Camilo Santana classifica chacina como "covarde" e "lamentável" e garante que responsáveis não ficarão impunes

CHACINA NA SAPIRANGA

Camilo Santana classifica chacina como “covarde” e garante que responsáveis não ficarão impunes

Em conversa com internautas, o governador destacou o esforço policial para solucionar o crime, mas não comentou as ameaças que os jovens do centro recebiam

Por Tribuna Bandnews FM em Segurança Pública

14 de novembro de 2017 às 17:58

Há 6 dias

O governador Camilo Santana (PT) classificou como “covarde” e “lamentável” a chacina que vitimou quatro jovens do Centro de Semiliberdade Mártir Francisca, na madrugada dessa segunda-feira (13).

O chefe do Executivo fez as declarações em sua página no Facebook, durante conversa com internautas, em uma “live” na tarde desta terça-feira (14). Camilo ainda afirmou que os assassinos não ficarão impunes e destacou o esforço feito pelos órgãos de segurança pública para solucionar o crime.

Confira trecho da conversa com os internautas:


Camilo, no entanto, não comentou as denúncias que familiares e internos da unidade teriam feito sobre ameaças que os adolescentes recebiam.

Até o momento, apenas um suspeito de praticar o crime foi capturado pela Polícia. Ele, inclusive, teria confessado o crime. A Polícia Civil suspeita que quatro pessoas efetuaram os disparos que vitimaram os adolescentes, mas outras pessoas poderiam ter dado suporte à ação. Entre 10 e 15 homens compunham o grupo, conforme relatos de testemunhas.

Na casa do suspeito, foram apreendidos um revólver calibre 38, seis munições deflagradas, uma pequena quantidade de cocaína e máscaras que teriam sido usadas nas ações. Conforme o diretor da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Leonardo Barreto, o suspeito afirmou, em depoimento, que só atirou para cima, não contra as vítimas.

O homem detido ainda disse que o crime foi cometido por as vítimas serem de uma facção rival a dos assassinos.

Publicidade

Dê sua opinião

CHACINA NA SAPIRANGA

Camilo Santana classifica chacina como “covarde” e garante que responsáveis não ficarão impunes

Em conversa com internautas, o governador destacou o esforço policial para solucionar o crime, mas não comentou as ameaças que os jovens do centro recebiam

Por Tribuna Bandnews FM em Segurança Pública

14 de novembro de 2017 às 17:58

Há 6 dias

O governador Camilo Santana (PT) classificou como “covarde” e “lamentável” a chacina que vitimou quatro jovens do Centro de Semiliberdade Mártir Francisca, na madrugada dessa segunda-feira (13).

O chefe do Executivo fez as declarações em sua página no Facebook, durante conversa com internautas, em uma “live” na tarde desta terça-feira (14). Camilo ainda afirmou que os assassinos não ficarão impunes e destacou o esforço feito pelos órgãos de segurança pública para solucionar o crime.

Confira trecho da conversa com os internautas:


Camilo, no entanto, não comentou as denúncias que familiares e internos da unidade teriam feito sobre ameaças que os adolescentes recebiam.

Até o momento, apenas um suspeito de praticar o crime foi capturado pela Polícia. Ele, inclusive, teria confessado o crime. A Polícia Civil suspeita que quatro pessoas efetuaram os disparos que vitimaram os adolescentes, mas outras pessoas poderiam ter dado suporte à ação. Entre 10 e 15 homens compunham o grupo, conforme relatos de testemunhas.

Na casa do suspeito, foram apreendidos um revólver calibre 38, seis munições deflagradas, uma pequena quantidade de cocaína e máscaras que teriam sido usadas nas ações. Conforme o diretor da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Leonardo Barreto, o suspeito afirmou, em depoimento, que só atirou para cima, não contra as vítimas.

O homem detido ainda disse que o crime foi cometido por as vítimas serem de uma facção rival a dos assassinos.