ganhou repercussão há uma semana quando um vídeo da ação começou a circular nas redes sociais. O registro foi feito por um sistema de câmera de segurança da casa, no início do mês de agosto, contratado pela tia da vítima, Daniele Monteiro. Após a divulgação do vídeo, um inquérito foi instaurado na Delegacia Regional de Tianguá.

De acordo com o titular da Delegacia Regional de Tianguá, Miguel Sales, o inquérito policial ainda deverá ser concluído. No entanto, a mulher pode responder por crime de tortura. A denúncia do crime foi feita pela mãe do adolescente no início da semana passada.

O vídeo

Na filmagem, é possível ver uma mulher trocando a fralda do menino e, nesse momento, ela age de forma ríspida com o deficiente. Além disso, a criadora também agride o jovem quando ele está se alimentando. Segundo Danielle Monteiro, tia da vítima, a cuidadora ficou responsável pelo garoto por uma semana, pois sua mãe precisou realizar uma viagem para Fortaleza.

“Contratei o serviço durante essa semana que ele ficaria sozinho com ela. Porém, depois de uma queda de energia, [o sistema] só registrou um dia e foi suficiente”, desabafou a tia.

Confira o vídeo: