Carta deixada em ônibus incendiado ameaça explodir Assembleia e Secretaria de Segurança
CAOS EM FORTALEZA

Carta deixada em ônibus incendiado ameaça explodir Assembleia e Secretaria de Segurança

Bandidos que já incendiaram 12 ônibus em Fortaleza também fizeram ameaças contra o secretário de Segurança

Por Roberta Tavares em Segurança Pública

19 de abril de 2017 às 16:26

Há 4 meses
Carta foi deixada em um dos ônibus incendiados nesta quarta-feira (FOTO: Reprodução/Whatsapp)

Carta foi deixada em um dos ônibus incendiados nesta quarta-feira (FOTO: Reprodução/Whatsapp)

O conteúdo de uma carta deixada dentro de um ônibus incendiado em Fortaleza ameaça explodir a Assembleia Legislativa do Ceará e a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). O caso aconteceu no início da tarde desta quarta-feira (19).

Na carta, assinada pela facção Guardiões do Estado, o grupo afirma que, se o governo “mexer com as unidades prisionais igual estão fazendo, iremos parar o estado do Ceará e explodir a Secretaria de Segurança. E aquele aviso na Assembleia Legislativa do carro-bomba vamos fazer valer dessa vez”, afirmam.

O grupo avisa que o estado viverá um mês de terror, com atentados e explosões de prédios públicos. “Todos os inocentes mortos. Iremos atacar os órgãos públicos e parar o estado. Aqueles funcionários do governo que não saiam de suas casas, pois poderão sofrer nessa guerra”, diz a mensagem.

Ao final, o grupo afirma querer transferências de imediato de presos da Casa de Privação Provisória de Liberdade 2, em Itaitinga, Região Metropolitana de Fortaleza. “Nós quer (sic) espaço dentro do sistema. Nem lugar para dormir nem andar nós tem (sic)”, conclui a carta. 

Ônibus incendiados

Nesta quarta-feira, passageiros informaram que os motoristas de transportes públicos deixaram de trafegar por medo da insegurança. O Tribuna do Ceará apurou alguns locais em que atearam fogo nos veículos: no Barroso; Avenida C do Sítio São João; próximo ao Cuca da Barra do Ceará; próximo ao Fórum no Edson Queiroz; no Siqueira; próximo a UPA do São Cristóvão e na Aerolândia. Outro dois registros aconteceram na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), nos municípios de Horizonte e Eusébio.

Até o momento, 12 ônibus foram incendiados. A motivação ainda não foi confirmada oficialmente pela SSPDS.

Veja as outras cartas:

CARTAS AMEAÇAM SSPDS
1/2

CARTAS AMEAÇAM SSPDS

(FOTO: Reprodução/Whatsapp)

CARTAS AMEAÇAM SSPDS
2/2

CARTAS AMEAÇAM SSPDS

(FOTO: Reprodução/Whatsapp)


Acompanhe a cobertura do caso:

19/4 – Onda de ataques a ônibus é resultado de guerra entre 3 facções, alerta Conselho Penitenciário

19/4 – Carta deixada em ônibus incendiado ameaça explodir Assembleia e Secretaria de Segurança

19/4 – Ônibus são incendiados em vários bairros de Fortaleza e terminais são fechados

Publicidade

Dê sua opinião

CAOS EM FORTALEZA

Carta deixada em ônibus incendiado ameaça explodir Assembleia e Secretaria de Segurança

Bandidos que já incendiaram 12 ônibus em Fortaleza também fizeram ameaças contra o secretário de Segurança

Por Roberta Tavares em Segurança Pública

19 de abril de 2017 às 16:26

Há 4 meses
Carta foi deixada em um dos ônibus incendiados nesta quarta-feira (FOTO: Reprodução/Whatsapp)

Carta foi deixada em um dos ônibus incendiados nesta quarta-feira (FOTO: Reprodução/Whatsapp)

O conteúdo de uma carta deixada dentro de um ônibus incendiado em Fortaleza ameaça explodir a Assembleia Legislativa do Ceará e a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). O caso aconteceu no início da tarde desta quarta-feira (19).

Na carta, assinada pela facção Guardiões do Estado, o grupo afirma que, se o governo “mexer com as unidades prisionais igual estão fazendo, iremos parar o estado do Ceará e explodir a Secretaria de Segurança. E aquele aviso na Assembleia Legislativa do carro-bomba vamos fazer valer dessa vez”, afirmam.

O grupo avisa que o estado viverá um mês de terror, com atentados e explosões de prédios públicos. “Todos os inocentes mortos. Iremos atacar os órgãos públicos e parar o estado. Aqueles funcionários do governo que não saiam de suas casas, pois poderão sofrer nessa guerra”, diz a mensagem.

Ao final, o grupo afirma querer transferências de imediato de presos da Casa de Privação Provisória de Liberdade 2, em Itaitinga, Região Metropolitana de Fortaleza. “Nós quer (sic) espaço dentro do sistema. Nem lugar para dormir nem andar nós tem (sic)”, conclui a carta. 

Ônibus incendiados

Nesta quarta-feira, passageiros informaram que os motoristas de transportes públicos deixaram de trafegar por medo da insegurança. O Tribuna do Ceará apurou alguns locais em que atearam fogo nos veículos: no Barroso; Avenida C do Sítio São João; próximo ao Cuca da Barra do Ceará; próximo ao Fórum no Edson Queiroz; no Siqueira; próximo a UPA do São Cristóvão e na Aerolândia. Outro dois registros aconteceram na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), nos municípios de Horizonte e Eusébio.

Até o momento, 12 ônibus foram incendiados. A motivação ainda não foi confirmada oficialmente pela SSPDS.

Veja as outras cartas:

CARTAS AMEAÇAM SSPDS
1/2

CARTAS AMEAÇAM SSPDS

(FOTO: Reprodução/Whatsapp)

CARTAS AMEAÇAM SSPDS
2/2

CARTAS AMEAÇAM SSPDS

(FOTO: Reprodução/Whatsapp)


Acompanhe a cobertura do caso:

19/4 – Onda de ataques a ônibus é resultado de guerra entre 3 facções, alerta Conselho Penitenciário

19/4 – Carta deixada em ônibus incendiado ameaça explodir Assembleia e Secretaria de Segurança

19/4 – Ônibus são incendiados em vários bairros de Fortaleza e terminais são fechados